Fórum

Páginas : 1 ... 3 4 5 6 7 ... 22

#101 16-11-2021, às 05h00

Guarda Sombra
Moisesbe
Indo para a enfermaria
Moisesbe
...
Mensagens: 248

https://i.ibb.co/s1H4RdW/Banner-Grath.gif
◢◤══════════════════════════════════════════════════◥◣
Humano - -I--II- - https://image.ibb.co/nvhBoe/Star.pngFichahttps://image.ibb.co/nvhBoe/Star.png
FOR:08 CON:08 DEX:05 INT: 06 SAB: 03 CAR:05
Local: Greenstone Iteração: Kenari

◥◣══════════════════════════════════════════════════◢◤
O paladino concerteza não estava habituado a um gesto como aquele, presentes. Fazia uns bons anos que ele não recebia nada sem segundas intenções, a vida de ficar por ai recebendo presentes como um senhor rico não lhe pertencia mais. Grath dessistiu de todo esse tipo de "regalia" quando partiu do seu reino natal. Mas agora ele era parte da guarda, talvez ele deve-se, lentamente construir uma vida mais normal. Não que ele considera-se ser enterrado a sete palmos da terra por um dragão ser algo normal... Mas o pior já tinha passado agora. Grath olhava para ela e suavizava sua expressão indicando que tudo estava bem. Ele prestava atenção tentando ler os lábios dela, e tinha quase a certeza que era uma confirmação positiva. -Você é muito gentil. Por isso gosto de conversar com você. Ele falou repensando no que havia dito. -Ou neste caso, falar para você. Ele se corrigiu voltando seu olhar para o amuleto. Talvez com tanta magia ouve-se uma forma de fazer ela falar? Igual o campeão mecânico que queria restaurar o braço, talvez fosse possível fazer com vozes? Ele não sabia, mas ele também não se preocupava tanto pois ele gostava de Kenari do jeito como ela era. Grath a observava com atenção tentando estudar os movimentos dela, ele não era tão bom a ler linguagem gestual ou a entender expressões, na verdade ele as vezes podia ser mais apagado do que aquilo que deveria. Mas assim que viu ela balançando a cabeça ele sorria mais animado, ele queria ver o que estava rolando lá em baixo. Ele evitava se mexer de forma bruta para não acabar arruinando o telhado, felizmente ela colaborava com isso. Assim que ela lhe tocou e fez o gesto, ele entendeu o que ela quis dizer, não perfeitamente, mas ele ia se habituando a comunicar com ela e a tentar entender as coisas de forma melhor. -Sim, eu espero. Ele falou, achava que ela queria dizer que só ia só buscar alguma coisa ou assim. Então ele olhou para onde ela lhe mostrava e realmente, ela subiu por um lugar mais seguro do que ele. Era bom ele simplesmente não pular e se arriscar a quebrar mais um osso. -Okay, vamos lá. Eu compro um doce para você. Ele falou se referindo a celebração que ele ainda iria descobrir do que era, e então de forma cuidadosa ele ia descendo com calma para não quebrar nada nem acabar caindo feito um saco de batatas. Então ele ia descendo do lugar até pousar em terra firme.


https://i.ibb.co/bXsdKxq/MB-l-s.gif

Offline

#102 18-11-2021, às 11h40

Guarda Sombra
Moisesbe
Indo para a enfermaria
Moisesbe
...
Mensagens: 248

https://cdn.discordapp.com/attachments/907431829555003473/908216821344243782/BannerWesley2.gif
◢◤══════════════════════════════════════════════════◥◣
Humano - https://image.ibb.co/nvhBoe/Star.pngFichahttps://image.ibb.co/nvhBoe/Star.png
FOR:07 CON:7 DEX:08 INT: 05 SAB: 06 CAR:02
Local: Greenstone Iteração: Haleth

◥◣══════════════════════════════════════════════════◢◤
Wesley não era o tipo competitivo. Afinal, porque seria? Ele trabalhava, recebia o seu e ficava no seu canto. Era difícil ver ele se gabando de algo para engordar o seu próprio ego, muito pelo contrario pois ele tinha um título de "campeão" que ele não gostava assim tanto pois no final do dia ele era um soldado e como um ele dava conta de sua missão independente do resto. Mas ele estava lúcido e sabia que isso era um de seus muitos defeitos, mas ele se sentia bem sendo ele mesmo por hora. Ele ouviu a confirmação da elfa e passava a mão pelo cabelo menos preocupado com a ideia de "perder" alguém tão competente quanto ela no reino. Pois com aquele suposto confronto entre eles antes dela partir, lhe dava essa confirmação de quando ela iria embora. Ele ouviu ela o chamando de criança como resposta, e se Wesley fosse uma pessoa super animada concerteza ele estaria rindo agora do tópico. -Não sei. Perdi a conta faz tempo. Ele diria que tem uns 30 e poucos? Talvez entre 30 e 35. O passado dele foi um pouco catastrófico, depois de ter perdido o seu pai enquanto criança ele não celebrava mais festas de aniversário, tinha vagas recordações de algumas com sua família mas não se prendia a elas. Ele podia inventar um número mas ele não tinha motivos para mentir ou omitir para a elfa. -Não? Ele questionou de um modo bem baixo e tosco, com sua mente ainda a tentar racionar que o que a elfa havia dito era uma pequena brincadeira/exagero. Pois quando o inventor deixou os pés no chão para olhar para a elfa ele podia confirmar que ela tinha um certo charme próprio, mas ele não queria ficar reparando nisso, ele era um soldado e tinha mais que fazer do que ficar admirando elfas ruivas por mais atrativas que elas fossem. Claro que ninguém disse absolutamente nada, ele apenas se falava isso para si mesmo na sua própria mente. -Mas teoricamente, corações pertencem a pessoas. Ele falava acidentalmente levando o tópico para um lado completamente literal. Mas assim que ele ouviu o que ela falou ele resmungava entre os dentes. Ela tinha razão, Wesley não tinha a certeza absoluta que os donos estavam mortos apenas achava que sim. Pois ele ouviu falar que sim mas o engenheiro não era comunicativo o suficiente para conseguir informações detalhadas. -Trabalho comunitário não é o meu forte, mas se eles estiverem vivos o que é pouco provável, então vamos salvar eles e não ficaremos com os seus pertences. Ele confirmou tentando tranquilizar ela, claro que ele também não era ladrão mas a ideia de trabalhar "de graça" o perturbava. Ele então se voltava a virar para o caminho até aos muros, agora ia nem que fosse para ver Haleth testar a arma mesmo ele só queria ganhar umas moedas acima disso ao mesmo tempo. Wesley após olhar os portões do reino ele fez um pequeno suspiro e perguntou para ela. -Como era o seu reino? Ele perguntou tentando não parecer curioso. Ela era uma elfa e baseado no que ela tinha acabado de dizer ela tinha honra e não era indiferente para com os humanos, mas ao mesmo tempo não se prendia facilmente por considerar partir cedo. Wesley gostava de conhecer pessoas e de estudar elas, mas a elfa era um puzzle que o engenheiro não iria conseguir decifrar.


https://i.ibb.co/bXsdKxq/MB-l-s.gif

Offline

#103 18-11-2021, às 20h57

Guarda Absinto
Kytära
Mordida de unicórnio dói
Kytära
...
Mensagens: 117

https://64.media.tumblr.com/8019a2bb3fa9d4510ce9696a436a8f31/64270ae917fb89b8-8b/s2048x3072/61a3d28c7fb15038e3932d91aa0f3420f3a0ea0a.png

Com: Wesley --- Em: Greenstone


A resposta seca e direta dele fez a elfa revirar os olhos enquanto mudava sua atenção para algumas pombinhas que ciscavam o chão do outro lado da rua. Talvez fosse um tópico que ele não gostasse de discutir muito ou ainda poderia estar tentando focar na missão que vinha pela frente, mas de qualquer forma achou a resposta muito simples e vazia. Não sei. Oras, como os humanos que não passam nem dos 100 anos podiam esquecer a idade? Provavelmente era alguma mania dele. De qualquer forma Haleth só havia feito a pergunta por uma simples reflexão sua, talvez daqui a cinquenta anos ela passasse pela cidade novamente e o jovem Wesley não passaria de um senhor se cabelos brancos, talvez irreconhecível enquanto ela teria envelhecido um pouco mais.

---- Sim e não....----rebateu ao mesmo enquanto largava os pensamentos fatídicos para trás ---- Não foi nesse sentido que eu quis dizer, afinal teria que matar alguém para pegar....Oras, deixe esse assunto de corações para lá, não importa ----- comentou desacreditada. Em sua cabeça não conseguia entender como o rapaz era tão literal, se era sem querer ou só para importuná-la. Certamente foram os anos trabalhando nas forjas, devia ter perdido toda a aptidão social ali dentro junto a fornalha. É claro, não que ela fosse uma perita em comunicação, apenas gostava de dar pitaco sobre os outros. Logo acenou positivamente com a cabeça, concordando com que ele disse sobre o prêmio, ou melhor, concordando que não ficariam com nada caso os donos estivessem vivos.

