Fórum

Páginas : 1 ... 3 4 5 6

#101 10-10-2021, às 00h07

Guarda Sombra
TheDreamer
Dançarina de fogo
TheDreamer
...
Mensagens: 6 992

https://i.postimg.cc/y8djcJgr/RPG-Barty-1.png

"The party starts NOW
When I waddle in
Turn the music loud for an epic win"


ʕ•̫͡•ʔʕ•̫͡•ʔ

✥ Local: Sala de Estar | Com: Olivia e Owen & Kaiten > Sozinho

| Pijama

─━━━━━━━━━━━━─

“Barty, o renegado”, riu e deu de ombros “Ou Pilar da Humildade”. Não tivera muito tempo para conversar com Kaiten antes da dança começar, mas ele lhe pareceu bastante educado e elegante, provavelmente mais que muitos anjos.
Para a surpresa de Barty, até que foram bem na dança! A música não era ruim e a dança desavergonhada de Olivia logo lhe contagiou a se juntar a ela rebolando o traseiro. Mas não era nem de longe habilidoso, talvez devesse aprender outra coisa além de ir até o chão se essas batalhas de dança realmente fossem se tornar rotina. Ele se lembrou das danças sensuais dos grupos que vieram antes, mordendo a ponta da unha. Não podia negar que adoraria impressionar Lophi dançando assim no colo dele na volta.

Assim que os alunos foram dispensados do auditório, Barty se encaminhou para o quarto número 12. Era maior e mais decorado do que ele esperava, não se importaria de passar o ano ali. Suas malas se encontravam empilhadas no chão no centro do quarto quando ele começou a abri-las. Não tinha trazido muita coisa além de roupas, mas verdade seja dita, tinha trazido dois ou três vestidos que ocupavam uma mala inteira sozinhos. Organizando as roupas do dia-a-dia no armário, não pode deixar de se sentir um pouco perdido com o funcionamento da RAD. Onde era o banheiro? Havia hora para comer? Deveria comprar os próprios ingredientes? Ou poderia simplesmente chegar na cozinha e fazer um sanduíche?

O barulho de passos apressado no corredor lhe chamou a atenção… E foi assim que descobriu a tragédia do banheiro: havia apenas um! Mas bem, poderia ser pior… um suspiro de alívio escapou de sua boca quando viu uma figura sair do banheiro e a próxima entrar, pelo menos era apenas uma pessoa por vez.
Determinado, ele voltou para o quarto pegando roupas limpas e produtos de banho. Ele esperou no meio do corredor, um pouco mais longe que o final da fila, e quando viu a maçaneta mexer-se, suas asas se abriram expandindo-se de parede a parede no corredor, sua pele tornando-se azul, quase da cor do cabelo, a cauda fina e peluda escapando de suas calças. Antes que o próximo pudesse entrar, suas asas o levaram para dentro do banheiro, a porta batendo atrás de si. Por essas e outras era o anjo da humildade, e não bondade. Ainda assim não queria demorar-se quando haviam tantos outros querendo usar o banheiro, lavou-se rapidamente sem muitas enrolações e deixou o banheiro já vestido. Tinha visto a pessoa anterior sair só de toalha, mas de maneira alguma Barty se sentiria confortável em se expor assim.

Uma vez de volta no quarto, tentou ignorar o estômago que roncava, organizando seu laptop e mesa digitalizadora sobre a mesa e terminando de organizar o quarto. Colou uma foto dele e Lophi e outra dele e seus amigos logo ao lado da cama.
Fazia mais de um dia que não comia, seu estômago doía e as roupas sujas de suor estavam atiradas perto da porta - precisava comprar uma calça para exercícios, não tinha a menor intenção de estar lavando jeans todo dia. Provavelmente deveria sair e encontrar alguém que pudesse lhe informar o que fazer quanto aos dois problemas. E foi quando tentava lembrar onde tinha largado os sapatos que ouviu uma cacofonia desgraçada. Porque, em nome de tudo que é sagrado, alguém pensava que gritar num megafone era uma boa ideia? No entanto, o anúncio do sem noção era interessante, fazia décadas que não ia a uma festa do pijama, e mesmo que não fosse próximo de ninguém ali, só pelo que tinha visto até então - dois demônios fazendo em público e danças que mais pareciam uma competição de quem é mais sexy - esperava que fosse haver treta o suficiente para não ficar entediado.

