Fórum

Páginas : 1 ... 19 20 21 22

#501 17-06-2022, às 22h34

Guarda Obsidiana
Bohom
Mordida de unicórnio dói
Bohom
...
Mensagens: 79

https://cdn.discordapp.com/attachments/947648851131662378/987530752826671104/TT12.png

Offline

#502 17-06-2022, às 22h50

Guarda Obsidiana
Bohom
Mordida de unicórnio dói
Bohom
...
Mensagens: 79

https://cdn.discordapp.com/attachments/987534459094048788/987534538328637440/DT1.png

Offline

#503 17-06-2022, às 23h42

Guarda Sombra
Moisesbe
Indo para a enfermaria
Moisesbe
...
Mensagens: 248

https://cdn.discordapp.com/attachments/907431829555003473/980991800615505960/DoryBanner.gif
◢◤══════════════════════════════════════════════════════════════════════◥◣
Humana - Campeã - Barbarian - ×Roupa - ×Arma - ×Tatuagem - ×Voz - ×Ficha - https://cdn.discordapp.com/attachments/620418841926959114/951138921469849620/The_Black_Rose_Order.gif The Black Rose Order
FOR:08 CON:08 DEX:13 INT: 04 SAB: 04 CAR:04 - Local: Puritales Iteração: Tarik / Destiny & Kenari

◥◣══════════════════════════════════════════════════════════════════════◢◤
A resposta de Tarik fez Dory levantar suas sobrancelhas espantada e de certa forma animada com as circunstâncias do momento. Não era preciso ser uma pessoa muito inteligente para desconfiar de Kenari ou de Dory sendo que ambas vieram de um reino inimigo. O que o Tarik fez no entando, foi adientar a situação pois se a elfa fosse uma traidora Dory já havia guardado seus planos de a ferir de qualquer das formas. A nórdica suavizava cada vez mais sua expressão facial enquanto que ouvia o rei, e a medida que o clima ia ficando mais pesado Dory conseguia ouvir um um chamado dentro da sua cabeça. Um ronronar que começava baixo, e silêncioso ia começando a aumentar dentro da cabeça da bárbara. Ela sabia quem era e do porque, aqueles mesmo uivos que bloqueavam memórias escondidas da nórdica naquele momento traziam novas. Neve, uma tempestade torrencial de neve e gelo, o no meio dela. Os olhos vermelhos e cintilantes de um lobo, do lobo que ensinou a Dory como sobreviver. -Guarda, de Greenstone. Lembro de ver você, antes... Com... Uhm... Ela falou orgulhosa que uma de suas memórias não foi bloqueada, e ainda que ela estive-se ouvindo o que acontecia a seu redor, um zumbido tão alto começava a martelar dentro da cabeça da bárbara que ela mal se focava em quais palavras estavam sendo ditas. -Com o paladino. Dory falou com um pequeno sorriso até que provocativo para com a elfa, felizmente que Dory estava vivendo por um tempo em Greenstone antes de viajar e lembra de ter visto os dois em um telhado se ela não estava em erro. Dory se virava atirando a sua lança para um dos guardas e então recebia a adaga, que era uma arma que Dory tinha zero de prática em uma luta mas ela não reclamaria de uma chance como essas, de lhe ser dada a oportunidade de executar uma possível traidora e se estabelecer por fim como parte da ordem. Dory tirando um pouco de pintura de suas vestes ela colocava na cara. Ele lembrava agora do que essa pintura facial significava. Eram as marcas de Fenrir. Assim que Dory viu a oponente a receber a arma ela não esperou muito para se aproximar. Ela estava quase tomando impulso de começar quando ouviu a Destiny para lhe relembrar das regras Dory piscou para ela, única magia que Dory tinha era as runas tatuadas em seu braço. Ela mexe a adaga e assim que se aproximou rondando a elfa uma mistura de um riso provocativo e até que nervoso ao mesmo tempo ela começou a falar. -Sabe, mas antes de uma de nós morrer eu gostaria de saber porque desistiu do seu posto... Ela falava de uma forma falsamente inocente andando aos círculos em volta da elfa procurando uma oportunidade para começar algum ataque. Dory não era adepta de lutas, por isso ela usava uma lança como arma principal. Dory não lutava, ou ela matava ou ela morria. -Será que o prateado cansou de você e te mandou embora? Ou ele não fui suficiente e tá querendo a atenção do próprio Tarik? Dory falou com umas alfinetadas ácidas e completamente penetrantes com maldade para com a ex-guarda. -Ah é, esqueci. Você nem fala mesmo. Dory revirou a cabeça com um ar falsamente indignado mexendo a adaga em sua mão antes de partir para o ataque por fim lutando contra a Kenari.


https://i.ibb.co/bXsdKxq/MB-l-s.gif

Offline

#504 17-06-2022, às 23h43

Guarda Obsidiana
Bohom
Mordida de unicórnio dói
Bohom
...
Mensagens: 79

https://cdn.discordapp.com/attachments/947648851131662378/987547719780401172/TT13.png

Offline

#505 18-06-2022, às 00h00

Guarda Obsidiana
LizGiulles
Mordida de unicórnio dói
LizGiulles
...
Mensagens: 116

https://media.discordapp.net/attachments/733034381798801428/946597312929603584/003.jpg

Local: Laboratório de Alquimia     Interação: Clientes >> Birdy e Olaf

Limpando com sutileza as gotas de suor que começavam a surgir em sua testa, Leana arrastava com dificuldade as cestas de compras ao longo do piso gasto da loja em direção aos fundos para poder realizar o seu tratamento. Até aquele momento a mulher não havia percebido o quão pesado estavam as cestas, principalmente por ter recebido a ajuda de alguns clientes para ajudá-la a carregar os itens durante as compras e leva-los até a porta da loja quando terminasse. Mesmo diante da insistência deles de levar até aos balcões para poder ajuda-la, a mulher recusou e agora começava a se arrepender. Agora ela tentava levar os itens sem danifica-los mais do que necessário já que isso poderia influenciar significativamente na qualidade das poções, o que era terrível em diversas maneiras pois uma poção mal preparada poderia não cumprir os seus objetivos, ela teria perdido itens bons e caso não notasse o erro a tempo e um cliente consumisse sempre havia a possibilidade de ocorrer um efeito colateral na poção.  Então o que era para ser realizado em menos de dois minutos, levaram quinze minutos dela transportando os itens o mais lentamente o possível para não os danificar, principalmente os que estivessem localizados no fundo da cesta que estavam sentindo diretamente o atrito contra o solo.

Depois de longos minutos, a alquimista finalmente chegava a bancada do depósito em meio a um suspiro cansado. Mas, felizmente a pior parte havia passado e agora ela começaria a fazer algo que lhe agradava bastante: o tratamento dos itens de alquimia. Mesmo que para muitos fosse uma tarefa chata e demasiadamente detalhista, para ela era algo terapêutico, pois a medida que ela preparava cada um dos materiais ela abandonava as suas preocupações para prestar atenção na tarefa que deveria realizar e assim não cometer qualquer erro. Era algo agradável e por isso ela imediatamente pegava os primeiros itens ao qual queria trabalhar e os dispôs ao longo da mesa. Primeiro, a mulher começava fazendo uma lavagem minuciosa de cada item que se prosseguia pela a sua secagem ao longo de grades de ferro dispostos da mesa que com o decorrer do tempo iriam perder o excesso da água a medida que escorriam pelas as laterais. Assim que tais itens estivessem suficientemente secos, a mulher começava fazendo alguns cortes neles para poder coloca-los em conserva, sempre focalizando em qual parte dos mesmos iria utilizar para o preparo de cada poção. Então, para facilitar o seu trabalho ela começava a setoriza-los como raiz, caule, folhas, flores e frutos. E após isso ia ainda os subdividindo à medida que necessitava.

Após finalizar essa parte, Leana colocou cada item em conserva para tão logo começar a distribui-los ao longo das prateleiras da loja. Feito essa parte, a mulher começava agora a preparar alguns itens em pó que apresentavam um processo mais demorado que os cortes e enquanto isso ela também aproveitava para esquentar o caldeirão para poder adiantar o preparo de algumas pastas e pomadas que ela sabia que estavam em falta na loja. Mas, antes mesmo que ela pudesse acender a lenha, ela escutou o ligeiro titilar do sino anunciando a chegada de um cliente na loja. Então parando tudo o que tinha a fazer, a mulher limpava as suas mãos com um pano próximo de sua bancada enquanto andava a passos flutuantes em direção à entrada da loja imersa pela curiosidade para saber quem havia entrado no local já que hoje o movimento estava mais calmo que o habitual. ― Olá, como posso ajuda-los? – Vendo dois homens olhando para a loja com curiosidade Leana imediatamente se aproximava do balcão com um sorriso amigável em seu rosto para poder atendê-los.