A pergunta sobre sua terra natal fez a caminhada parecer um pouco mais longa do que o realmente era, parecia até mesmo que ao passar aqueles portões ela estaria marchando de volta para a casa sem entender ao certo o que deveria chamar de casa
----Bem....----começou a mesma olhando para a copa das árvores buscando na memória algo realmente útil sobre sua terra ---- Primeiro que não era um reino grande como Greenstone, era apenas uma vilarejo perto do bosque de Myrdoin e eu também não lembro muito bem como era lá além das grandes árvores que cercavam as casas ----- seus olhos se mantinham fixos no horizonte, mas falava devagar para que ele acompanhasse seu raciocínio ----- Meu tio era caçador então viajámos muito por vários lugares quando eu era mais nova. Só voltávamos algumas vezes para comemorar alguma festa tradicional do meu povo ou para visitar minha mãe ---- ou melhor dizendo, o túmulo de sua mãe. Realmente se lembrava muito pouco do local de nascença, mas também não tinha nada de especial, além de muita árvore e elfos.  Virou a cabeça para encará-lo ---- Mas por ser uma cidade pequena quase não tinham tantos forasteiros, apenas elfos. E você jovem inventor, é daqui mesmo? ---- Rebateu quase com a mesma pergunta. Nada mais justo do que ela saber um pouco sobre o moreno também, apesar se não se lembrar se já havia perguntado aquilo.


https://i.ibb.co/dpbxsLJ/Haleth-Wesley.gif

Offline

#104 29-11-2021, às 17h46

Guarda Sombra
Moisesbe
Indo para a enfermaria
Moisesbe
...
Mensagens: 248

https://i.ibb.co/s9sR89F/Att.png

Introdução:

O tempo vai passando e os civis começam a ficar preocupados com a possiblidade de novos ataques de novos, porem o rei prometeu segurança e estabilidade. O povo começava a entrar na rotina e os nossos campeões e heróis se preparavam para começar suas investigações com a esperança de descobrir onde está Blackstone e acabar com ela de uma vez por todas.

Já começava a anoitecer mas com o cair da noite deu para sentir alguns sinos a tocar indicando um ataque nos grandes muros do reino. Os guardas já esperavam o pior porem para tranquilidade de todos eram apenas alguns Gremlins perdidos. Conhecidos por serem o tipo de monstro mais fraco nos redores, mas ainda assim, barulhentos e assustadores naquela hora.

https://cdn.discordapp.com/attachments/907431829555003473/913528982333423616/original.gif

Anoitecer em Greenstone.

Guardas:
Os guardas iam se recompondo mas não tinham tanto tempo para descansar assim. Eles começavam a defender o perímetro e os muros assim que o sinal era dado. Felizmente agora eles podiam usar arcos e lanças agora. Os guardas iniciantes já não eram vistos como "novatos" por isso a responsabilidade e dever aumentavam.

Campeões
Cada campeão tinha uma tarefa diferente para colaborar, pois cada um trabalhava na sua especialidade para contribuir do jeito que se podia. Vários foram enviados para fora do reino em missões separadas e por causa disso sobraram poucos de confiança. O rei pediu para eles se agruparem na praça pois teria uma mensagem para eles.

Wildcard:
Vários Wildcards ficaram desconfortáveis pela falta de reconhecimento do rei por esse motivo houve ainda mais gente abandonando o reino. Mas Kall se manteve firme nas suas decisões e que todos eram bem-vindos mas o facto dele não permitir que forasteiros sejam chamados de "heróis" trouxe revolta para parte do povo.

Tutorial


Updates


https://i.ibb.co/bXsdKxq/MB-l-s.gif

Offline

#105 01-12-2021, às 19h29

Guarda Absinto
Kytära
Mordida de unicórnio dói
Kytära
...
Mensagens: 117

https://64.media.tumblr.com/dc71742aa42b45601595c558a9cd9c06/64270ae917fb89b8-7b/s2048x3072/69da3215b4c2c653f4ee9fe37544b67647b44a7e.png

Com Krog > Ninguém -- Em: Greenstone


Gael olhava para as pequenas criaturas com certo desprezo. Tão pequenas e magricelas, mas ainda sim conseguiram deixar os guardas e os habitantes do reino preocupados. Lógico, depois do ataque avassalador a três dias todo cuidado era pouco, entretanto aquelas criaturas mais faziam barulho do que realmente aparentavam ser perigosas. Via aqueles corpinhos verdes se estatelarem contra o muro de Greenstone com uma vontade gigantesca de tentar entrar, o que não condizia nem um pouco com o tamanho reduzido deles. Podia dizer que estava até com dó de ter que atacar os monstrinhos.

Enquanto esperava alguma ordem de seus superiores, o moreno foi relembrando um pouco de seu dia e principalmente a estátua que ajudou carregar. De fato, quando viu os outros guardas correndo para os portões com o badalar do sino, acabou por fazer o mesmo se despedindo rapidamente de Krog com um aceno e cobrando a saída deles em outra hora. Havia até mesmo esquecido a caneca sobre a mesa do ferreiro, apesar que poderia pegar depois. Mas animado do jeito que era não deixaria passar a oportunidade de apreciar um bom hidromel caseiro, depois de tanta propaganda, e ouvir algumas das outras aventuras do anão.

Voltando para sua realidade atual, nos muros e cercado por criaturas incrivelmente barulhentas, ainda tinha que lidar com a vinda de uma chuva persistente que tornava tudo mais complicado. Longe do homem não gostar dessa benção da natureza, na realidade gostava muito de nadar em dias assim, mas a sensação da roupa grudando no corpo e do cabelo ensopado não lhe agradavam nem na imaginação; ainda mais com o suor do trabalho matinal. Praguejou uma ou duas vezes até prender os fios em um coque para facilitar qualquer coisa que tivesse que fazer e rezava, esperando que acabassem com aquilo rápido.


https://i.ibb.co/dpbxsLJ/Haleth-Wesley.gif

Offline

#106 01-12-2021, às 19h36

Guarda Absinto
Kytära
Mordida de unicórnio dói
Kytära
...
Mensagens: 117

https://64.media.tumblr.com/8019a2bb3fa9d4510ce9696a436a8f31/64270ae917fb89b8-8b/s2048x3072/61a3d28c7fb15038e3932d91aa0f3420f3a0ea0a.png

Com: Wesley > Ninguém --- Em: Greenstone


Uma perda de tempo, foi tudo uma grande perda de tempo. Repetia a elfa em sua mente durante todo o caminho de volta. Ao chegarem na tal carroça atacada não encontraram nada além de madeira quebrada e um baú gigantesco, nem mesmo conseguiram abrir o baú, não importava os chutes, marteladas ou xingamentos que desferiram contra o item. Restou para os dois apenas uma cara emburrada e trazer o baú de volta a ferraria, na esperança de Krog, o companheiro de Wesley, conseguir abrir. Nem ao menos conseguiram testar o arco, o que realmente a deixou chateada, afinal era o objetivo principal de ter aceitado ir. De qualquer forma a caçadora deixou bem claro que queria saber o que tinha no baú, por isso era bom um dos dois chamarem ela quando conseguissem abrir aquela porcaria gigante.

    Haleth enrolou mais um tempo nas ruas da cidade, desfilando com a sua arma nas costas como se fosse um prêmio que ganhou, ostentando suas habilidades e deixando um aviso para os desavisados que tentavam importuná-la. Aproveitou até para comprar uma fruta, forrando o estômago até que chegasse até a hospedaria. Não negou ter ouvido os sinos da cidade, mas seu coração estava indignado pela omissão do rei com os wildcards, fazendo a mulher apenas encostar em uma parede para ver o que iria acontecer. Dessa vez não moveria um músculo se não fosse realmente preciso ou para se proteger.

    A noite e a chuva vieram tão depressa quanto podia imaginar, sinalizando para a elfa que era hora de voltar para os aposentos. Não tinha muito o que fazer ali afinal não era da guarda para proteger a cidade e muito menos uma campeã para atender a convocação na praça. Enrolou o arco em um pano que achou apoiado no muro que estava pois desejava aproveitar o frescor da noite sem se preocupar em estragar o objeto.