Suas roupas não eram bem um pijama, os jeans desconfortáveis estavam longe de ideias, mas não era como se tivesse um pijama já que dormia só com uma blusa velha e cueca. Vasculhando seu guarda-roupa encontrou um shortinho, também jeans, mas curto o suficiente para não ser desconfortável. Mas também o short oferecia pouquíssima cobertura nas pernas, sendo até mais curto que suas cuecas. Acabou encontrando uma meia-calça rosa, era transparente, mas pelo menos era uma camada a mais de tecido entre sua pele e o mundo. Devidamente vestido na blusa larga de Lophi e as peças escolhidas, enfiou a pantufa rosa nos pés e desceu as escadas na direção da sala de estar.

O lugar tinha sido lindamente arrumado, e, a julgar pelo fato de que o gritão do megafone parecia ser humano, não era como se tivessem planejado isso de antemão, tornando a rapidez de organização ainda mais impressionante.
Quando seus olhos encontraram a mesa da comida, o estômago de Barty rugiu sonoramente, fazendo-o corar. Ele se aproximou da mesa, rindo do formato dos alimentos. Com certeza comeria algo em forma de p**** mais tarde, mas por ora precisava de algo com um pouco mais de substância. Pegando um pedaço de pão, preparou um grande sanduíche com alguns dos vegetais f@lic@s e um pedaço de frango assado. Na mesa de bebidas, pensou em começar a noite com um copo de Catuaba, mas uma garrafa vermelha com a escrita “Eu te amo” chamou sua atenção e acabou decidindo tomar esse. Antes de sentar, puxou um chocolate em formato de p**** da caixinha, para depois, e atirou-se numa pilha de almofadas, monopolizando várias delas.


─━━━━━━━━━━━━─

Última modificação feita por TheDreamer (10-10-2021, às 00h08)


https://i.postimg.cc/MHsrSd33/OC-Assinatura-Dreamer-e-Aishy.png

Offline

#102 10-10-2021, às 01h57

Guarda Sombra
AoiHikaru
Criadora de poções
AoiHikaru
...
Mensagens: 2 812

G I L B E R T   "G I B S"   F L A M M I A

https://media.discordapp.net/attachments/833136891636875294/887551460081012806/gibs2.png

━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━
19 ANOS | HUMANO | ELE/DELE | XP:16 | RARIDADE:N | GRIMM: 945 | ONDE:SALA DE ESTAR | COM:DREAMER | OUTFIT
━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━



------------------Não sou dizer com certeza, não estava assim tão claro ali com as luzinhas de led coloridas, mas a iluminação que vinha da “tela” fazia o rosado reparar que os ombros do loiro pareciam ganhar uma tonalidade avermelhada extras. E assim surgia uma pequena dúvida em sua mente, fazendo franzir minimamente as sobrancelhas por um mísero segundo: ele tinha corado ou era só algum reflexo de lampadinha? E nos ombros? Não pode deixar reparar, mesmo que ele tentasse cobrir, que era um detalhe que chamava sua atenção, assim como impossível seria não notar o peito liso - completamente liso - sem mamilos do outro. Pensando bem, não se lembrava de ter visto algum deles quando Aishy tirou a blusa anteriormente. Talvez fosse algo popular por ali? Não importava, o que importava era que achava a modificação bem s*xy, na verdade. Coisas incomuns faziam bem mais o seu estilo. Deu um sorrisinho conforte o pensamento rondou sua mente, mordendo o lábio inferior em conjunto.

------------------Só percebeu que talvez tivesse ficado secando Dreamer por tempo demais quando a voz do loiro lhe trouxe de volta para o mundo real. O risinho de canto só aumentou. Não tinha certeza ao que o loiro se referia, mas resolveu que brincaria um pouco. —Você também — disse como se pensasse alto e mordeu o lábio interior, com uma das mãos pondo uma das molduras da franja atrás da orelha. E não mentia, a - falta de - pijama do loiro dava ainda mais vontade de pular nele do que já tinha. —Por falar em quarto, a sua ombreira acabou ficando comigo, deixei no meu quarto, se quiser ir pegar depois... — lembrou-se do acessório, falando naturalmente, mas com uma pontinha de malícia, livre para interpretações. Gibs estava meio cansado de ficar em pé, indo sentar-se do lado do loiro com os joelhos dobrados, um dos braços descansando sobre eles.