_________________________________________________________________________________________________________________________

V E S T I M E N T A: +  C O L D R E  D E  P O Ç Õ E S:+  A D A G A: +   F I C H A: +


https://i.ibb.co/hgrsJDZ/Dory-Frid.gif

Offline

#506 18-06-2022, às 00h04

Guarda Obsidiana
Bohom
Mordida de unicórnio dói
Bohom
...
Mensagens: 79

https://cdn.discordapp.com/attachments/987534459094048788/987553346799960144/DT2.png

Offline

#507 18-06-2022, às 00h08

Guarda Obsidiana
Bohom
Mordida de unicórnio dói
Bohom
...
Mensagens: 79

https://cdn.discordapp.com/attachments/986736191695110144/987546707510300753/HT1.png

Offline

#508 18-06-2022, às 20h02

Guarda Absinto
Kytära
Mordida de unicórnio dói
Kytära
...
Mensagens: 117

https://64.media.tumblr.com/0c77e71279f4efeb6c3f37829dcb223b/8dd5386040ef2235-0d/s2048x3072/81f044103527c3ae1c437df0d7c5d68936a5ea7c.pnj
com: Ea’tha | em: Greenstone


O tritão escutou atentamente as palavras da colega notando sua visível irritação sobre o assunto não só no modo de falar, mas em seus trejeitos e suspiros. Não era para menos também, afinal os três se conheciam e por mais que não fosse de longa data e que nenhum deles fosse obrigado a dar satisfação do que fazia ou deixava de fazer, era estranho tanto mistério. Todo o assunto estava confuso e mal explicado, como ela mesma havia colocado mais cedo.Quem me dera, comentou baixinho sem interromper a drow quando a mesma supôs que o paladino poderia ter se confidencializado com ele —— Bem, vamos lá...Primeiro, não precisa se preocupar pois eu iria importuná-la também, foi até bom nos esbarrarmos mais cedo já que estavamos com a mesma ideia. E com essa festa, duvido que tenha algum assunto urgente para resolvermos, a cabeça deles deve estar em outro lugar —— antes de tudo procurou despreocupá-la quanto a estar incomodando ou tomando tempo dos seus afazeres e logo seguiu com o assunto principal—— Seguindo...Eu concordo com você, a partir do momento que estão mantendo tudo debaixo dos panos é difícil não pensar que algo errado está acontecendo. O problema agora é saber com quem ou onde vamos achar essas respostas, porquê ninguém parece estar correndo atrás disso ou dispostos a ajudar —— sem que percebesse foi desacelerando o passo até que parou completamente no meio da via onde estavam, um hábito até que recorrente, retomando a caminhada assim que percebeu sua parada.

Logo virou-se parcialmente para a mulher
—— Realmente seria bem mais fácil se Sagrath tivesse comentado algo comigo, mas a última vez que o vi foi na noite da reunião. Depois houve o acidente com o cavaleiro e desde então perdemos contato totalmente, de qualquer forma, ele nunca comentou comigo sobre deixar Greenstone  —— e acrescentou balançando a cabeça negativamente —— Mas tenho certeza que não foi por saúde esse afastamento, até porque já teria corrido algum boato sobre isso. Para falar a verdade, desgraça é a primeira coisa a se espalhar, então acabei descartando essa ideia mais cedo —— a integridade física do prateado não era a sua principal preocupação. Depois do ataque com o dragão eles haviam saído para buscar uma árvore e Sagrath parecia como novo se não fosse pelo braço na tala e como ele mesmo havia dito, se o paladino estivesse muito ruim ou morto seria o primeiro boato a se espalhar. Desta vez foi o guarda a suspirar e dar um sorriso meio sem graça—— Confesso que a visita de uma daquelas pombinhas cairia como uma luva, mas nem isso recebemos...Aah, antes que eu me esqueça, Sagrath tinha mais contado com a elfa que foi tachada como traidora. Pode ser que ambos assuntos não estejam ligados, mesmo assim existe a possibilidade de algo maior estar acontecendo dentro desses muros —— não queria deixar Ea’tha ainda mais preocupada depois de suas teorias, entretanto ter mais alguém incomodado com esse assunto e aberto para ouvir suas dúvidas era um grande alívio, precisava aproveitar a oportunidade.

Assim que ouviu a drow comentar sobre o dragão soltou um aah sim aliviado. Realmente estava presente no dia, assim como Krog e os outros que ficaram mais perto dos muros arrumando os arpões para tentar conter a criatura enfurecida. Ainda caminhando, o homem começou a alisar a barba, pensativo do que poderia ser útil ou não —— Bem, eu nunca tinha visto um dragão antes, mas no mar temos umas criaturas bem grandes também como as baleias, porém eu nunca tinha visto um bicho com tamanha força. Lembro que jogamos diversos arpões nele e mesmo assim eram como fitinhas de Natal, não seguraram em nada e quase nem machucavam —— a força do animal havia chamado sua atenção, mas havia algo melhor ainda para compartilhar, algo que ficou pensando mesmo depois de abaterem o animal —— Achei estranho também que ele cuspia uma espécie de fogo roxo que parecia preencher ele por dentro, mas esse fogo não era normal. Ele chegou a cuspir perto de onde eu estava e atingiu alguns colegas, mas quando íamos apagar ele não apagava e sim crescia a cada batida. Foi preciso uma xamã para reverter aquelas chamas, apesar de queimar como um fogo normal...estranho né?! —— talvez para ela não fosse tão estranho já que a mulher dominada magia, mas para ele havia sido um evento e tanto. Queria ter mais informações para compartilhar, mas não se lembrava de mais nada útil sobre a criatura—— Já falou com Finn? Um elfo de cabelos claros e todo arrumadinho? Ele estava comigo nos arpões, talvez tenha visto alguma coisa que eu não vi —— repentinamente o guarda parou, apoiando a mão no ombro da colega como se tivesse lembrado de algo. Chegou a estalar os dedos algumas vezes tentando puxar os nomes em sua memória, porém como não conseguiu apenas seguiu esperando que ela se lembrasse —— Eu não lembro os nomes, mas vimos eles hoje. A elfa de cabelos vermelhos e o rapaz que trabalha com o Krog, o que tem um braço diferente, ambos subiram no dragão aquele dia —— e acrescentou —— Talvez um deles possa te ajudar mais ou o próprio Krog também, os três parecem ter algo faltando por ficarem tão perto daquele bicho  —— comentou por fim batendo com o dedo indicador na têmpora indicando que os três colegas deveriam ter parafusos a menos.

____________________________________________________________________________

Ficha| Vestimenta:| Espada:

Última modificação feita por Kytära (18-06-2022, às 20h04)


https://i.ibb.co/dpbxsLJ/Haleth-Wesley.gif

Offline

#509 18-06-2022, às 21h46

Guarda Sombra
Moisesbe
Indo para a enfermaria
Moisesbe
...
Mensagens: 248

https://i.ibb.co/s9sR89F/Att.png

Update: Evento. Valentim.

Durante o dia e as condecorações perante os campeões e heróis, alguns de nossos seres misteriosos têm vindo a organizar um pequeno evento. Após um reencontro entre a fada Kalistho e a fada Valentine, as duas amigas chegaram a uma conclusão que o clima pelos reinos por causa das guerras e das inimizades estava demasiado pesado e que elas deveriam de fazer algo para mudar o rumo da vida dos humanos. Após algum tempo conversando e convivendo as duas fadadinhas vieram com um plano.

https://i.ibb.co/w7QW8Z9/Khali.jpg

Elas procurariam algumas pessoas aleatórias, e convenceriam elas a escrever cartas amorosas ou amigáveis para uma pessoa escolhida por elas. A carta, não precisava de ter nome ou identificação pois a ideia era espalhar sentimentos positivos num geral. Assim que a pessoa escolhida mencionava quem enviaria sua carta, as fadas prometeram que iriam encontrar ela e entregar a cartinha até mesmo se parece-se improvável ou impossível. E assim que elas recolheram cartas que consideraram o suficiente elas fizeram o seu trabalho e se dividiram para as entregarem e concluírem sua missão secreta.