Última modificação feita por Kytära (01-12-2021, às 19h36)


https://i.ibb.co/dpbxsLJ/Haleth-Wesley.gif

Offline

#107 01-12-2021, às 22h30

Guarda Obsidiana
Sorene
Fugiu de um orc
Sorene
...
Mensagens: 766

Retirado para edição no photoshop

Última modificação feita por Sorene (03-08-2022, às 04h21)


☽☼☾Sou a Sore☽☼☾
https://i.postimg.cc/jdJhbRth/Soresign.jpg

Offline

#108 02-12-2021, às 00h31

Guarda Obsidiana
Sorene
Fugiu de um orc
Sorene
...
Mensagens: 766

Retirado para edição no photoshop

Última modificação feita por Sorene (03-08-2022, às 04h21)


☽☼☾Sou a Sore☽☼☾
https://i.postimg.cc/jdJhbRth/Soresign.jpg

Offline

#109 03-12-2021, às 13h15

Guarda Sombra
Moisesbe
Indo para a enfermaria
Moisesbe
...
Mensagens: 248

https://cdn.discordapp.com/attachments/907431829555003473/916342457812258907/BannerGrath3.gif
◢◤══════════════════════════════════════════════════◥◣
Humano - -I--II- - https://image.ibb.co/nvhBoe/Star.pngFichahttps://image.ibb.co/nvhBoe/Star.png
FOR:08 CON:08 DEX:05 INT: 06 SAB: 03 CAR:05
Local: Greenstone - Praça Iteração: Campeões e presentes na praça

◥◣══════════════════════════════════════════════════◢◤
Shagrath teve a chance de passar algum tempo com a Kenari e de verem um pequeno desfile que os aldeões fizeram, no qual alguns deles estavam "disfarçados" de Krog e com uns bonecos que representavam o dragão que ele matou. Mas acima de tudo ele estava muito feliz por Kenari não se chatear com ele por ele quase morrer por ser um bobão. Shagrath já lidou com dragões no passado para além daquele mas não conseguia nem imaginar como seria estar de facto em cima de um e salvar um reino de um. O guarda organizava alguns papeis nos seus aposentos porque lhe deram uma tarefa, ele recebeu indicações do rei para passar a mensagem para os campeões. Ele não se sentia propriamente na sua zona de conforto. Ajudar anões gigantes a matar dragões tinha o seu "selo de comprovado", mas agir como mensageiro e falar diretamente para os heróis do reino? Era complicado mas ele compreendia que no momento não havia muitas outras opções e não havia muitos outros guardas para fazerem isso. Kenari não podia, afinal ela não falava... Mas Gael lhe parecia uma boa opção porque Gael tinha muito bom aspecto e uma presença agradável mas Shagrath já tinha experiência na área por isso foi nomeado. Quanto ao próprio Sir Cruiser infelizmente nunca mais ninguém ouviu falar nele e mais preocupante do que a possiblidade do líder da guarda ter morrido, era precisamente ele não ter morrido e estarem até agora a tentar trazer ele de volta com a tal joia verde.
══════════
Tentando afastar o tipo de pensamentos negativos, Shagrath pegava uma longa capa escura com capuz para não ter tantos problemas por estar a chover. Ele como paladino não ficava doente, mas infelizmente não era imune ao frio. Ele vestia a capa por cima de sua armadura simples de guarda tento alguns fios de cabelo branco para o lado de fora que ajudavam o reconhecimento. Shagrath segurava o pergaminho real da mensagem do rei, um que ele já havia secretamente lido antes para não acabar falando asneira ou trocando palavras. Assim que o guarda chegou na praça ele notou os sinos sinalizando o ataque e aquele era um timing horrível para acontecer um desses ataques, mas infelizmente a escolha dele no momento era ficar na praça e passar a sua mensagem para os campeões. Ele não se intimidava facilmente, mas da ultima vez que lidou com campeões, bem, ele quase se afogou em um navio afundado por um necromante. Então ele não podia dizer que era adepto dos campeões, não de todos, mas ele se limitava a subir no pódio, abrir a mensagem e ler em voz alta.
══════════
-Saudações campeões, hoje eu tenho um comunicado do rei e passarei para vocês. Ele falava para os poucos campeões que ainda estavam ali na chuva, claro, que ele não iria esperar mais virem e contava que os aldeões curiosos presentes passassem a palavra. -"Eu sei que alguns de vocês devem estar desapontados por eu não ter vindo em pessoa mas infelizmente eu tenho outros assuntos importantes a atender. Sei também que alguns de vocês estão chateados com minhas decisões, mas eu quero que saibam que eu tomo elas pensando no nosso lar, nós fazemos apenas aquilo que consideramos melhor para Greenstone. Pois Greenstone é mais do que um reino, é um refugio para todos aqueles que não tem um lugar onde ficar. Um lugar onde somos todos diferentes, mas somos todos iguais. É o abrigo para todos os rejeitados e exilados e enquanto eu for o rei, Greenstone será a nossa casa e a nossa família. Se você está a ouvir esta mensagem, me ajude a lutar por isso. A jóia negra que causou toda essa destruição e que tirou vidas inocentes foi localizada. E amanhã estarei enviando um Squad para acabar com isso. Conto com vocês. - Kall Kembley." Shagrath então fechava a mensagem fazendo um sinal com a cabeça e se virava de costas para os campeões descendo do pequeno pódio da praça.


https://i.ibb.co/bXsdKxq/MB-l-s.gif

Offline

#110 03-12-2021, às 19h03

Guarda Sombra
Moisesbe
Indo para a enfermaria
Moisesbe
...
Mensagens: 248

https://cdn.discordapp.com/attachments/907431829555003473/916315382451683338/BannerMarianne.gif
◢◤══════════════════════════════════════════════════◥◣
Half-Orc - https://image.ibb.co/nvhBoe/Star.pngFichahttps://image.ibb.co/nvhBoe/Star.png
FOR:08 CON:10 DEX:05 INT: 02 SAB: 04 CAR:03
Local: Greenstone - Portões / Muro Iteração: Gael

◥◣══════════════════════════════════════════════════◢◤
Marianne por algum motivo do além estava a espera de uma reunião a sério, e não de ver um homem aleatório a ler uma mensagem escrita. Não fazia muito sentido para ela, pois seria muito mais simples enviarem uma mensagem para cada um deles? Não era por ser meio orc que não sabia ler. Mas, ao menos o discurso foi bonitinho, mas muito curto e pouco explicativo. O que será que ele queria dizer com "acabar com isso"? Se a tal pedra mágica estive-se em um reino ele estava a espera de um pequeno squad destruir o reino inteiro e trazer a pedra? Era guerra que isso significava? Talvez fosse apenas o lado dela a levando para pensamentos mais destrutivos. Ela ia dando uma olhada para ver se não havia mais informações ou alguma indicação, pois não falaram sequer quem faria parte do Squad. Ela buffava penteando seu cabelo para trás curiosa por ter saído dali sem a menor das ideias do que aquilo queria dizer. Ao menos, havia algo de divertido de se fazer na cidade agora. Já que perdeu a melhor parte e com o dragão, ao menos havia uns monstros lá fora. Marianne ia subindo as escadas que ia dar na estrutura do grande muro de Greenstone, perto dos portões. Então ela olhava para baixo com os olhinhos quase que cintilando. Mas então a expressão mais feliz desaparecia ao ver o tamanho dos montros. Eram minúsculos e pareciam ser fracos, do tipo que caiam apenas com um golpe. Ela cruzava os braços soltando um "Oooff", isso era o que tinha por perto quando ela estava na cidade? Marianne então suspirou virando para o lado, ela com suas mãos desmontava um tijolo de uma parte que estava ainda em reconstrução e voltava a se apoiar na berma do muro. -Tu podes ficar quieto ai. Então ela jogava o tijolo lá em baixo acertando na cabeça de um daqueles mini-goblins que estava atacando o muro. O bicho caia e desmaiava com o impacto mas tinha muitos e muitos deles, não ia ter tijolos que chegassem, porque se segui-se aquele ritmo, ela teria que sacrificar o muro para salvar o muro. -Não vai resultar. Ela falava sozinha refletindo sobre a sua ideia nada maravilhosa. Ela então ia descendo com certo cuidado para não escorregar nas escadas que levavam do muro até ao chão, tudo ficava mais escorregadio enquanto chuvia e ela e escadas não tinham um bom histórico de uma relação saudável. Ela caminhou até um dos guardas e parou durantes breves instantes vendo ele amarrar o cabelo, virou um pouco a cabeça para o lado fazendo um sorriso mais forçado que não transmitia nada de bom para o guarda, que lhe parecia um humano como qualquer outro. -Posso te ajudar bonitão, onde tens armas? Ela falou sem tentar disfarçar o sotaque pesado que ela carregava desde sempre, se ela pudesse escolheria um machado ou daqueles martelos de guerra gigantes, mas pelo que viu os guardas só usavam espadas normais, o que ainda assim era melhor do que nada mas ela não podia pegar e tirar uma arma de um guarda... Ou podia? Ser campeã significava que ela era superior ou os guardas que eram? A hierarquia humana era mais confusa e agora ela parava repensando nisso.


https://i.ibb.co/bXsdKxq/MB-l-s.gif

Offline

#111 03-12-2021, às 21h50

Guarda Obsidiana
Sorene
Fugiu de um orc
Sorene
...
Mensagens: 766

Retirado para edição no photoshop

Última modificação feita por Sorene (03-08-2022, às 04h22)