------------------Gibs não conseguiu prender o riso com a réplica do loiro sobre o filme, dando uma boa risada. Tinha que admitir, aquele era um mal filme para se lembrar de alguém. —Não, esse não — disse ao parar de rir. —Esse eu escolhi pra trollar, é muito engraçado, rola até uma cara de b*nda — comentava risonho, até parar subitamente. —Eu não quero dar spoiler — concluiu, olhando para a tela. —Confia, eu guardei o melhor para o final — piscou um dos olhos para o loiro, sorrindo faceiro. Tomou mais um gole da bebida, desviando para o copo de só-deus-sabe-o-que-tem-ali.

------------------Quanto à pergunta da dança, um sorrisinho travesso voltava a surgir nos lábios do rosado, que prendia o inferior deles entre os dentes. Lembrava-se do loiro dançando na barra, e estava prestes a comentar quando ele incluiu uma explicação que desarmava sua futura tentativa de flerte. —Sabe que eu até preferi ter só que dançar? — disse com um ar de riso. —Eu que não queria ter que me estapear com o povo daqui de baixo, nem com os anjos, na verdade — balançava a cabeça em negativa, mas soava brincalhão. —Acho que eu nem ia tancar, ainda mais sem nenhuma granada de bolso — comentou pensativo, tomando mais um gole. —Ficaram todas no quarto — contou natural. —Quem sabe, numa próxima, a gente não fica no mesmo grupo? — sugeriu, voltando um sorriso para o outro. Não era a única batalha de dança que teriam, era? —Você é muito bom na barra, podia me ensinar — dizia em tom manso, sem desviar a atenção do loiro. Sua mão escorregou do joelho para a ponta do rabo de cavalo, entrelaçando o cabelo entre os dígitos. —Eu nem vi quem 'tava no seu grupo— comentou, ganhando um tom de flerte —só consegui olhar pra você — deu um risinho soprado.

Última modificação feita por AoiHikaru (11-10-2021, às 07h57)


https://64.media.tumblr.com/71576a8a88188719bf2d921b4e9176d1/c26dd144d98be64d-97/s1280x1920/b183e89255d04e16fb4e33a8e72d25582a92543c.gifv

Offline

#103 10-10-2021, às 02h49

Guarda Absinto
Lady0Midnight
Criadora de poções
Lady0Midnight
...
Mensagens: 2 591

——————————    N  I  C  H  O  L  A  S    N  A  V  I  N    ——————————
https://cdn.discordapp.com/attachments/804899528725495808/887932564407455816/nicholas.png
HUMANO - 1,81CM - 21 ANOS - RARIDADE: N - EXP: 19 - GRIMM: 920
————————————————————
Local: Auditório > Quarto > Sala de Estar
Interagindo com: Anurá (@TheDreamer) & Vaaro (@AoiHikaru) > Anurá (@TheDreamer)
————————————————————


—————————— A reação mau-humorada do Pilar do Orgulho tinha sido no mínimo divertida para Nicholas, pelo jeito sua intenção de o alfinetar havia funcionado. Acabaram por não tardar a começar a dança, Nicholas se esforçou o máximo possível para que tirassem uma boa pontuação, o que acabou o cansando um pouco ao final. Anurá parecia um pouco atrapalhado mas admirava que ao menos o rapaz estava tentando, e Vaaro… bem, ele foi bem melhor do que estava esperando. Sendo sincero, realmente não tinha fé alguma que o demônio conseguiria lidar com a dor que aparentemente sentia e o impedia de andar mais naturalmente antes, mas foi surpreendido.  Acabaram por tirar uma ótima pontuação, o que o deixava bem satisfeito mesmo não sendo a nota máxima. Ia responder à Anurá para que ele não se preocupasse, mas, surpreendentemente Vaaro é quem tinha tomado a iniciativa, do seu jeito, mas foi.  Acabou por apenas rir baixo, queria o provocar outra vez, mas ficaria quieto por enquanto. Quando foram liberados se despediu calmamente deles e foi diretamente para o seu quarto.