Em Althea;

Em Althea, foi reveladas mais informações sobre a fação secreta que se vinha desenvolvendo contra a sociedade dos dourados. Mesmo isso tendo acabado com mais brutalidade entre os guardas e alguns rebeldes que de nada conseguem fazer contra os imperiais guardas de Dama, não parece que os rebeldes irão desistir e toda a questão dos Tieflings e de alguns aldeões serem feridos inocentemente foi apenas um gatilho e um começo e é previsto algo maior dentro de Althea... Talvez até uma guerra civil, coisa que os dourados riem. Afinal, eles são invencíveis não é mesmo?

https://i.ibb.co/HqDhd66/Iron-Gold.png https://i.ibb.co/ZJ9tgkV/Anarchy.png


Outros;

Althea não é a única com novidades de facções. Para além desse reino, outros também estão adoptando novas motivações, mais especificamente... Novas religiões. Duas entidades ganharam popularidade graças a Azoth e elas são Gaz'Gonnath e Hallow, a entidade dos Tieflings e a entidade dos Aasimars. De modo a tentarem se tornar melhores e seguir suas crenças, novas sociedades e cultos tão sendo formados em vários outros reinos.

https://i.ibb.co/THdmG1c/Balance.jpg https://i.ibb.co/SyvhbYc/Cult.jpg

Tutorial


https://i.ibb.co/bXsdKxq/MB-l-s.gif

Offline

#510 25-06-2022, às 17h06

Guarda Obsidiana
LizGiulles
Mordida de unicórnio dói
LizGiulles
...
Mensagens: 116

https://media.discordapp.net/attachments/733034381798801428/943630593642606652/cats.att.1.jpg

Local: Taverna Interação: NPC >> Shagrath

A cena a qual o campeão via era repulsiva, mas mesmo assim o homem continuava a desferir uma série de socos na face do homem já desacordado. Ele já não escutava os pedidos suplicantes dos transeuntes que imploravam que a briga no bar terminasse, nem escutava aos berros dos marujos que tentavam se comunicar entre si para controlar o feral e tão pouco ele escutou a porta do estabelecimento ser aberta com violência anunciando a chegada de mais uma pessoa no local. A àquela altura o homem, no auge do efeito da adrenalina ao qual corria em suas veias, não se recordava mais o motivo que ele havia começado aquela briga e tão pouco de um motivo para permanecer na mesma além do sentimento de raiva que estava aflorando em sua pele. Então, a medida que começava a ter noção de seus atos, Fridgar parava gradativamente os socos no homem até que os seus punhos ficassem parados por alguns segundos no ar enquanto ele observava lentamente o que havia feito com o homem. Mas, antes mesmo que o peso das suas ações recaísse contra os seus ombros, o dryvantoriano sentiu o seu corpo ser elevado com violência e tão logo ser projetado contra uma parede por um dos guardas intrometidos do reino ao qual ele tão pouco fez o esforço de aprender o seu nome. Então vendo que o homem não tratava para desferir um soco em seu estômago, o bárbaro logo começava a soltar uma risada alta enquanto limpava um pouco do sangue seco que tinha no canto de sua boca. ― Isso vai ser interessante!

Ainda com o braço disposto na altura de seu rosto, Fridgar aproveitava da diferença de altura entre ambos para acertar com o seu cotovelo o rosto do homem o obrigando a recuar dos socos que desferia contra si. Então, aproveitando-se desse momento o bárbaro utilizava um de seus pés para o impulsiona-lo mais uma vez para a trás o induzindo a dar mais alguns passos para trás fazendo com que os dois se centralizassem mais uma vez na taverna. ― É impressionante como vocês estão em todo lugar, nem baratas são tão repulsivas quanto vocês. – em meio a falas com caráter dúbio o bárbaro disparava o seu escarro em direção ao paladino enquanto o esperava mais uma vez se colocar em pé antes de reiniciarem mais uma vez a briga. Mas, antes mesmo que o paladino tomasse a iniciativa, o bárbaro corria em direção a ele e com um sútil movimento corporal ele abaixava o seu corpo, pegava o paladino pela a cintura e tão logo o lançava com facilidade nas suas costas. Em meio a uma fração de segundos, o bárbaro aproveitando que ele estava nesta posição, segurava com firmeza um de seus braços e tão logo pendia o seu corpo para trás fazendo com que a gravidade fizesse o seu trabalho. No solo junto ao paladino, o bárbaro enquanto pressionava as suas pernas ao solo, pressionava com firmeza o seu tronco contra as costas do paladino enquanto segurava a única mão livre do homem restringindo assim as suas tentativas de escapatória. Mas, após alguns momentos parados apenas naquela posição, o bárbaro lentamente afrouxava daquela posição assim que aconteceu algo que ele não esperava. 
_________________________________________________________________________________________________________________________

V E S T I M E N T A: +  M A R T E L O: +  F O R M A  F E R A L: + F I C H A: +


https://i.ibb.co/hgrsJDZ/Dory-Frid.gif

Offline

#511 26-06-2022, às 13h01

Guarda Sombra
Moisesbe
Indo para a enfermaria
Moisesbe
...
Mensagens: 248

https://cdn.discordapp.com/attachments/907431829555003473/980867251144110120/MarianneBanner.gif
◢◤══════════════════════════════════════════════════════════════════════◥◣
Half-Orc - Campeã - Warrior - ×Pet - ×Cabelo - ×Voz - ×Ficha - https://cdn.discordapp.com/attachments/620418841926959114/951138922098982962/The_Marine.jpg The Marine
FOR:22 CON:10 DEX:05 INT: 02 SAB: 04 CAR:03 - Local: Greenstone Iteração: Ninguém

◥◣══════════════════════════════════════════════════════════════════════◢◤
Marianne se acomodava na sólida tábua de madeira na qual ela estava sentada alguns no porto do reino. Ela apenas passava algum tempo pegando pedrinhas e tentando arremessar igual o Gael fez outro dia mas ela ainda não pegava jeito com isso. Ela ficava repensando e imaginando tudo o que existia para além de Greenstone e de todas aquelas crises humanas nos quais ela presenciava. Sentindo o forte cheiro do mar e dos peixes dos pescadoras e comerciantes ali perto, ela balançava as pernas olhando os navios e os marinheiros se preparando para outra viagem. Havia muita coisa por fazer e muitas decisões por tomar, talvez ela como campeã deveria ajudar o tal "squad" na próxima luta ou se juntar como parte de algum... Ela não sabia como funcionava ela apenas literalmente dormiu quando os chamaram para a missão de Azoth. Ela remexia os olhos tentando pensar em uma forma fácil dela aprender finalmente a nadar em condições mas a biologia de Orc nunca foi tão problemática para ela como agora. Orcs lutavam muito bem em terra e lama, mas no que tocava a nadar eram uma tristeza. Marianne levantou a cabeça sendo trazida de volta para o mundo quando sentiu a presença da fada. Ele ouviu a pequena e simples explicação dela e então estendeu a mão segurando a carta. A orc ainda perguntou se havia certeza que aquela carta era para ela, pois as pessoas em sua cidade natal jamais iriam lhe escrever... O lado da família Orc tão pouco então ela tinha algumas dúvidas mas talvez fosse relacionado a fação. A primeira coisa que tentou captar era de quem havia a enviado mas ela não viu nenhuma assinatura. Assim que ela abriu ela reconheceu o desenho fofinho de um dos seus ratinhos e ela sorria de forma até boba suavizando sua expressão facial. Aquele rato estava estranhamente realista e a letra escrita na carta era bonita de alguém que escrevia muito bem. Marianne abria a boca e remexia os olhos e enquanto que tentava ler ela repetia algumas letras tentando juntar as palavras do que elas queriam dizer e o que estava escrito. Marianne nasceu em outra região e em outro reino e a língua nativa dela era a dos Orcs, por isso ela as vezes se descuidava e tinha um sotaque e uma forma de falar bem diferente, mas ela entendia e achou muito bonito. Ela se sentia, talvez pela primeira vez em sua vida em uma sociedade humana como de facto uma mulher e não uma "orquisa", não que isso fosse super importante para os que a rodeavam pois isso não mudava nada mas era pessoalmente importante para ela sabendo que tinha jeitos bonitos de a verem ao invés dela ser apenas uma bruta aleatória vinda de Shermon. Foi o suficiente para a deixar animada enquanto que se deitava na estruturava de madeira fechando seus olhos mais cintilantes e mantendo um sorriso aberto de canto a canto, apreciando o clima e a brisa do lugar. Lembraria de retribuir a aquele favor e ela esperava encontrar Gael mais logo para a festa. Tinha uma ideia para uma surpresa agradável para ele.


https://i.ibb.co/bXsdKxq/MB-l-s.gif

Offline

#512 26-06-2022, às 17h13

Guarda Obsidiana
LizGiulles
Mordida de unicórnio dói
LizGiulles
...
Mensagens: 116

https://media.discordapp.net/attachments/733034381798801428/942914375365324811/cart.att.2.jpg

Local: Praça     Interação: Gael

Sentindo a sensação de culpa se esvair assim que escutou as palavras do homem, Ea’tha se tranquilizava por eles terem tido a mesma ideia. No fim das contas ela só havia deixado a ansiedade falar mais alto, então acabou acelerando algo que provavelmente nas próximas horas ou quando eles se encontrassem na próxima vez. Então, como não tinha mais nada a acrescentar nesse ponto ela só dava um sorriso de agradecimento pela a compreensão enquanto o escutava prosseguir as suas falas. ― Sim, isso me parece bem estranho. Eu esperava que as pessoas iriam comentar mais sobre os últimos acontecimentos, tal como aconteceu no caso do dragão e toda a situação que envolveu o Cruiser mas acabou que não aconteceu.– a guarda em um tom de voz mais distraído para começar a chutar uma pedrinha que havia encostado em sua bota, mas ao invés de manda-la para uma direção oposta, ela continuava a chutando a medida que caminhava. ― Só consigo pensar em duas pessoas que devem saber o que se passa: o rei e o chefe da guarda, mas duvido que o primeiro fale além do que já mencionou e quanto ao segundo nem sei ao certo quem é desde a ausência do Cruiser. Não consigo pensar em outros além deles. – aproveitando-se que mantinha a cabeça ligeiramente baixa enquanto caminhava, a guarda falava a última parte em um tom de voz baixo, principalmente quando mencionava o rei e o chefe da guarda. Desde que ela percebeu a movimentação do tritão para se afastarem um pouco da multidão, ela se manteve um pouco mais cautelosa do que lhe era de costume para que assim não coresse o risco de falar alto demais ou começar a divagar sobre algo que poderia levantar as suspeitas para os dois.