☽☼☾Sou a Sore☽☼☾
https://i.postimg.cc/jdJhbRth/Soresign.jpg

Offline

#112 03-12-2021, às 22h15

Guarda Obsidiana
Sorene
Fugiu de um orc
Sorene
...
Mensagens: 766

Retirado para edição no photoshop

Última modificação feita por Sorene (03-08-2022, às 04h24)


☽☼☾Sou a Sore☽☼☾
https://i.postimg.cc/jdJhbRth/Soresign.jpg

Offline

#113 03-12-2021, às 22h19

Guarda Absinto
Kytära
Mordida de unicórnio dói
Kytära
...
Mensagens: 117

https://64.media.tumblr.com/dc71742aa42b45601595c558a9cd9c06/64270ae917fb89b8-7b/s2048x3072/69da3215b4c2c653f4ee9fe37544b67647b44a7e.png

Com Marienne -- Em: Greenstone


---- Nossa...---- comentou o guarda enquanto arqueava as sobrancelhas olhando para mulher a sua frente. Infelizmente as reações de Gael eram mais rápidas que seus filtros e ponderações, sendo assim não conseguiu conter o nossa ao olhar para mulher a sua frente com um misto de admiração e susto pelo tamanho da mesma. Não sabia se ela era da mesma altura ou se um pouco maior, a única coisa que sabia é que não se lembrava de ver alguém tão grande por aquelas bandas tirando o ferreiro de mais cedo. Notou também o sotaque carregado com que ela falava, deixando uma dúvida pairar sobre sua mente: Quem era ela e o que fazia ali?

Com uma tossida para limpar a garganta o guarda começou
--- Bem, as armas ficam no armazém e pegamos elas antes de entrar nos turnos por uma questão de segurança. Mas vamos ver o que podemos fazer nessa situação ----- deu uma pausa olhando os arredores do muro. A primeiro momento não via nada além de caixas e cordas, das iluminações um tanto quanto fracas dançando com a noite e da chuva dificultando um pouco a sua visão. Pensou até que não tinha nada por ali até ver um brilho metálico sobre um barril a alguns passos de onde estavam. Sinalizou um ”espere um momentinho” e foi até o objeto brilhante para ver o que realmente era. Bingo, uma espada meio usada, mas ainda sim uma espada.

Em um instante voltou para perto da morena lhe estendo a mão para que pegasse no cabo da arma, porém com um reflexo felino afastou a arma novamente enquanto apoiava a outra mão sobre o cabo da espada em sua cintura
---- Antes de te dar isso, com quem estou falando e por quê nunca te vi com o resto dos guardas? ---- indagou assertivo com olhar flutuando do rosto para mão dela esperando qualquer movimento inusitado. Certamente ela não precisaria de armas para derrubar um ou dois homens de uma vez, mas Gael queria ter certeza de estar entregando a espada para a pessoa certa e não um ladrão ou coisa assim se passando por um oficial. Todo cuidado era pouco.

Última modificação feita por Kytära (03-12-2021, às 22h20)


https://i.ibb.co/dpbxsLJ/Haleth-Wesley.gif

Offline

#114 03-12-2021, às 22h58

Guarda Absinto
Kytära
Mordida de unicórnio dói
Kytära
...
Mensagens: 117

https://64.media.tumblr.com/8019a2bb3fa9d4510ce9696a436a8f31/64270ae917fb89b8-8b/s2048x3072/61a3d28c7fb15038e3932d91aa0f3420f3a0ea0a.png

Com: Krog --- Em: Ferraria


Argh, bêbados nojentos. Disparou a elfa enquanto saia pela porta da frente da hospedaria batendo os pés. Apesar de estar chovendo a mulher não aguentava passar mais um minuto dentro daquele lugar, a música era nauseante e a barulheira que estava fazendo enquanto jogavam era pior ainda. Quem diria que em pleno dia de chuva os ânimos estariam tão animados assim. Novamente nas ruas da cidade a elfa distribuía caretas buscando um lugar para passar o tempo, pelo menos até o animo dos beberrões se acalmar um pouco. Foi então que se lembrou do baú que haviam deixado mais cedo com aquele ferreiro....Krog, se estava se lembrando bem. Sim, era isso que faria, uma visitinha para o querido trabalhador.

Após ter entrado uma ou duas ruas erradas, estava lá ela na frente da ferraria novamente ---- Toc toc, estou entrando ---- comunicou antes de empurrar mais a porta entreaberta do estabelecimento. Passou rapidamente o olhar pelo cômodo, mas não avistou ninguém, sentindo até que talvez não deveria estar ali tão tarde afinal podia estar atrapalhando o trabalho dele. Deu ombros aos próprios pensamentos e entrou ---- Krog, é a Haleth que veio aqui mais cedo....a elfa que estava com seu amigo ---- comunicou mais uma vez sua presença enquanto tirava o arco das costas e apoiava em uma mesa --- Ótimo, é surdo ou saiu ---- reclamou apoiando as mãos na cintura.

Seu cabelo pingava devido a chuva deixando um pequeno rastro no chão, um rastro delatando onde esteve enquanto xeretava os equipamentos. Oras, ele era ferreiro, não é como se alguns pinguinhos no chão fossem sujar o ambiente. Sobre as bancadas viu algumas ferragens, espadas, partes de armaduras como se naquela casinha tivesse um pouco de tudo. Logo ouviu a porta ranger novamente mostrando a figura do ferreiro aparecer entre os batentes
---- Finalmente chegou, estava ficando sem coisas para ver por aqui....E o baú? Algum progresso? ---- felicitou a mulher com uma ferradura em mãos. Pelo primeiro encontro que tiveram a elfa notou que Krog não era bem um simpatizante de sua raça, imaginava que ele teria menos motivos para aturá-la depois de ver a jovem mexer em suas coisas enquanto estava fora.


https://i.ibb.co/dpbxsLJ/Haleth-Wesley.gif

Offline

#115 04-12-2021, às 17h18

Guarda Sombra
Moisesbe
Indo para a enfermaria
Moisesbe
...
Mensagens: 248

https://cdn.discordapp.com/attachments/907431829555003473/916315382451683338/BannerMarianne.gif
◢◤══════════════════════════════════════════════════◥◣
Half-Orc - https://image.ibb.co/nvhBoe/Star.pngFichahttps://image.ibb.co/nvhBoe/Star.png
FOR:08 CON:10 DEX:05 INT: 02 SAB: 04 CAR:03
Local: Greenstone Iteração: Gael

◥◣══════════════════════════════════════════════════◢◤
Marianne começou a se sentir convencida, com o ego inflado pela reação do guarda. Ela gostava de impressionar e não era muito difícil para ela fazer isso, visto que ela era fisicamente mais forte do que até os homens humanos. Ela ouviu ele e levemente movia a cabeça para o lado transformando o sorriso em algo um pouquinho mais cínico com a reação genuína do guarda, esse era o lado bom de ter sangue orc correndo em suas veias. -Sou incrível não? Podes falar. Ela falava fechando o punho perto do pescoço como forma de flexionar o bicep mostrando algum músculo, uma maneira de brincar com a situação mas era engraçado que pela expressão dele, deveria estar habituado a líder com princesas ou donzelas, e ela até que era uma, mas não aos olhos das outras espécies. Ele explicava para ela alguma das regras da guarda e ela assentia fazendo de conta que estava ouvindo e compreendendo, mas a verdade é que ela estava só ouvindo porque achava as regras dos humanos muito mesquinhas. -Armas não deveriam ser escondidas e sim pegáveis. Concerteza que queria dizer "acessíveis", mas nem ela sabe porque falou isso, era praticamente um pequeno desabafo por os guardas esconderem as armas em armazéns. Não era como se aparece-se um maluco pega-se uma e começa-se a machucar pessoas! Ou, se calhar era precisamente por esse motivo... Humanos já eram imprevisíveis ainda por cima era junto todo o tipo de raças em Greenstone então realmente era uma formula para o desastre. -Zzzzzz. Ela falava só pra si, vendo o gesto dele e ele se afastando um pouco, talvez estive-se assustado o guarda? Mas quando entendeu que ele só foi pegar uma arma para ela, ela abriu os olhos de uma forma mais clara e mais feliz. Ela levantou a mão mas antes de pegar o guarda fez um movimento ninja e a enganou. Ela fez um ar indignado e então as questões deles. Qual é? Você via uma mulher que pesava meia tonelada e não sabia falar que já não confiava nela? Não fazia sentido, fazia? -Porque os humanos são todos desconfiados? Ela falou sem saber a verdadeira espécie dele pois se parecia humano e seguia regras humanas então deveria ser humano, olhava para ele com um ar não tão amigável, podia não o conhecer mas agora iam ter uma DR porque se ele prometeu uma arma para ela agora tinha que dar. -Sou Marianne, uma mestiça e trabalho para o rei. Agora dá-me, dá-me, dá-me. Ela falava dando alguns pequenos pulinhos, eram pequenos para ela mas já era o suficiente para fazer algum barulho no chão. Marianne levantava as mãos para a frente apressada para receber a arma, ela queria usar a arma e estava com medo de quando chega-se no muro já não houve-se monstros porque eles pareciam muito fracos e iam acabar rápido.