—————————— Ao chegar em seus aposentos, a primeira coisa que Nicholas fez foi jogar-se na cama que era incrivelmente macia. Deveria ter ao menos se alongado ou aquecido antes de ter feito aquela dança toda, agora sentia suas costas latejarem um pouco. Com o rosto enfiado no travesseiro, suspirou pesadamente, quase como se seu corpo tivesse desligado completamente. Entretanto, quanto mais continuava naquela posição de bruços, mais parecia que a dor apertava. —— Preciso de um banho… —— resmungou, virando o rosto na direção de suas coisas, a bochecha que estava no travesseiro completamente amassada. Tinha ainda que arrumar tudo aquilo depois… que merda, ein. Querendo desviar a atenção do seu futuro trabalho, finalmente teve coragem para poder levantar e ir ao banheiro ter seu momento de paz.

—————————— Mas que droga. O único lado ruim que encontrou naquele lugar até agora, era o bendito banheiro compartilhado. Pareceu uma eternidade até que chegasse a sua vez, e apenas por pirraça, como uma criança mimada, Nicholas não fez questão alguma de não demorar naquele banheiro também. Enquanto descansava na banheira, parecia que todo o peso de seu corpo ia embora, especialmente após mergulhar a cabeça lá dentro. Queria poder entrar em uma piscina agora, e como não podia, apenas colocar a cabeça ali já ajudaria provavelmente. Saiu de lá apenas com uma toalha enrolada na cintura, sentindo as gotas de água escorrerem de seu cabelo pelas suas costas e ombros, molhando o caminho até seu quarto sem que percebesse. Quando voltou, secou seus cabelos como pôde, vestiu apenas uma boxer e voltou a tacar-se na cama. Era hora de ao menos tirar um cochilo.

—————————— Acabou acordando um pouco assustado com um anúncio em um tipo de auto-falante (?) de uma tal festa do pijama que iria acontecer. Não era algo que estava esperando, mas também não era má ideia aparecer para conhecer melhor seus novos colegas. Antes de levantar-se é que percebeu o estado largado que estava: se encontrava de bruços outra vez, um braço passava por baixo de sua barriga e o outro pousava em cima de sua cabeça, as pernas estavam arreganhadas uma até mesmo caia um pouco para fora da cama enquanto a outra se encontrava torta. Como é que ficou assim? Enfim, depois de se desentortar, passou as mãos pelos cabelos para que eles não ficassem completamente bagunçados como estavam. Para poder sair queria ir como realmente dormia, apenas de roupa íntima, mas é claro que não faria isso assim em uma festa, então vestiu uma camisa cropped branca que era larga o suficiente para que lhe caísse pelos ombros e curta o suficiente para que sentisse que tinha menos roupa, e uma calça de moletom preta.

—————————— Saiu tranquilamente e despreocupado, seus planos eram ir diretamente para o local da festa, entretanto algo o chamou a atenção um pouco antes. uma figura familiar ia para o lado oposto, descendo as escadas. Um sorriso divertido de canto se fez em seus lábios, e silenciosamente se pôs a segui-lo. Não sabia se ele havia o percebido ou não, mas quando terminou de descer os degraus, Nicholas se aproximou mais, abaixando rapidamente o rosto por trás de Anurá à altura de sua orelha. —— Olá. —— disse baixo, antes de se levantar e rir brevemente. —— Onde está indo? A festa é para o outro lado. —— enquanto falava se colocou ao lado do menor. —— Não tem curiosidade para conhecer o resto da galera? —— sorriu calmamente, colocando as mãos nos bolsos da calça.

Última modificação feita por Lady0Midnight (10-10-2021, às 02h55)


https://cdn.discordapp.com/attachments/804899417684967496/818391699109576734/undy_ass.jpg

Offline

#104 10-10-2021, às 03h24

Guarda Sombra
AoiHikaru
Criadora de poções
AoiHikaru
...
Mensagens: 2 812

M A L L O R Y   D E S D E M O N A

https://media.discordapp.net/attachments/833136891636875294/889296499593334844/mell3.png

━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━
IDADE DESCONHECIDA | CAVALEIRO DA PESTE | ELE/DELE | XP:0 | RARIDADE:N | GRIMM: 925 | ONDE:SALA DE ESTAR | COM:ISABELA(pelo DDD) e KIESH | OUTFIT(novo)
━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━


------------------Mallory estava meio tristinho desde que se despedira de Isabela. Ainda achava que era culpa da sua falta de jeito ao tentar copiar o Cavaleiro da Morte na barra o fato de seu grupo ter perdido. Devia ter seguido o conselho da humana e não enchido o r*go de bebida gelada com miojo quente, o choque térmico com certeza havia atrapalhado sua performance. Sem contar a torção no pulso ao tentar girar na barra feito o irmão mais velho. Realmente, não tinha como comparar a habilidade notável de Morte à sua. Entretanto, fez o seu melhor para acompanhar a sensualidade dos passos, apenas evitando os mais avançados. Mas, mesmo com seu esforço, o grupo perdeu.