― Sim, tens razão. Pensar dessa maneira afasta um pouco das minhas preocupações, mas por outro lado só aumenta a minha curiosidade do que o manteve tão ocupado nesses dias que o impediu de sair de sua toca.–  ela falava dando ligeiramente de ombros, pois, sabia que eles não poderiam fazer nada além de teorizar sobre o que havia acontecido com o homem. E, assim que ela escutou o comentário do colega sobre as pombinhas ela imediatamente abria um sorriso enquanto olhava para os céus por alguns instantes. ― Realmente seria muito animador se ao menos uma delas aparecessem agora. – após permanecer alguns segundos olhando para o céu, Ea’tha retornava mais uma vez os olhos ao tritão assim que o via se lembrar algo, desta vez em relação a elfa desconhecida. Desde que soube que a traição havia sido realizada por uma elfa, a drow estava particularmente curiosa para saber um pouco mais sobre ela, pois por não conhecê-la não era algo que fazia sentido para si até então. ― Tudo isso está ficando cada vez mais curioso. Queria ao menos ter tido a oportunidade de conhece-la para poder entender a sua motivação, pois até então imaginaria que os elfos seriam mais reticentes a trair o reino mesmo que não seja o deles de nascença. Mas independente disso, espero que se realmente algo estiver acontecendo por aqui não nos cause problemas no futuro.

Prestando o máximo de atenção ao que o homem tinha a dizer, a mulher ascendia brevemente a cabeça à medida que o escutava falar das suas primeiras impressões frente a criatura.  Ao mesmo tempo que fazia isso, ela tentava conectar com as informações aos quais tinha em mãos, principalmente com o que havia lido durante parte da madrugada e no início daquela mesma manhã. ― Me recordo que uma das torres de vigia foram danificadas na época, se não me engano foi obra do dragão, não é? - a mulher o indagava enquanto o observava de relance antes de continuar a sua fala. ― É intrigante a força que tal criatura carrega, mesmo que teoricamente ela esteja morta não imaginava que seria tão expressivo, talvez o ritual para criar tal criatura envolva algo para preservar seu poder.– Ea’tha falava de um modo distante enquanto pensava mais sobre esse tópico. Até aquele momento ela estava na dúvida de qual teria sido a gênese do dragão, se ele teria sido realizado por um ritual ou através da blackstone. Mas, como não tinha muitas informações sobre a segunda, ela estava focalizando as suas pesquisas no que era mais palpável, mesmo que não fosse o mais fácil de se encontrar. Após ter ficado alguns segundos em silêncio ela logo voltava a sua linha de pensamento. ― Me lembro de ter visto o animal após ser abatido e aparentemente tinha uma grande quantidade de escamas nele. Pelo o que percebi as analisando na Academia elas são bem resistentes, talvez tenha uma relação com a dificuldade de feri-lo.

Assim que Gael comentou sobre o fogo roxo, ela imediatamente franzinha o cenho enquanto começava a morder a parte interna de sua bochecha tentando relembrar o que havia lido durante a madrugada. Mas do que ela havia lido sobre as colorações das escamas, elas associavam a um tipo de dragão em específico ao qual ela pretendia começar as suas pesquisas, porém nos livros eles não expeliam uma chama roxa. Ela tinha a sua primeira incosistência e agora ela tinha que entender o que poderia ter levado essa mudança. ― Isso é interessante, não esperava que ele estava expelindo um fogo roxo. Pelas as colorações das escamas, assumindo que elas não foram alteradas, ele era um dragão cromático negro e pela literatura ele expelia ácido. É certo que houve alguma modificação, me parece mais plausível que envolve o ritual, mas muito dificilmente foi encontrar essa informação. – a guarda finalizava mais uma vez a sua divagação enquanto estalava a sua língua, ligeiramente incomodada por não saber nem ao menos onde procurar tal informação. Certamente não seria algo que seria encontrado em Greenstone, talvez seria necessário se aventurar mais uma vez além dos muros daquele reino, quem sabe em Azoth teria alguma resposta pois era algo que Drakath tinha mencionado nos dias anteriores ou quem sabe ela poderia buscar auxílio em algum eremita, quem sabe poderia lhe dar repostas a algumas das perguntas que começavam a assombrar a sua cabeça desde que começou esse estudo. Porém, independente de sua escolha ainda não era algo que planejava fazer de imediato, pois ainda tinha muito o que fazer em Greenstone e quanto mais rápido ela terminasse poderia começar a pensar nessas viagens. ― Mas, essa característica do fogo roxo acontece em outros fogos mágicos, como no fogo branco. Não é regra, pois tem outras características que são mais comuns, mas que são tão difíceis de reverter quanto as chamas inextinguíveis.

Assim que escutava a sua sugestão de procurar o Finn, Ea’tha imediatamente se recordava do momento que havia passado com o elfo que independentemente de conhece-la havia se disposto a ajuda-la na ida ao pântano.  ― Realmente seria uma boa ideia falar com ele. Não me recordo de ter perguntado nada para ele ainda, apenas fomos coletar os materiais por que decidi repentinamente ir para o pântano. – após finalizar a sua fala, a mulher foi pega de surpresa assim que sentiu a mão do colega apoiar sobre o seu ombro que a fazia parar a sua caminhada de uma maneira repentina. Então, virando a cabeça para poder entender o que havia acontecido, ela rapidamente o via tentar puxar alguns nomes em sua memória e pela a descrição não demorou muito para completa-lo. ― Ah.... Você fala da Haleth e do Wesley? Me lembro brevemente deles. É uma boa sugestão, vou ver se tento a sorte com pelo menos um dos três antes que partam para mais uma nova missão. – após disser isso ela havia sido surpreendido com o comentário do Gael que imediatamente a fez saltar os olhos enquanto deixava a risada escapas de seus lábios. ― Gael, pelos deuses! – a drow falava enquanto dava uma breve risada enquanto colocava a mão em frente a boca. ― Mas não consigo acreditar que eles realmente tiveram coragem de fazer isso, sem dúvidas foi a coisa mais insana que já ouvi em minha vida.
____________________________________________________________________________________________________________________

V E S T I M E N T A:+     C O L A R:+     E M B L E M A:+     A D A G A:+     F I C H A: +

Última modificação feita por LizGiulles (26-06-2022, às 17h38)


https://i.ibb.co/hgrsJDZ/Dory-Frid.gif

Offline

#513 03-07-2022, às 23h44

Guarda Obsidiana
Bohom
Mordida de unicórnio dói
Bohom
...
Mensagens: 79

https://cdn.discordapp.com/attachments/861402424441962497/993345877764743168/BT16.png

Offline

#514 04-07-2022, às 00h04

Guarda Obsidiana
Bohom
Mordida de unicórnio dói
Bohom
...
Mensagens: 79

https://cdn.discordapp.com/attachments/951310006433755136/993351558353915954/ST9.png

Offline

#515 04-07-2022, às 14h30

Guarda Sombra
Moisesbe
Indo para a enfermaria
Moisesbe
...
Mensagens: 248

https://cdn.discordapp.com/attachments/907431829555003473/984159177905692682/OlafBanner.gif
◢◤══════════════════════════════════════════════════════════════════════◥◣
Half-Orc - Campeão - Guardian - ×Roupa - ×Voz - ×Ficha - https://cdn.discordapp.com/attachments/620418841926959114/993564178549854218/Golden_Iron.png Golden Iron
FOR:10 CON:08 DEX:05 INT: 04 SAB: 08 CAR:04 - Local: Greenstone Iteração: Leana & Birdy