https://i.ibb.co/bXsdKxq/MB-l-s.gif

Offline

#116 04-12-2021, às 21h49

Guarda Obsidiana
Sorene
Fugiu de um orc
Sorene
...
Mensagens: 766

Retirado para edição no photoshop

Última modificação feita por Sorene (03-08-2022, às 04h24)


☽☼☾Sou a Sore☽☼☾
https://i.postimg.cc/jdJhbRth/Soresign.jpg

Offline

#117 04-12-2021, às 22h19

Guarda Sombra
Moisesbe
Indo para a enfermaria
Moisesbe
...
Mensagens: 248

https://cdn.discordapp.com/attachments/907431829555003473/908216821344243782/BannerWesley2.gif
◢◤══════════════════════════════════════════════════◥◣
Humano - https://image.ibb.co/nvhBoe/Star.pngFichahttps://image.ibb.co/nvhBoe/Star.png
FOR:07 CON:07 DEX:08 INT: 05 SAB: 06 CAR:02
Local: Greenstone - Bar Iteração: NPCs

◥◣══════════════════════════════════════════════════◢◤
Wesley soprava por ter carregado o pesado báu até ali, pois ele não queria voltar de mãos a abanar e ainda tinha uma chance de ter trazido um báu cheio de nada. Ele não sabia nem se o que atacou a carroça foram realmente goblins ou se foi a guilda dos bandidos fazendo das suas, se fosse a segunda opção então duvidava aquele báu ter algo de bom. Ele teve o desprazer de ouvir algumas celebrações dos aldeões, e maior parte na cidade endeusando os grandes "campeões" do reino, ele gostava do seu parceiro anão mas era ridículo aquele festival com cosplays de Krogs. E Wesley se sentia frustrado, ele não queria saber de reconhecimento pois ele detestava aquele título, mas ele estava chateado pelos Wildcards. Porque na memória de Wesley, Haleth também pulou com ele em cima do dragão e antes de Krog mas só contaram a melhor parte de modo a removerem uma "forasteira" do protagonismo e de um feito que eles fizeram juntos, para não falar no grifo que também lutou contra o dragão para proteger aquele reino. Wesley não ouviu a história como aquele povo, ele vivenciou porque ele esteve lá e não era como contavam. Morreu gente, casas destruídas e eles dançavam? As pessoas mereciam melhor, não um bando de idiotas mal-agradecidos e ingratos. Ele achava que não era possível mas ele encontrou algo mais irritante que as músicas que os bardos inventavam pela cidade, a chuva e o barulho ensurdecedor de Gremlins que só apareceram quando já não eram precisos. Wesley caminhou para o lugar onde eles marcaram para a mensagem e concerteza que ele tinha muito para falar ao rei. Que aquele reino era horrível e que o acordo que fizeram com o engenheiro era um scam e ele não queria promessas e sim o seu pagamento. Ele não sabia porque estava a espera de algo diferente, claro que o rei não apareceu em pessoa na praça... Ao invés disso mandou o guarda do cabelo desnutrido lhe dando ainda mais trabalho e mais tarefas. Era tudo muito bonito mas não, não era covardia, apenas Wesley não estava a fim de colocar sua vida em jogo de novo a troco de nada como aconteceu no dia do ataque e ainda arrastou a elfa consigo e nem um "obrigado" lhe deram. Wesley não ficou até ao final do discurso, ele não queria saber de mais promessas vazias. O engenheiro ranchinho os dentes entrou em um bar, ele ia caminhando com o ar voltado praticamente para o chão ele se sentava no balcão tentando arrumar o seu cabelo agora molhado. Wesley sem usar sua voz pedia uma bebida, ele tentava respirar e ignorar o barulho perturbante dos homens que lá andavam perdidos, no momento que ele parecia se acalmar ele sentiu uma grande palmada em suas costas de algum bêbado que o reconheceu das histórias que inventavam, lhe pedindo para ver o braço de ferro porque o braço de ferro "parecia legal". Essa foi uma gota de água e Wesley em um impulso se levantava batendo com a caneca da bebida na cabeça do homem fazendo um estouro alto o suficiente para as pessoas se calarem, assim que o homem se tentou defender, Wesley segurou a cara dele usando sua mão cibernética. A medida que Wesley o apertava ele ia caindo para trás, até ao ponto que Wesley batia com a nuca do homem contra o frio chão da taverna. "Dá uma olhada então", era o que a expressão dele dizia apertando a cara dele. Ele mesmo não sabia se a sua prótese tinha força o suficiente para causar dano em um crânio humano daquele jeito, mas ele estava disposto a descobrir. O mais irritante em seu braço, era lidar com sua inexistência porque Wesley sofria de algo chamado de "membro-fantasma". Ele não queria se restaurar para sentir e sim para deixar de sentir o que ele sentia diariamente. No momento que ele viu o homem a gritar e algum sangue na cara dele Wesley fechou os olhos com um gesto quase imperceptível de arrependimento, a medida que ele ia soltando ele sentiu um banco a quebrar e a bater em suas costas. Alguns amigos ou colegas que vieram ajudar o homem, e antes de Wesley recuperar ele pode reparar uma briga se instalando no bar enquanto que uns defendiam o campeão, outros o amigo. Assim que Wesley se levantava sentiu um dos guerreiros de Greenstone se agarrando nele, Wesley o segurava de volta medindo forças com o bruto indo com ele contra uma mesa e quebrando várias coisas no lugar a medida que lhe tentava bater.


https://i.ibb.co/bXsdKxq/MB-l-s.gif

Offline

#118 06-12-2021, às 17h50

Guarda Absinto
Kytära
Mordida de unicórnio dói
Kytära
...
Mensagens: 117

https://64.media.tumblr.com/dc71742aa42b45601595c558a9cd9c06/64270ae917fb89b8-7b/s2048x3072/69da3215b4c2c653f4ee9fe37544b67647b44a7e.png

Com Marianne -- Em: Greenstone


Com certeza o guarda não sabia dizer se o mais engraçado foi vê-la flexionar o braço exibindo toda massa muscular ou a palavra pegável que usou ao se referir aos armazéns. A primeiro momento pensou ser a exibição gratuita de músculos, como os jovens fazem assim que veem os primeiros gominhos aparecerem; assim como o próprio tritão fez quando era mais novo, não podia negar. Mas o pegáveis carregado com sotaque era igualmente engraçado para ele, não como se estivesse zombando dela, mas por realmente ter ficado engraçado na frase. Podia dizer que achava os sotaques um tchan na fala das pessoas, mas não sabia dizer qual era o seu ou se realmente tinha um. Por fim apenas levantou os ombros enquanto balançava a cabeça ponderando a situação ---- Bem, elas são pegáveis, só não ficam espalhadas por aí ----- tomando uma licença acabou utilizando a mesma palavra que ela, talvez incluísse em seu vocabulário para descontrair.

---- Primeiro, eu não sou humano. Segundo, como guarda do reino eu tenho que me certificar de algumas coisas antes de sair entregando armas a qualquer um ou qualquer uma ---- explicou para a mulher. Não que se importasse de ser chamado de humano, na realidade não ligava, mas achou bom corrigir a frase mesmo assim. Diferente dos elfos, por exemplo, ele tinha noção que tritões e humanos se pareciam muito quando em terra, não é como se andassem para cima e para baixo com guelras ou barbatanas completas. Foi então que sonorizou um humm alongado enquanto analisava tudo o que Marianne havia dito. Olhou para os lados na esperança de achar Shagrath ou até mesmo Finn, qualquer superior para tirar a prova de quem realmente era a mulher, entretanto pela ausência de qualquer um deles apenas confiou. Ou melhor, teve que confiar ----- Muito bem Marianne, aqui está. Mas saiba que eu vou ficar de olho em você enquanto estiver usando isso ---- Gael não teve nem tempo de se arrepender, tão rápido quanto estendeu o braço a morena já havia tomado a arma, provavelmente para não deixar o guarda pegar o brinquedinho novamente como já havia feito ---- Não é lá grande coisa, mas foi o que encontrei por agora e com certeza deve ser útil contra aquelas coisinhas --- comentou sinalizando com a cabeça para os limites do muro.