------------------Não estava se sentindo muito bem após o término das apresentações. Tanto esforço parecia ter feito sua asma atacar, sua respiração estava ofegante demais para o seu gosto. E ainda tinha o bendito jeito no pulso, aquilo podia ser uma fratura interna que se não tratada, ia fazer seu braço cair. Ainda precisava muito daquele braço para arriscar! Antes de seguir para o dormitório, resolveu passar na enfermaria. E como esperado, o enfermeiro dissera que não havia nada de errado com o Cavaleiro da Peste. Nada de fraturas, apenas um mal jeito que nem chegava a ser uma torção, e nada de asma atacando também. Ele tivera a audácia de dizer que Mallory nem mesmo tinha asma! E ainda disse que o Cavaleiro sabia muito bem disso, sabia nada! Não levando muita fé na avaliação do profissional, mas aceitando os compridos para dor e uma tala no pulso, Mallory se deu por vencido e retornou à Casa das Lamentações.

------------------Ao menos, por chegar atrasado, não havia mais uma fila tão grande, e pôde tomar logo seu banho e voltar para o quarto. Se enfiou num pijama bem folgado e confortável, um longo haori e uma calça bem largona, ambos azuis com estampas de pássaros, e uma camiseta de seda preta. Calçou suas pantufas brancas e estava pronto para ir para a cama, dormir seu tão merecido soninho quando um estrondo no corredor fez seu coração pular tanto que Mallory achou estar tendo infarto agudo do miocárdio, antes de conseguir acalmar seu coração, só então percebendo que era o convite para uma festa, as palavras demoraram a ganhar forma em sua mente. Mas, até que não era uma má ideia! Estava mesmo precisando relaxar, e já estava pronto para a ocasião. Resolveu antes mandar uma mensagem para Isabela, de quem tinha pego o contato no DDD anteriormente, dizendo: ”Hey, Isa, vai conferir qual é a dessa festa do pijama?”.

------------------Peste desceu as escadas, já se encantando com as luzinhas. Passou pela mesa de comidas, vendo que tinha bastante coisa, assim ninguém teria uma hipoglicemia ali. E caminhando sem rumo, seu olhar caiu sobre uma criatura apagada. Oh, não, havia falado cedo demais! Já tinha um desmaiado, ou pior. Engoliu seco. Aquele rapaz não parecia bem e...não! Era o demônio da máquina de refrigerante! A memória de estar entre ele e a parede no corredor veio como um filme em sua mente, fazendo suas bochechas queimarem vermelhas. Mallory tambou a poca. Seu coração estava tão ansioso que o medo do infarto agudo do miocárdio voltava com força. Mas, o rapaz precisava de ajuda! Vai que ainda não estava morto? Se aproximando com cuidado, Mallory pegou um dos braços dele, sentindo o pulso. Era como se um milhão de quilos fossem tirados de seus ombros ao ver que ele tinha pulso. Suspirou aliviado, fechando os olhos enquanto o ar deixava seus pulmões. —Ainda bem — murmurou. Só faltava ver se ele estava desmaiado, em coma, qualquer coisa assim. —Ei, moço, tá vivo ou não? — perguntou, cutucando o braço dele.


https://64.media.tumblr.com/71576a8a88188719bf2d921b4e9176d1/c26dd144d98be64d-97/s1280x1920/b183e89255d04e16fb4e33a8e72d25582a92543c.gifv

Offline

#105 10-10-2021, às 05h21

Guarda Sombra
CocoNut
Recruta
CocoNut
...
Mensagens: 39

https://i.postimg.cc/dQ5dJc9m/Vil-divis-ria-MENOR.png
https://i.postimg.cc/Rhpndw0b/CARTEIRINHA-TEMPLATE-VIL.png
https://i.postimg.cc/dQ5dJc9m/Vil-divis-ria-MENOR.png
✦ I N T E R A G I N D O ✦ Kaiten (@Lady0Midnight)