◥◣══════════════════════════════════════════════════════════════════════◢◤
Olaf olhou os movimentos de Birdy indo até ao chão pegar uma pedrinha e arremessar na muralha de Greenstone. Ele tinha que admitir que mesmo que as muralhas de Althea fossem maiores e lógicamente melhores devido as fortunas investidas nisso, as de Greenstone eram impressionantes também... E melhor do que isso: Foram construídas sem precisar de escravizar ninguém, pessoas se voluntariam ali. -Mais impressionante que a muralha em si, é o esforço dos aldeões a reconstruindo em tão pouco tempo. Pessoas em Greenstone eram muito dedicadas e faziam as coisas de boa fé e isso era algo que Olaf apreciava. -Estou aqui mais ou menos uma semana, já depois do famoso ataque do dragão. Tive tempo de apreciar uns lugares, tem uma floresta basta e enorme daqui do lado do reino. Não é recomendado se aprofundar nela pois ouvi falar de uma infestação de "Gremlins" nas redondezas. Para além da floresta, existe um pântano que tem Ogres e uns bichos mais perigosos ainda. Mais perto também as cavernas mas algumas tem área restrita pois o rei guarda a Greenstone e alguns artifactos em uma delas, e por fim o porto. Eu gosto da brisa do lugar, do barulho das tripulações atracando e as vezes cantando. Se, você for um adepto de coisas simples. Tem alguns parques ou edifícios da comunidade como a Academia da literatura. Olaf falava alguns lugares que visitou durante estas suas pequenas "férias". Olaf fez um sorriso ao ver Birdy chamar ele de guarda e falar que ele era um bom homem, Olaf sentia os tapinhas com as sobrancelhas arqueadas. Ele não ouvia isso muitas vezes não de um modo tão genuíno. Embora Olaf não fosse guarda, não ainda. -Ainda estou a considerar qual emprego eu adopto, quero saber como estão correndo as coisas no outro reino, e saber se precisam de mim lá. Mas, substituir Cruiser até que era uma boa ideia, quem sabe um dia? A atenção em Birdy ia ficando um pouco mais dispersa quando entrou na loja e logo uma menina simpática veio os cumprimentar e falar com eles. Olaf fazia um pequenino riso ao ver Birdy a elogiar o cabelo dela, o garoto realmente era muito aberto com elogios e isso era bom pois gerava muitas amizades. -Bem, meu reino de origem está passando por alguns problemas relacionados a Tieflings. Gostaria de saber o que uma alquimista sabe relacionado a eles. Se é possível por exemplo, criar uma poção que "cure" Tieflings de volta para serem permanentemente humanos? Ele falou e então explicou sobre o Fada. -E esse é o meu novo amigo, Birdy. Ele é um dos heróis que enfrentaram o dragão e o Morte. Olaf então apresentou e apontou com o dedo polegar para o garoto. Ele apenas no momento não tinha muito o que fazer então aceitou acompanhar o Olaf até ali para descobrir mais e aliviar algumas das preocupações do Orc.


https://i.ibb.co/bXsdKxq/MB-l-s.gif

Offline

#516 07-07-2022, às 13h36

Guarda Sombra
Moisesbe
Indo para a enfermaria
Moisesbe
...
Mensagens: 248

https://i.ibb.co/s9sR89F/Att.png

Update: Novas informações. Enciclopédia.

Uma hora se passou. São 14:00 horas.

Novas pesquisas e informações foram recolhidas após um trabalho entre alguns campeões e guardas juntamente com a fação da Academia da Literatura. Uma nova iniciativa começou e os responsáveis pela academia foram juntando e compartilhando as informações em uma enciclopédia dentro das escolas e das bibliotecas. Os responsáveis agradeceram por toda a ajuda e colaboração e prometem fazer constantes atualizações nos seus arquivos para que todas as pessoas tenham acesso a algo de tão grande importância.

https://i.ibb.co/BBmdhQp/Livro.gif

Por enquanto as informações recolhidas são relacionadas a pesquisa de Ea´tha e contém informações quanto ao monstro que atacou Greenstone 10 dias atrás. Para choque de muitos devido as baixas que monstro fez e pelos problemas que causou, foi apontado que a espécie do dragão que atacou Greenstone é uma das espécies menos perigosas dos seres dracônicos. Tendo apenas poder de um fogo mágico roxo. No entando foi apontado que este ser é um Undead Dragon, que é um dragão que foi morto e temporariamente trazido a vida no processo e usado para atacar o reino. Só resta saber descobrir quem é o responsável por ter morto e enviado este dragão.


Em Greenstone;

As preparações para as celebrações que estarão para vir de noite começaram a tomar lugar e o castelo está sendo remodelado visualmente e nas ruas dá para sentir uma clara animação do povo. Embora campeões pareçam abalados ou preocupados, principalmente aqueles que retornaram de Azoth, eles eram os únicos com essa aura mais pesada... Pois o povo e os civis pareciam felizes e satisfeitos pela recente vitória e pelas promessas do rei.

https://i.ibb.co/XbCnC8S/Weapon.gif

As conversas em Greenstone se espalharam rápido devido a toda a animação gerada pelos aldeões e rumores apontam que novos guardas foram recolados e recrutados para repor o lugar de Shagrath e Kenari. E os nomes dos novos guardas atribuídos a esse rank são Finn e Camélia (Hazard) respectivamente e é previsto que futuramente nos próximos dias aconteça uma reunião entre todos os guardas, os novos recrutas e o líder da guarda. Para ser discutida a abordagem para parar os Gremlins, novo armamento especial, próximas missões que irão entregar aos campeões e as novas mudanças na guarda do reino.


Tutorial & Aniversário de 1 ano


https://i.ibb.co/bXsdKxq/MB-l-s.gif

Offline

#517 08-07-2022, às 18h04

Guarda Sombra
Moisesbe
Indo para a enfermaria
Moisesbe
...
Mensagens: 248

https://cdn.discordapp.com/attachments/907431829555003473/984852608260898837/ZoeBanner.gif
◢◤══════════════════════════════════════════════════════════════════════◥◣
×Sereia - Wildcard - Mage - ×Roupa - ×Voz - ×Ficha - https://cdn.discordapp.com/attachments/620418841926959114/951138921922846821/The_Wizards_Cult.jpg The Wizard's Cult
FOR:01 CON:05 DEX:04 INT: 06 SAB: 06 CAR:10 - Local: Althea Iteração: Susanoo

◥◣══════════════════════════════════════════════════════════════════════◢◤
Mortais e a sua gravidade terrestre, como que eles conseguiam andar e correr de um lado para o outro era um mistério para a sereia que já fazia tantos anos que ela não pisava em terra que já não conseguia andar direito. O bom, era que esse tipo de coisa nunca esquece. Zoe olhou vendo a roupa dele, ela ria por dentro achando engraçada a ideia de roubar a roupa dos piratas e ir embora os deixando semi-pelados. Não que ela alguma vez fez isso, mas foi uma ideia que teve no momento. Zoe passava com a língua por seus caninos que de momento, não estavam tão afiados quanto poderiam. O modo genuinamente aleatório como o moço respondeu fez ela arquear as sobrancelhas. -Não é do seu interesse? Viajar pelos sete mares, coletando tesouros, derrubando outros navios piratas ou enfrentando terríveis monstros marinhos? Viver uma aventura junto uma tripulação de piratas? A voz de Zoe saia serena e pacifica, a escolha de palavras dela não era tão bem pensada, ela apenas falava parte das coisas que ela detestava em um tom como se quisesse transmitir certa admiração mas ela ficava sorrindo com uma pontinha perceptível de sarcasmo e dúvida o que fazia uma pessoa atentar notar que ela estava falsamente sobrevalorizando os piratas. Ela sabia para onde muitos desses moços com coração de aventureiro iam parar: Para o fundo do mar graças a um capitão ganancioso. -Eu. Ela falou olhando para os pés que por algum motivo a areia ficava grudada neles, deveria ser por estarem molhados. Era um sentimento levemente perturbante pelo qual ela raramente passava. -Zoe, apenas uma garota como qualquer outra. Ela então soltou um pequenino riso. -Ou não tão como qualquer outra. Ela se apresentou de um modo propositalmente simples, afinal a pergunta podia ser respondida de mil e uma formas possíveis. Quando ele falou o seu nome ela semi-cerrou os olhos se aproximando, ela apoiava as mãos em seus próprios joelhos curvando um pouquinho o corpo mais para a frente para o observar com seus olhos cintilantes. Susanoo não era nome de pirata. Nome de pirata seria "Perna de pau" ou "barriga de ferro" ou "Chouriço vesgo" ou sabe-se lá o quão mais específicos e esquecíveis eles conseguiam ser em suas alcunhas. -Não, eu estava treinando magia e acabei me perdendo. Ela falou piscando os olhos inicialmente ela não queria falar que era sereia, os humanos eram muito maldosos, no mar ela não tinha medo de ninguém mas em terra iriam cozinhar ela e a servir como bacalhau com batatinhas para os guardas dourados. Então ela preferia dar a entender que era uma feiticeira, o que não era mentira. -Se você tiver algum tempo, talvez possa me apresentar o reino. Ela falou rodando a cabeça e voltando a uma boa postura, com as sobrancelhas ela fazia sinal para Althea. Seria uma boa forma de passar o tempo e como o moço não era feio nem sujo igual os piratas nojentos que ela estava habituada a odiar podia ser uma companhia por enquanto.