---- Você é uma campeã não é mesmo? Bem, todos que conhecei que trabalhavam para o rei eram os campeões pelo menos ---- comentou despretensiosamente enquanto se aproximava da beirada do muro, para averiguar como estavam as coisas com as pequenas criaturinhas verdes. Talvez fosse o tempo que passou com Krog mais cedo ou apenas a chuva lhe animando o humor, não sabia dizer ao certo, mas Gael estava particularmente tagarela naquele instante ----- Quer fazer as honras? ---- indagou enquanto olhava lá para baixo. Não queria dizer para pularem dali, apenas se ela queria guiar o trajeto ou algo assim, afinal sendo campeã ela tinha uma hierarquia maior que Gael e liderando a excursão ele poderia ficar de olho nela.


https://i.ibb.co/dpbxsLJ/Haleth-Wesley.gif

Offline

#119 06-12-2021, às 18h32

Guarda Absinto
Kytära
Mordida de unicórnio dói
Kytära
...
Mensagens: 117

https://64.media.tumblr.com/8019a2bb3fa9d4510ce9696a436a8f31/64270ae917fb89b8-8b/s2048x3072/61a3d28c7fb15038e3932d91aa0f3420f3a0ea0a.png

Com: Krog --- Em: Ferraria


A elfa apenas balançou negativamente a cabeça vendo o homem entrar ---- Não, mas dessa vez vim por sua causa. Queria saber mais sobre o que trouxemos mais cedo ---- respondeu ao ferreiro enquanto brincava com a ferradura, pelo menos ficou brincado até o homem tirar o objeto das suas mãos e devolver ao seu devido lugar deixando Haleth com as mãos abanando igual a uma criança. Mas aquilo não era tudo, além de tirar o seu passatempo o ferreiro ainda teve a audácia de tentar assustá-la ou enojá-la, falando sobre a origem do objeto. Logo ela, que passou anos caçando com o tio. Deu um sorriso de canto com um breve hump antes de começar ---- Então porquê nenhum dos dois bonitões foram me chamar para ver já que estava aberto? ---- indagou a ela sem muita esperança que Krog respondesse, até porque não se lembrava de ter falado onde poderiam encontrá-la. Aproveitou que o grandalhão havia se virado e limpou a ponta dos dedos no pano úmido que ele havia acabado de deixar na mesa, apenas para não ficar encostando em tudo com os “dedos podres”, já que não sabia se aquilo que ele havia contado era real ou apenas um boato para que ela parasse de mexer nas coisas.

---- Mas quem raios deixa tudo isso armado dentro de casa. Está tendo problemas com pragas? ---- indagou enquanto olhava as armadilhas no chão, mas deu-se por respondida ao ouvir a parte do depois eu desarmo quase como um “não me venha reclamar”. No fundo sabia que o grandalhão esqueceria novamente, então era melhor tomar cuidado redobrado com o chão. E com a cabeça também já que havia várias partes de armaduras e metais penduradas no teto, quase como que em uma bagunça organizada.

Foi então que a sua desconfiança aumentou de forma alarmante, acabou até por estreitar os olhos enquanto encarava o homem a sua frente
---- Wesley já viu o que tem aqui dentro ou ainda não? ---- indagou se aproximando do baú com certa cautela. Revessou o olhar do baú para o Krog e de Krog para o baú umas três vezes antes de voltar sua total atenção para o equipamento. Passou os dedos sobre o metal da fechadura e levantou devagar a tampa de forma que pudesse esquivar caso algo saísse pulando de dentro ---- Você está de brincadeira comigo...---- comentou incrédula escancarando a tampa e observando por cima o conteúdo ---- Não tem nada de valor aqui, só tranqueira e tecido....Não dá nem para comprar uma bebida para comemorar ---- pegou um lenço todo bordado e levantou nas mãos enquanto se virava para o anão. O lenço em si era bonito e o bordado em dourado era muito bem feito, talvez pegasse para si, mas além disso o baú não aparentava ter nada de valor ---- Com certeza tem alguém que vai ficar muito bravo em ver isso aqui. Não é possível, deve haver uma joia ou algo de valor por baixo de tudo isso....Você já viu tudo? ---- Comentou se virando para Krog que esbanjava um semblante animado, afinal ele tinha algo valioso dali, o metal. Por fim sentou-se na frente do baú com o tecido no colo, tinha que encontrar algo bom,


https://i.ibb.co/dpbxsLJ/Haleth-Wesley.gif

Offline

#120 07-12-2021, às 18h31

Guarda Sombra
Moisesbe
Indo para a enfermaria
Moisesbe
...
Mensagens: 248

https://cdn.discordapp.com/attachments/907431829555003473/917864640371892264/BannerMarianne2.gif
◢◤══════════════════════════════════════════════════◥◣
Half-Orc - https://image.ibb.co/nvhBoe/Star.pngFichahttps://image.ibb.co/nvhBoe/Star.png
FOR:08 CON:10 DEX:05 INT: 02 SAB: 04 CAR:03
Local: Fora de Greenstone Iteração: Gael. - Menção de Kenari.

◥◣══════════════════════════════════════════════════◢◤
Ao menos o guarda mostrava não se importar com a presença dela, muito pelo contrario até se adaptava usando as palavras dela que certamente não se encaixavam direito no tópico da conversa e isso fazia ela se sentir mais "abraçada". Até pelo facto dela ser parte orc, outro poderia só jogar a arma nela e falar "tá vai lá bater em bicho e não me chateia". Mas com aquela atitude ela se sentia mais incluída naquela sociedade, como se ela fosse de facto capaz de organizar algum plano inteligente que envolve-se aquela arma e más intenções, isso fazia ela se sentir menos orc e mais humana. -"Oia só, eu sou da guarda e por isso eu organizo armas por ordem alfabética, buaah". Ela falava brincando com ele movendo a sua cabeça enquanto que imitava uma voz mais grave de um suposto guarda, algo que não era tão difícil para ela. Ela o ouvia mas quando ele falou sobre não ser um humano ela abriu a boca e soltou um pequeno "a" quase que mudo enquanto que ele continuava a sua explicação sobre se certificar quanto a segurança do reino, o que fazia sentido, ela é que era uma pedra mesmo. -Tu não és humano? Vish. O vish soou algo como um "foi mal", a verdade é que muitas raças realmente se pareciam demais a humanos-humanos, curioso era como que o reino que supostamente partiu de seres humanos não tinha de facto humanos como guardas. Será que os outros guardas eram de uma espécie maluca? Ela voltava a olhar para trás repensando no guarda de cabelo branco que enviou a mensagem, concerteza que pelo cabelo aquele deveria ser uma fada homem, ela era boa acertando na espécie dos outros... Ou ela achava que sim. Marianne esqueceu o fado quando ouviu ele a concordar em lhe emprestar a arma, ela espremeu seu cabelo por causa da chuva e então pegava a arma do guarda de um modo animado e feliz, era apenas uma espada ruim mas para ela era como se o natal tive-se chegado mais cedo. -Não te vou deixar ficar mal Sir Guarda. Ela falava confirmando para ele, na ideia de Marianne o nome dele deveria ser "guarda" mesmo, se calhar usavam números ao invés de nomes? Ela deu alguns pulinhos se virando para o lado oposto do reino mexendo sua nova arma no ar, ela então aproximava a arma tocando com o dedo indicativo na ponta da arma como forma de meio que testar se estava bem afiada. -Sim mas eu não falei muito com ele, rei só me prometeu moedas e comida. E um lugar para ficar, mas essa parte ela tinha vergonha de contar. A medida que ela falava caminhava para a berma do muro e continuava. -Mas dormi no ataque do dragão por isso quero te ajudar agora. Ela falava de um modo super casual, era o que dava ter sono pesado, você adormecia, acordava e já tinha rolado um apokalipse. Ela então ria com alguns planos em mente, ela pegava uma corda amarrando ela na estrutura e jogava para o lado de fora do muro onde estavam os gremlins, porque ela imaginava que eles não fossem abrir os portões de novo e arriscar os monstrinhos a entrar só porque a Madame Orc queria bater em bicho. Então eles que teriam que sair por cima, no caso ela apoiava as mãos nas cordas segurando a espada com a boca e ia descendo, quando a uma distância mais segura do chão ela voltava a segurar na espada e saltava, se deixando cair. -XABLAU. Então ela fazia um golpe vertical enquanto que caia acertando em um dos gremlins acabando com ele, e caindo de um modo atrapalhado no chão. Ela se tentava recompor tentando avistar os outros, mas os Gremlins estavam mais dispersos e distraídos com uma outra pessoa lá ao longe. Ela não conseguia ver quem, ou o que era, apenas via um vulto de um lado para o outro atraindo os bichos para outro lugar.

Última modificação feita por Moisesbe (07-12-2021, às 18h32)


https://i.ibb.co/bXsdKxq/MB-l-s.gif

Offline

#121 07-12-2021, às 20h08

Guarda Sombra
Moisesbe
Indo para a enfermaria
Moisesbe
...
Mensagens: 248

https://cdn.discordapp.com/attachments/907431829555003473/917840524453478480/BannerFinn2.jpg
◢◤══════════════════════════════════════════════════◥◣
Elfo - https://image.ibb.co/nvhBoe/Star.pngFichahttps://image.ibb.co/nvhBoe/Star.png
FOR:03 CON:10 DEX:06 INT: 08 SAB: 05 CAR:05
Local: Greenstone. Praça > Biblioteca Iteração: Ninguém

◥◣══════════════════════════════════════════════════◢◤
Finn estava de certa forma satisfeito, não era como se ele confia-se em Keegan porque jamais se poderia confiar totalmente em um Drow, mas ele sentiu que progressos foram feitos. Querendo ou não foi graças ao Drow que conseguiram localizar a Joia negra, estava em um reino não muito distante. Finn nunca esteve nesse reino nem sabia direito o que esperar daquilo, não sabia se era muito habitado ou pouco mas uma coisa ele sabia: Concerteza ele iria descobrir, iria tirar o artefato daquele reino nem que tive-se de ir lá sozinho e iria jogar a joia em algum vulcão. Ele estava a terminar de escrever seus apontamentos, entre todos os campeões, Finn acreditava ser aquele que o rei mais confia-se e dado isso vinha responsabilidades e deveres. Finn gostava de apontar e escrever características sobre os outros campeões, talvez isso fosse ser paranoico demais... Mas não tinha o que fazer quando o elfo tinha que trabalhar lado a lado com Drows, anões, elfos, fadas e até draconianos. Então hoje ele se dedicou a fazer alguns apontamentos referentes ao campeão que acompanhou hoje. Fazendo uma pausa para ouvir o comunicado do rei, ele também estava a espera do rei vier em pessoa dar a mensagem mas tal não aconteceu. Mas Finn conhecia o rei fazia 50 anos, não o conseguia imaginar como um covarde então ele tinha a certeza que Kall deveria estar distraído com algo de extrema importância. Talvez com Sir Cruiser, o líder da guarda sepa. Finn fez um pequeno sorriso ao ouvir o discurso escrito pelo rei, realmente eram palavras bonitas para os ouvidos do elfo, e Greenstone realmente era a casa para muitos desertores. Num geral Finn não via muito que reclamar, ao ouvir os gritos de Krog, Finn soltou uma pequena risada. Finn secretamente mal podia esperar para jogar ele em algum dragão de novo, mas esses anões eram ossos duros de roer. Afinal, o elfo jogou Krog em um dragão e quem morreu foi o dragão. Ele concerteza que não ficaria ali esperando a vingança e do modo subtil como apareceu foi do mesmo modo que o elfo voltou para o seu trabalho. Finn, passou algum tempo na Academia da Literatura. Ele aproveitava a reabertura da fação para doar seu tempo para estudar mais sobre estas novas raças e variações, deixaria os pequenos monstros para os guardas. Não que Finn se considera-se bom demais para enfrentar monstros fracos, apenas ele imaginava que os guardas tinham tudo sobre controle e que não iria haver baixas, no máximo, amanhã faria piada com algum guarda que teve sua canela mordida por gremlins.


https://i.ibb.co/bXsdKxq/MB-l-s.gif

Offline

#122 08-12-2021, às 11h08

Guarda Absinto
Kytära
Mordida de unicórnio dói
Kytära
...
Mensagens: 117

https://64.media.tumblr.com/dc71742aa42b45601595c558a9cd9c06/64270ae917fb89b8-7b/s2048x3072/69da3215b4c2c653f4ee9fe37544b67647b44a7e.png

Com: Marianne e menção a Kenari -- Em: Greenstone


Por alguns segundos o guarda apenas divagou sobre a imitação que estava vendo. Um lado de si tomou como pessoal a imitação, despertando uma pontada de desconforto, mas outro lado encarou apenas como uma sátira da um guarda qualquer; bem, provavelmente não a um guarda qualquer, mas aos que ficavam no controle das armas. Como não a conhecia bem, era difícil dizer se ela estava zombando de Gael ou apenas brincando com a situação em geral, resolvendo por fim apenas deixar para lá pois aquilo poderia virar um grande mal-entendido. Sobre não ser humano o homem apenas riu da reação dela, perdendo toda a estrutura com o simples vish ao final da frase. Quem sabe em uma outra situação não explicasse melhor o que ele era, mas aquele não era exatamente o momento de pararem e tomarem um chá para colocar as dúvidas em dia.

---- Somos companheiros de trabalho, pode me chamar de Gael ---- poderia até estender a mão se fosse em outra situação, mas apenas comentou por cima seu nome. Ponderou falar seu nome inteiro, Gael Damerion, mas achava extremamente estranho tanta formalidade em ambientes mais casuais ----Sir Guarda é muito antiquado e faz eu me sentir um velho ou um rabugento ---- comentou tirando o excesso de água da barba com uma careta; estava por fazê-la fazia semanas, mas sempre se esquecia. Então o semblante do homem foi tomado por incredulidade, como que alguém podia dormir tanto enquanto tinha um dragão destruindo a cidade? Marianne havia acabado de atualizar o significado de sono pesado ---- Não perdeu nada acredito eu, um anão voador que abateu a criatura. É deveras engraçado ouvir a história por ele, deveria fazer isso depois ----- acabou por rir enquanto balançava a cabeça lembrando-se imediatamente da estátua que Krog havia feito e do quase inexistente Finn esculpido nela.

A atenção do guarda só foi desviada das pequenas criaturas ao ver Marianne descer quase como em uma escalada pelos muros, fazendo-o ficar boquiaberto. Pelos céus, só tem gente doida nessa cidade, pensou enquanto se dirigia a corda. Deu alguns puxões certificando-se que estava bem presa e assim como a mulher, desceu até o lado de fora para dar um apoio
---- Você é meio maluquinha não é mesmo? Interessante ---- comentou enquanto caminhava para mais perto, sacando a espada para se proteger. Em sua cabeça Marianne parecia muito mais alguém que ataca antes de perguntar pensando minimamente nas consequências, então seria bom dar um apoio na retaguarda ----  Está vendo algo interessante? Talvez o líder deles? ---- indagou virando rapidamente a cabeça com um olhar entre os ombros. Por estar no sentido oposto não conseguia enxergar exatamente o que ela estava vendo além de um vulto, mas por ter prendido minimamente a atenção da mulher pensou em perguntar o que era.

Última modificação feita por Kytära (08-12-2021, às 11h09)


https://i.ibb.co/dpbxsLJ/Haleth-Wesley.gif

Offline

#123 21-12-2021, às 19h19

Guarda Sombra
Moisesbe
Indo para a enfermaria
Moisesbe
...
Mensagens: 248

https://i.ibb.co/s9sR89F/Att.png

Introdução:

A noite continuou chuvosa e fria, com as pessoas voltando para os seus aposentos assim que os gremlins foram enxotados pelos guardas e por alguns campeões que decidiram ajudar. Não é de exagerar falar que alguns dos Wildcards ou Campeões com menores condições tenham passado algum frio durante a noite.

Começou a amanhecer em Greenstone mas quando todos estavam a espera do tempo melhorar, isso não aconteceu. Ao invés, começou a ficar ainda mais frio até a um ponto que começaram a cair os primeiros flocos de neve. Raramente nevava naquela região por isso os aldeões compreendiam o que se passava: Natal chegou em Greenstone...

https://cdn.discordapp.com/attachments/907431829555003473/922935355915784212/f64207dc7a1b0642a5e3968946a6f91a.gif

Natal em Greenstone.

Guardas:
Os guardas tinham as suas ordens para hoje, umas que foram retiradas pelo rei. O Rei decidiu adiar as tarefas importantes dos exploradores e decidiu realçar a importância de ficar de guarda no reino. Por motivos de segurança por causa de nevascas e de outros perigos desta época os guardas não tem autorização de deixar ninguém sair do reino, nem mesmo Wildcards.

Campeões
Campeões ganharam mais um dia de "folga", o rei decidiu adiar os planos de exploração dos squads devido ao ambiente que havia se tornado perigoso fora do reino. Mas isso não significava que eles não trabalham pois sempre havia algo para se fazer no reino, nem que fosse varrer a neve, queimar lenha ou tricotar melhores agasalhos para o frio.

Wildcard:
Wildcards sofriam de mais uma controversa no reino, pelo motivo deles não terem a autorização de sair do reino, ou até desatracar navios. Alguns investigaram mais a fundo para descobrir como que um monte de neve seria um "perigo" tão grande e considerado um risco de morte. Acabaram por descobrir que o verdadeiro motivo de não poderem sair, é que um monstro misterioso que costuma de aparecer nos redores do reino por esta época.