https://i.ibb.co/bXsdKxq/MB-l-s.gif

Offline

#518 12-07-2022, às 21h44

Guarda Obsidiana
Sorene
Fugiu de um orc
Sorene
...
Mensagens: 766

Retirado para edição no photoshop

Última modificação feita por Sorene (03-08-2022, às 04h09)


☽☼☾Sou a Sore☽☼☾
https://i.postimg.cc/jdJhbRth/Soresign.jpg

Offline

#519 24-07-2022, às 20h07

Guarda Obsidiana
LizGiulles
Mordida de unicórnio dói
LizGiulles
...
Mensagens: 116

https://media.discordapp.net/attachments/733034381798801428/946597312929603584/003.jpg

Local: Laboratório de Alquimia     Interação: Birdy e Olaf

Deixando escapar uma risada tímida, a sílfide pousava seus olhos por alguns instantes no rapaz de cabelos loiros antes de lhe destinar um sorriso radiante. Ela não esperava receber aquele elogio, mas vendo a sua falta de jeito e a forma como ele analisava os cabelos de seu colega, ela reparava que havia sido espontâneo e que provavelmente ele já começasse a desconfiar de sua natureza. ― Oh... Como você é adorável! Às vezes me esqueço desse pequeno detalhe, principalmente quando estou muito distraída. – A sílfide falava em um tom de voz animado, mas que tão logo foi perdido quando escutou a voz de seu colega que a indagava com algo que ela não estava esperando. Até aquele momento, Leana esperava que os dois estivessem à procura de alguma poção ou até de algum unguento que eles poderiam precisar durante alguma missão, mas um problema relacionado aos tieflings era novidade até mesmo para ela. Sem saber exatamente o que lhe responder, a alquimista ficou alguns segundos pensando sobre o que sabia exatamente sobre aqueles seres enquanto batia a ponta de suas unhas no balcão de uma maneira rítmica. ― Sinto muito rapazes, mas duvido que serei de grande ajuda. Mesmo que na alquimia sejamos capazes de fazer maravilhas, tem coisas que não conseguimos reproduzir e tão pouco criar, principalmente quando se envolve o divino.- a sílfide erguia os seus ombros ligeiramente enquanto abria um sorriso tímido, antes de retomar mais uma vez a sua fala. ―  E, quando se trata da existência dos tieflings, tudo fica ainda mais complicado pois eles foram criados após realizarem um pacto com Gaz’gonnath que não se restringe apenas as pessoas ao qual lhe recorreram ajuda, já que se estende até os seus descendentes. Então, acredito que não exista uma forma de curar os tieflings, pelo menos não através da alquimia.

Leana sabia que essa não era uma das respostas ao qual aquele homem esperava ouvir, mas ainda assim ela preferia iniciar aquela conversa eliminando a possibilidade do uso de alquimia naquela área. Já que até então ela nunca havia escutado nenhuma história de um alquimista que estava em busca da cura dos tieflings, o que a fazia acreditar que haviam duas possibilidades: a primeira era que nunca havia sido do interesse dos alquimistas e a segunda era que os poucos que tentaram buscar essa cura falharam. ― Mas, esse não é o fim da estrada, ainda existem outras formas de lidar com o seu problema e tudo depende da sua motivação e do quanto está disposto a lidar com isso.  E, se você permite a minha humilde opinião, que talvez seja um pouco otimista demais, iria sugerir aceitarem a natureza dos tieflings. Mesmo que muitas espécies acreditem que eles sejam problemáticos devido a sua natureza infernal, isso não define o que eles são e quem sabe só precisem de um pouco de ajuda para que eles saíam da situação ao qual eles se encontram. No fim, acho que é uma alternativa mais fácil e que quem sabe poderá ser positiva para o seu povo no futuro, pois vocês teriam um aliado poderoso ao seu lado. – Leana finalizava com um sorriso amigável para o rapaz. Ela sabia que a sua ideia poderia ser muito utópica e que tão pouco poderia ser de interesse do homem, mas achava melhor falar dela antes de sugerir ideias mirabolantes que muito provavelmente não surtiriam tanto efeito assim. Pois, das poucas que teve até então, ela acreditava que iria criar mais problemas para o homem do que soluciona-los. ― Mas, se isso não for de seu interesse, sempre existe a possibilidade de utilizar a magia e a viagem do tempo. Duvido que alguém tenha sido capaz de realizar tal proeza, mas se tiver as pessoas certas e os recursos necessários isso será possível.

_________________________________________________________________________________________________________________________

V E S T I M E N T A: +  C O L D R E  D E  P O Ç Õ E S:+  A D A G A: +   F I C H A: +


https://i.ibb.co/hgrsJDZ/Dory-Frid.gif

Offline

#520 31-07-2022, às 11h29

Guarda Sombra
Moisesbe
Indo para a enfermaria
Moisesbe
...
Mensagens: 248

https://i.ibb.co/s9sR89F/Att.png

Update: Baile de Greenstone. Os preparativos.

Um dia se passou. São 16:00 horas.

Os campeões não tardaram em receber seu tempo livre para descansar ou fazerem o que quiserem durante o ultimo dia, pois eles mereceram por sua recente vitória contra "Morte", um dos quatros reis de Azoth. Alguns aldeões mais paranoicos são capazes de jurar que viram seu mensageiro, "Stalker" pelas redondezas do reino... Mas certamente que são apenas rumores espalhados por mentirosos que estão carentes por atenção. Kall no entando, aprecia todo o tipo de falatórios ou teorias porque um povo animado e desejoso por novas histórias sucede a uma comunidade activa e mais satisfeita.

O décimo dia após o ataque do dragão começou com as ruas tão limpas e tão enfeitadas de modo sofisticado que o lugar parecia uma versão branca de Althea. Claramente dando para entender que foi investido um bom dinheiro nos enfeites e nos tecidos longos que eram usados ao longo das estruturas. Um caminho de pedra e com algumas petalas de rosas levava até ao castelo real que estava tão lindo quando era fisicamente possível. Dentro do castelo várias divisões recebendo os últimos ajustes para a festa e para o baile que iria dar lugar daqui a algumas horas.

https://i.ibb.co/c3RQKdT/886d1ade6e8b803a59aea30843a3c536.gif

O povo estava por fim feliz, e as pessoas podiam descansar e viver de forma tranquila sabendo que valentes heróis e campeões iriam proteger aquele reino que tem sido o ponto de abrigo para tantas e diferentes pessoas. Hoje os aldeões iam vivenciar um dia que reflectia no próspero futuro que Kall Kembley prometeu: Um reino que iria alcançar a paz e a tranquilidade. Na exepção dos sentinelas dos muros, os guardas guardavam seus armamentos e preparavam suas roupas mais caras e sofisticadas, pois eles tal como os campeões e alguns wildcards também eram convidados para a celebração especial.


Em Shermon;

Em um lugar distante no Norte surgem noticias, o que é algo raro de acontecer devido a distância do lugar e da personalidade daqueles que se encontram no comando. Mas foi noticiado que as guerras que envolveram Shermon cessaram e as terras de Shermon estão em maior expansão. Embora o grande rei Orc de Shermon; "Rufus" o tirano, tenha uma mão de ferro e um prazer enorme em guerras e conquistas ele demonstrou ser mais acessível no que toca a diplomacia.

https://i.ibb.co/vJMYqFG/tumblr-8483e06b078c62da9e6c1d931ea686e3-726ac325-540.gif

Mesmo lidando com algumas guerras civis entre Orcs e Bárbaros, o rei estabeleceu rotas de comunicação para com outros reinos demonstrando interesse em contactar Althea e Puritales por motivos até então desconhecidos. No entando a oficialização de Shermon como um estado próprio e com democracia própria pode indicar que as terras serão finalmente abertas para vizitantes ou estrangeiros, será que em breve podemos viajar até as terras frias e nevascas de Shermon de forma segura?



Tutorial


https://i.ibb.co/bXsdKxq/MB-l-s.gif

Offline

#521 31-07-2022, às 15h53

Guarda Obsidiana
LizGiulles
Mordida de unicórnio dói
LizGiulles
...
Mensagens: 116

https://media.discordapp.net/attachments/733034381798801428/943630593642606652/cats.att.1.jpg

Local: Ruas de Greenstone >> Estalagem Interação: Fadas Kalistho e Valentine >> Sozinho

Soltando um suspiro exasperado diante da insistência das duas jovens, Fridgar utilizava o pouco de paciência que ainda lhe restava para responde-las com um sonoro “não” antes que se retirasse daquela conversa infindável. Mas, mesmo diante da sua recusa para escrever uma carta a uma pessoa amada, as duas fadas pareciam que não haviam se deixado abater e logo voltaram a rodear o homem com ainda mais fervor do que antes, só que desta vez elas não insistiam para que ele escrevesse uma carta, já que cada uma delas retirava de suas bolsas um item que ele imaginava que eram para si; se tratavam de uma carta e um pequeno embrulho ao qual elas prontamente disseram que foram feitas por um admirador secreto. 