Tutorial


Updates

Última modificação feita por Moisesbe (21-12-2021, às 19h20)


https://i.ibb.co/bXsdKxq/MB-l-s.gif

Offline

#124 22-12-2021, às 19h49

Guarda Sombra
Moisesbe
Indo para a enfermaria
Moisesbe
...
Mensagens: 248

https://cdn.discordapp.com/attachments/907431829555003473/923025918040100884/BannerWesley3.jpg
◢◤══════════════════════════════════════════════════◥◣
Humano - https://image.ibb.co/nvhBoe/Star.pngFichahttps://image.ibb.co/nvhBoe/Star.png
FOR:08 CON:08 DEX:10 INT: 05 SAB: 06 CAR:02
Local: Greenstone - Praça Iteração: Báu > NPCs

◥◣══════════════════════════════════════════════════◢◤
Wesley estava cansado a um nível mental e físico e concerteza que os guerreiros do reino não ajudaram muito, ele aproveitou a própria confusão que ele criou para conseguir se afastar daquele lugar. Passou a noite em um capoeiro aleatório sendo picado por galinhas por não poder entrar mais na hospedaria por causa dos problemas que ele causou. Claro que não foi o pior lugar que ele já dormiu mas concerteza não foi dos melhores. Wesley dormia pouco, mas como ele adormeceu tarde também acordou mais tarde. Ao olhar a rua e ver os flocos de neve cair do céu, ele não mostrava um ar de espanto mas claramente esse era o sentimento. -Uau. Ele falou de um modo irónico, claro que era tudo o que ele precisava no momento... Um monte de nada. Ao menos, aquilo recordava ele de sua terra natal. Não que isso fosse positivo mas eram as memórias mais reconfortantes que ele tinha, de algo que ele considerou sua casa. Wesley voltou para a praça do reino e num estabelecimento perto da forja, procurou vestir roupas mais quentes mas ao mesmo tempo escuras porque ele não gostava de dar nas vistas. Wesley comeu algo e fez um pouco de chocolate quente, com os ingredientes que o povo estava a usar naquela época festiva. Ao menos todos pareciam mais simpáticos hoje, um monte de neve realmente mudava as pessoas. Assim que ele voltava para a forja ele caminhava até ao báu. Claro que o anão conseguiu abrir, Krog realmente era muito competente. Uma mistura de medo e ansiedade vinha quando Wesley se ajoelhava na frente do báu, ele sabia que podia estar ou muito rico ou igualmente pobre. Ele calmamente pousava a caneca e com sua mão de metal ele levantava abrindo o báu, ele via o seu interior. Vários objetos inúteis e bugigangas, ele lentamente voltava a fechar dando uma risadinha completamente forçada dando a entender que estava a morrer por dentro. -Mas que raios... Ele falou de uma forma bem baixinha repensando na sucata que trouxe, Wesley não era comerciante para ficar reciclando coisas e ganhar umas moedinhas acima disso. Ele voltava a abrir, retirando objectos perigosos como pequenas adagas e coisas afiadas. Então ele voltava a fechar e bebia o resto de sua bebida quente, pousando a caneca em cima de um balcão. Ele esfregava suas mãos e calçava luvas, luvas o ajudavam a esconder sua mão metálica e a aquecer a mão boa. Ele abria os dedos puxando uma alça na lateral do báu e começava a arrastar ele. Então segurando o báu e todo o seu conteúdo com ambas as mãos ele o levantava e ia saindo da forja em direção da praça. Wesley caminhou até um lugar onde estava um grupo de crianças mais pobres a brincar. Ele ia se colocando mais no meio, que paravam seus jogos e suas brincadeiras para darem atenção ao campeão. -Feliz natal. Assim que ele falou ele jogou o báu no chão que sacudia neve e se virava voltando pela mesma direção que ele veio, enquanto que ouvia as crianças abrindo o báu e brincando com os itens no qual eles haviam sido presenteados. Wesley geralmente não gostava tanto de crianças, bem, apenas de uma mas ela não estava ali. Mas era como se costumava dizer, o lixo de um pode ser o tesouro de outro. Wesley se virava mas ainda de costas perto da parede ao longe vendo as crianças a retomar a sua pequena festa, ainda teria que pensar o que falaria para Krog que estava agora sem o seu precioso metal.


https://i.ibb.co/bXsdKxq/MB-l-s.gif

Offline

#125 22-12-2021, às 21h43

Guarda Absinto
Kytära
Mordida de unicórnio dói
Kytära
...
Mensagens: 117

https://64.media.tumblr.com/8019a2bb3fa9d4510ce9696a436a8f31/64270ae917fb89b8-8b/s2048x3072/61a3d28c7fb15038e3932d91aa0f3420f3a0ea0a.png

Com: Krog > Ninguém --- Em: Ferraria > Ruas de Greenstone


Com um riso despretensioso a elfa começou ---- Bem, nesse caso azar o deles. Porque não tenho nada élfico para roubarem além das minhas orelhas ---- ajeitou o cabelo atrás das mesmas ---- Atualmente meu único pertence é o arco que ganhei do seu amigo inventor esses dias. Muito bonito inclusive, mas tenho certeza que devolveria de graça para sua amiga aqui caso desaparecesse ---- comentou com um sorriso gracioso, forçado, mas ainda sim o mais gracioso que conseguia para dar ênfase na frase. Com um rolar de olhos a elfa voltou sua atenção para o baú, não ficaria ali recebendo olhares desconfiados do anão; por mais que soubesse que muitos elfos aproveitavam as habilidades que tinham para furtar. O importante é que ela não fazia parte disso.
---- Hum...não conhecia esse lado bebum do jovem Wesley, achei que fosse como você....reservado sabe ---- comentou entre ombros.  Logo levantou-se do chão recolhendo o tecido que tirou do baú mais cedo e um objetivo que parecia uma presilha florida em dourado. Não valiam quase nada para venda, mas pelo menos eram bonitos e ela não sairia de mãos vazias ---- Bem, pelo menos ele parece bom para você. Não teremos apenas perdedores nessa história ---- disse enquanto fechava a tampa do baú e se apoiava para ouvir a história que ele contava sobre o tal baú dourado.

Com um a face em um misto de incredulidade e surpresa a ruiva olhou para os metais mencionados e para Krog novamente, levantou-se e apoiou a mão no ombro do homem; mesmo que para isso estivesse esticando o braço todo pela diferença de altura ---- Você é estranho e não me ofereceu nada para comer, péssimo anfitrião, vou vir te encher mais vezes por causa disso ---- anunciou enquanto andava de volta para a parte da frente da ferraria e depois para porta, pegando o arco no caminho ---- Até mais grandão ---- e a figura ruiva sumiu através dos batentes.




__________________


Ainda estava escuro quando a elfa despertou de frio. Com a visão ainda embaçada pela sonolência foi tateando o quarto até achar a manta de pele que estava apoiada em uma cadeira ao lado da cama; podia jurar que via neve caindo lá fora pela pequena janelinha do cômodo, mas pelo sono pensou ser apenas uma ilusão ou parte do seu sonho ganhando vida. Logo resignou-se a dormir mais um pouco, se enrolando na manta e na coberta fininha que a hospedaria oferecia.

Da segunda vez que acordou estava visivelmente atrasada, sentia o cheiro da comida invadindo o quarto e o burburinho crescendo na rua; já havia passado do meio-dia com certeza e todos os comentavam sobre neve lá fora, queria ver com os próprios olhos isso. Assim, todo o ritual de sair da cama e se vestir havia sido mais rápido, mesmo que ainda carregado de preguiça e entre bocejos. No pequeno espelho do cômodo conseguia ver a pele pálida enquanto o nariz e a ponta das orelhas ganhavam manchas mais avermelhadas, apesar de estarem frias como as pontas dos dedos. Pelo menos o resto do corpo estava quente devido a pele de raposa. Ótimo, vamos arranjar o que fazer. Decretou para si enquanto trancava a porta do cômodo. Na realidade duvidava que aquela fosse a única chave para o quarto, mas para se sentir menos vulnerável gostava de pensar que “pelo trancada dificultaria o acesso das pessoas”.

Ao descer para área mais social notou uma correia desenfreada entre o balcão da cozinha e as mesas, assim como de pessoas entrando e saindo. Eram especiarias passando por cima e entregas de bolinhos por baixo, tornando o ambiente uma explosão de sensações e falatório. Lógico, era Natal finalmente. Haleth nunca dera tanta importância assim para as festividades de inverno, mas tinha lembranças boas de quando pequena no vilarejo onde nasceu; com as crianças usando máscaras de lobo para espantar os males e os bolinhos de canela enchendo as janelas de todas as casas para as festividades noturnas. tsc. Era possível ver até um pequeno sorriso se formar nos lábios da mulher enquanto lembrava disso.

Enquanto se apoderava de um bolinho e uma boa caneca de leite quente caminhou para fora da hospedaria desviando da multidão de pessoas, queria dar uma olhada em como estavam as coisas lá fora e apreciar a neve que tanto falavam estar cobrindo as ruas. Quem sabe não andaria por aí para ver como Greenstone comemorava essa data também.

Última modificação feita por Kytära (03-01-2022, às 16h05)


https://i.ibb.co/dpbxsLJ/Haleth-Wesley.gif

Offline

Páginas : 1 ... 3 4 5 6 7 ... 22