Admirador secreto, aquilo lhe parecia uma piada.A final quem iria perder seu tempo escrevendo uma carta para ele, ainda mais que o homem estava a alguns dias naquele reino e durante a sua passagem ele tão pouco demonstrou ser um dos mais sociáveis. Fridgar, sabia que aquilo se tratava de um engano ou até mesmo de alguma piada de má gosto produzida por algum bardo folgado da região. E por isso, ele não tardou muito para devolver tais itens para as duas mulheres permitindo que elas fizessem o que quisessem com eles. Mas, tal como ele esperava, as duas figuras não aceitaram a sua recusa de aceitar os presentes já que claramente haviam sido destinados para ele, e ele se demonstrava completamente ingrato por recusar tal agrado. Se sentindo derrotado pela a convicção e da energia que as fadas colocavam em cada uma das suas palavras, o bárbaro pegava os itens a contragosto enquanto seguia em retirada para a sua toca.

[...]

Já haviam se passado um dia e o bárbaro ainda não havia tomado coragem de abrir aqueles itens. Ele não sabia o que o impedia de ler o conteúdo daquela carta e até mesmo abrir o pequeno embrulho que havia recebido, mas ver eles dispostos tão claramente em sua cômoda desde a tarde anterior, lentamente ia instigando a sua curiosidade. Então, se deixando levar por esse sentimento, o homem-urso pegava um pequeno canivete disposto em sua cômoda para que pudesse descobrir o conteúdo daquela carta, na esperança de que ele fosse legível para si. No pior dos casos ele poderia pedir que alguém que fosse mais letrado lê-se o conteúdo da carta para si, mas ele esperava não chegar a este ponto ainda mais considerando o dia em que havia recebido a carta era simples a intuir o conteúdo que havia dentro dela.

A leitura havia sido relativamente fácil para ele, mas ainda assim, isso não impediu que o homem olhasse para a carta com o cenho ligeiramente franzido enquanto tentava compreender o conteúdo daquela carta. Ele se sentia estranho por ter recebido aquela carta, pois começava a compreender que havia desperto a atenção de alguém, ao qual ele tão pouco esperava que fosse possível de se ocorrer. E, mesmo que ele não fosse uma pessoa sentimental, se sentia tocado com aquelas palavras de carinho, ao qual despertava a sua curiosidade para saber quem seria capaz de escrever palavras tão bonitas para um homem bruto. Ao qual vinham acompanhados também com um desejo de compreender os reais sentimentos que essa pessoa tinha para ela, será que era algo romântico ou apenas um amigo preocupado? Ele esperava que fosse a segunda alternativa, já que ainda não se sentia preparado para se envolver com ninguém e tão pouco estava à procura de um par para que pudesse compartilhar mais uma vez uma vida conjunta. Quem sabe no futuro, só o tempo poderia dizer.
_________________________________________________________________________________________________________________________

V E S T I M E N T A: +  M A R T E L O: +  F O R M A  F E R A L: + F I C H A: +

Última modificação feita por LizGiulles (31-07-2022, às 18h20)


https://i.ibb.co/hgrsJDZ/Dory-Frid.gif

Offline

#522 01-08-2022, às 12h47

Guarda Sombra
Moisesbe
Indo para a enfermaria
Moisesbe
...
Mensagens: 248

https://cdn.discordapp.com/attachments/907431829555003473/1003676637965070336/MarianneBanner2.gif
◢◤══════════════════════════════════════════════════════════════════════◥◣
Half-Orc - Campeã - Warrior - ×Pet - ×Roupa - ×Cabelo - ×Ficha - https://cdn.discordapp.com/attachments/620418841926959114/951138922098982962/The_Marine.jpg The Marine
FOR:22 CON:10 DEX:05 INT: 02 SAB: 04 CAR:03 - Local: Greenstone Iteração: Fridgar

◥◣══════════════════════════════════════════════════════════════════════◢◤
Greenstone estava realmente diferente do que aquilo que ela esperava, tudo estava tão limpo e tão bonito. Isso podia ser prejudicial, pois era graças as espeluncas e edifícios serem velhos e mal tratados que ela conseguiu ter acesso a ratos. Ratos estes que ela adoptou como pets, embora muitas pessoas ficassem com nojo ou com medo dos bichinhos, a orc os considerava muito fofinhos. Ela queria saber quando que ia acontecer a próxima missão para ter tempo de viajar desta vez e não dormir. Marianne era uma campeã também e embora ela gosta-se de ajudar ela estava já cansada de fazer trabalho de fachineira só reconstruindo e limpando. A orc queria também uma aventura e sentar a porrada nesses reis maléficos e receber medalhas e uma plateia lhe jogando florzinhas e elogios. Já que ela não conseguia aprender a nadar direito ao menos faria algo que ela sabia fazer bem que era pisotear algum vilão idiota. Se os colegas campeões dela conseguiram ela também conseguiria né? Só precisava de ficar atenta e no lugar certo na hora certa. Por enquanto ela focava na festa e na celebração, ela não queria falhar isso não apenas por achar divertido e bonito... Ela usava seu título como desculpa e queria representar a sua posição no reino, porem nenhuma das roupas normais lhe ficavam bem. Por Marianne ser uma mestiça dos Orcs, seu corpo fisicamente era muito diferente das outras mulheres humanas sendo maior e mais forte então ela escolheu um vestido mais preto e ao mesmo tempo bonito e que não lhe fica-se mal. Com muita agonia em gastar dinheiro em roupa ao invés de finalmente comprar uma arma, ela cedeu algumas de suas moedinhas e vestiu sua roupa se preparando para a festa. Ela saiu pela rua dando alguns pulinhos balançando as vestimentas escuras pelo ar apreciando a beleza do lugar e os aldeões que estavam nos seus afazeres se preparando também, enquanto estava ansiosa e nervosa ao mesmo tempo... O objectivo principal era fazer de conta que era bonita e bem comportada na frente do rei e encontrar Gael de novo, ela tinha uma surpresa para ele. Marianne encontrou também de novo as fadinhas, as mesmas que lhe entregaram uma carta mais cedo, ela observou elas infernizarem algum coitado que claramente não queria ser perturbado com aquelas lamechices. Ela reconheceu ele do dia anterior e o viu com o mais popular grupo de campeões. Ela achava curioso encontrar o bárbaro por ali. Mordiscando um pouco do lábio ela se aproximou falando com o colega nórdico. -Elas são chatas mesmo? Magina, ficares escrevendo cartas. Maior parte das pessoas nem sabem ler mesmo. Ela falava tentando parecer sério mas devido a forma como ela estava vestida ela tinha 0 de moral para falar dos outros e tentar parecer insensível. -Ouvi que tu enfrentas-te um dos campeões da Ordem juntamente com um Squad, embora nosso rei tenha feito parecer fácil, claramente foi só para enganar a plateia pois pela vossa expressão faz parecer que a luta foi emocionalmente pesada. O que aconteceu em Azoth? Ela perguntava curiosa, de todos os campeões que retornaram nenhum deles parecia feliz e isso fazia uma enorme confusão dentro da cabeça dura da Orc pois ela considerava que eles tinham por "obrigação" de celebrar a vitória tal como ela mesma estava pronta para fazer mesmo não tendo estado envolvida dessa vez.

Última modificação feita por Moisesbe (01-08-2022, às 12h59)


https://i.ibb.co/bXsdKxq/MB-l-s.gif

Offline

#523 01-08-2022, às 17h37

Guarda Obsidiana
LizGiulles
Mordida de unicórnio dói
LizGiulles
...
Mensagens: 116

https://media.discordapp.net/attachments/733034381798801428/962095464923152424/004.jpg

Local:  Enfermaria     Interação: Sozinha

Apertando os punhos com força contra as suas coxas, Cassandra tentava ao máximo afastar as suas ideias deprimentes antes de iniciar mais um tratamento em seu paciente. Ela sabia que continuar pensando naquilo não faria bem para ela e tão pouco para aquele homem, mas dado os últimos acontecimentos do reino, ela não conseguia se manter concentrada em suas funções. A cada dia em que se passava parecia que mais de vinte pessoas eram empilhadas em frente da enfermaria para que pudessem ser tratadas por conta do comportamento inconsequente dos guardas. E, enquanto isso ela não tinha muito o que fazer além de tentar trata-los da melhor maneira possível na tentativa de trata-los da melhor maneira o possível, e é justamente isso que começava a irrita-la. A caçadora estava cansada de apenas aceitar essa situação, com medo de ser punida por alguma represália, ela queria ajudar mais ativamente ou quem sabe até combater esse problema. Mas ela não sabia ao certo como começar a fazer isso, a final ela era apenas uma humana que nada se comparava aos guardas daquele reino que aos seus olhos eram tão grandes quanto as mais altas montanhas ao norte do continente.

Aliado a tudo isso, a mulher ainda ela havia escutado através de algumas conversas que haveria um baile em Greenstone ao qual eles não haviam restrito apenas para o seu povo, já que as pessoas ao qual ela escutou comentar enfatizaram que eles haviam convidado pessoas de outros reinos. Mesmo que participar de tais comemorações não fosse algo típico de sua personalidade, Cassandra sentiu momentaneamente um pouco de inveja daquele povo que apesar de todos os problemas que estavam enfrentando nas últimas semanas, estavam comemorando por algo que deveria ser muito honroso para eles. Era uma atitude muito bonita de ser ver e ela esperava que um dia o seu reino também fosse capaz de fazer algo parecido, mesmo que ela não tivesse muito otimista para isso. Por ora, ela queria tentar ajudar aquele povo além do que ela fazia na enfermaria, talvez ela começasse a procurar mais sobre isso no fim de seu turno, pois, ela acreditava que não existia apenas ela descontente naquele lugar e quem sabe essas pessoas estejam se juntando e procurando aliados.

__________________________________________________________________________________________________________________


R O U P A:+          P E R S E U S:+     L U P A:+      K I T  D E  C A Ç A D A:+     F I C H A: +

Última modificação feita por LizGiulles (02-08-2022, às 17h30)


https://i.ibb.co/hgrsJDZ/Dory-Frid.gif

Offline

#524 02-08-2022, às 00h57

Guarda Obsidiana
LizGiulles
Mordida de unicórnio dói
LizGiulles
...
Mensagens: 116

https://media.discordapp.net/attachments/733034381798801428/946597312929603584/003.jpg

Local: Laboratório de Alquimia     Interação: Birdy e Olaf >> Sozinha

Leana não gostava de levantar falsas acusações, mas o episódio anterior estava gravado em sua memória devido ao pedido peculiar realizado pelo meio orc. Normalmente tal pedido não lhe causaria estranhamento, já que ao longo de sua carreira ela já havia escutado muitos absurdos, mas talvez o fato de Greenstone ter sido atacada nos últimos dias, estar com uma relação complicada com Puritales, os heróis matando um dos quatro reis e dentre outros acontecimentos mirabolantes dos últimos dias faziam com que a sílfide olhasse para as coisas ao seu redor com um olhar mais criterioso. E, justamente o fato de alguém apresentar uma preocupação com os tieflings era algo que lhe parecia suspeito já que a eles foi atribuído uma série de problemas no reino do rapaz. Mesmo que não estivesse no cotidiano desse povo, ela estava descrente de que eles seriam capazes de causar tanto caos para o seu bel-prazer e, justamente por isso desconfiava de suas intenções.

A sílfide reconhecia que poderia ter sido precipitada em seus julgamentos, mas por acreditar que todas eram capazes de realizar o bem, independente da espécie que pertencesse, fazia com que ela pensar de uma maneira muito otimista o que para muitos poderia atrapalhar o seu julgamento para as coisas cotidianas. Mas, em todo caso, ela acreditava que seria mais prudente dar um passo para trás, pois dado a natureza do pedido do rapaz, ela sabia que a depender das escolhas ao qual ele optasse poderia causar muito bem ou mal aos tieflings, e ela não queria participar disso. Pois, assumindo que ele realmente haveria boas intenções, ele teria sido um dos primeiros a demonstrar preocupação a essa causa e quem sabe sair bem sucessivo. O que seria uma pena para ele e para os tieflings. Mas, por outro lado, havia a possibilidade de haver más intenções nas suas ações e ela só estaria facilitando uma forma de controlar esses seres, o que tão pouco era agradável aos seus olhos.

Então por conta da incerteza das reais intenções daquele homem, a alquimista preferiu se omitir para garantir o bem dele e dos tieflings. Pois, dentre todas as alternativas ao qual listou para o homem, a única ao qual não teve coragem de pronunciar era a ajuda através dos gênios. Ela sabia que dentre tudo o que havia dito, essa era a escolha mais promissora e talvez até a mais perigosa, e justamente por isso preferiu não menciona-la. A final, o processo de captura de um gênio é extremamente dificultoso, pois eles raramente são vistos no plano material, ao qual as suas visitas ocorrem em condições muito raras e que impossibilitam a sua previsão. Então, para captura-los eles dependeriam da ajuda exclusiva de um mago que fosse capaz de interferir nesses planos, e ele deveria escolher deliberadamente capturar um Dao – gênio da terra – por ser mais fácil de ser manipulado. Mas, mesmo após captura-lo sempre ocorria o risco deles serem enganados por tais seres, e independente da intenção que os motivou a iniciar a reversão da condição dos tieflings, eles poderiam cair em uma cilada em que eles dificilmente sairiam ilesos. Dessa forma, para o bem de todos, ela achava melhor não fornecer esse tipo de informação, mesmo que ele por ventura descobrisse por conta-própria e restaria e ele deduzir que no encontro que eles tiveram ela havia escolhido não contar essa informação por não a considerar viável.

_________________________________________________________________________________________________________________________

V E S T I M E N T A: +  C O L D R E  D E  P O Ç Õ E S:+  A D A G A: +   F I C H A: +

Última modificação feita por LizGiulles (02-08-2022, às 00h58)


https://i.ibb.co/hgrsJDZ/Dory-Frid.gif

Offline

#525 02-08-2022, às 10h42

Guarda Sombra
Moisesbe
Indo para a enfermaria
Moisesbe
...
Mensagens: 248

https://cdn.discordapp.com/attachments/907431829555003473/1004011141019734056/FinnBanner2.gif
◢◤══════════════════════════════════════════════════════════════════════◥◣
Elfo - Guard - Warrior - ×Roupa - ×Ficha - https://cdn.discordapp.com/attachments/620418841926959114/951138920878465034/White_Lotus.jpg The White Lotus
FOR:10 CON:10 DEX:06 INT: 08 SAB: 09 CAR:08 - Local: Greenstone - Confeitaria Iteração: Ninguém

◥◣══════════════════════════════════════════════════════════════════════◢◤
Havia sido um dia longo para Finn, suas preocupações iam tomando conta do elfo. Ele se viu sendo registado para a guarda, algo que não foi inteiramente uma decisão dele porem já era de esperar após o elfo ter rejeitado seguir Cruiser para Azoth. Visto que não fez o seu trabalho como campeão queriam que ele fize-se como guarda, mas a verdade é que ele estava confuso e tinha muitas dúvidas quanto a isso. O elfo gostava de trabalhar com a liberdade que ele tinha e com a boa vontade que ele demonstrava, proteger aquele reino porque podia era uma coisa mas proteger o reino porque era sua obrigação era outra totalmente diferente. Os sentimentos dele beiravam, pela primeira vez em dezenas de anos, insegurança. Ele já conhecia outros guardas como Gael e Ea'tha, porem ele conhecia também os que foram embora e sabia que ele estava sendo apontado como guarda só porque o paladino já não estava ocupando essa função e era impossível não lhe ser atribuída pressão... Pois pessoas tinham expectativas num elfo que passava metade da vida cozinhando bolachinhas e bolos. Ele tentava focar nos pontos positivos e tentar ver seu futuro naquele trabalho como algo bom, ele não queria ser o próximo Shagrath, apenas focaria em ser o melhor guarda que poderia ser. Finn embora acha-se bonitinho ele não estava tão animado para a festa, na verdade era algo para lhe afligir ainda mais os nervos pois as festas dos humanos podiam se tornar bem constrangedoras mas ele não tinha escolha senão ir agora pois passaria uma má imagem para a guarda e para o título que ele ia assumir agora. Confuso se deveria ou não deixar a sua armadura que ele raramente tirava desde o ataque do dragão, ele fez um esforço e vestiu umas vestes mais bonitas e prateadas. Se rola-se alguma coisa ele estaria menos desprotegido mas ele iria rezar para que tudo desse certo. Embora azul fosse sua cor favorita, ele trocou seu manto azul por um vermelho e mais sofisticado terminando assim o seu visual que ele já considerava suficiente. Então o elfo partiu até a confeitaria onde tem passado maior parte do seu tempo livre e aproveitou para ler os novos apontamentos da Academia da Literatura e alguns documentos relacionados ao dragão que atacou Greenstone. A história lhe parecia fazer total sentido porem abria mais espaços ainda para dúvidas e a questão maior ainda não foi respondida, se Tarik realmente foi responsável por isso ou foi um dos outros reis por exemplo.


https://i.ibb.co/bXsdKxq/MB-l-s.gif

Offline

Páginas : 1 ... 19 20 21 22