✦ L O C A L I Z A Ç Ã O ✦ Quarto
https://i.postimg.cc/dQ5dJc9m/Vil-divis-ria-MENOR.png
————————————————————————————
Cavaleiro da Guerra ✦ 1,83CM - RARIDADE: N ✦ EXP: 0 ✦ GRIMM: 1K
————————————————————————————


Rose não gostava de perder, para ser completamente honesto, odiava! Obviamente não culpava seus colegas cavaleiros, não havia ninguém para culpar além de si mesmo, sua falta de atenção era a verdadeira culpada por sua apresentação decadente. Normalmente, aquilo seria o suficiente para deixar Guerra irritado e frustrado pelo resto da semana, ou pelo menos até conseguir uma vitória para compensar sua derrota de hoje, porém, o loiro tinha outras preocupações agora, “Kaiten...” Só de pensar em sua raposinha adorável, o cavaleiro conseguia sentir um sorriso em seus lábios formando, teria aquele homem capturado seu coração com aquela apresentação adorável de timidez e cortejos no ônibus aquela tarde? Mordeu o lábio só de pensar nas palavras doces e carinhosas dele.

Se despediu de seus irmãos com um beijo no rosto de cada um, depois de ver a vitória excitante de Kaiten, Rose sabia exatamente o que fazer, precisava recompensa-lo e ao mesmo tempo, receber um “consolo” por sua derrota, todas as peças do quebra-cabeça estavam girando em sua mente, planejando a noite perfeita para agradar seu convidado e a si mesmo no processo. Rose praticamente foi saltitando até seus aposentos, era um pouco triste morar tão longe do rapaz, se seus quartos fossem próximos, iria poder surpreende-lo de madrugada ou de manhã, sem correr o risco de acordar os outros estudantes.

Retirou suas vezes assim que entrou no quarto, tinha que começar os preparativos imediatamente. Primeiro, acendeu algumas velas aromatizantes, seu quarto sempre cheirava assim como seu corpo, docemente com uma pitada de luxo, as velas eram apenas um bônus, além de deixarem o clima mais romântico para os dois quando a hora chegar, se despiu por completo, sem deixar de admirar seu corpo nos grandes espelhos antes de colocar um roupão de banho e se dirigir ao banheiro, Rose sentia falta da suíte, mas por sorte, Sr.Diavolo foi cuidadoso o suficiente para deixar o banheiro próximo os quartos.

Assim que voltou, (...) , hidratou sua pele com os cremes especiais que deixavam aquele cheiro doce em seu corpo. Kaiten havia mencionado que tinha gostado do perfume que tinha usado mais cedo, então fez questão de usar novamente, dessa vez borrifando em “partes especiais”, obviamente sem exagero, não queria machucar o nariz sensível dele . Se cobriu com uma camisola rosé, feita com bordados a mãos de ouro em formato de Rosas, um presente de aniversário que recebeu de uma famosa tecelã a muitos anos atrás, (...) . Se deitou na cama, posando para o espelho e rindo consigo mesmo, como algo poderia ser tão perfeito assim? Estava tão ansioso que praticamente começou a se tocar ali mesmo.

Até que uma batida gentil em sua porta o tirou de seu transe, rapidamente saiu da cama, meio sem jeito pelo desespero, de uma última olhada no espelho —— Tudo perfeito? Okay! —— Mexeu no cabelo, se certificando de que todos os fios estavam em seu devido lugar, até se dirigir a porta, com uma expressão inocentemente doce, abriu devagar, deixando seus olhos se maravilharem com aquela visão, Kaiten estava mais gostoso do que antes, e olha que nem mesmo Rose acreditava que isso era possível, não pensou duas vezes antes de abraçá-lo, deitando seu rosto naquele peitoral exposto —— Você veio Kaiten~ —— Sua voz era genuinamente feliz, estava contente que a raposa realmente tinha vindo.

—— Venha, entre! Estive te esperando —— O levou para dentro de seu quarto, o guiando pela mão e o fazendo se sentar em sua cama, dando tapinhas no lugar ao seu lado para o incentivar a sentar mais perto, não deixando de sutilmente posar para ele —— Você foi incrível hoje! —— Exclamou batendo palminhas gentis —— Queria ter te mostrado uma vitória também —— Comentou tristonho, abaixando sua cabeça levemente, com a intenção de deixar Kaiten ver sua fragilidade.


https://i.postimg.cc/13yQbvnw/dirrrrk.png
"The prince is awake "

Offline

#106 10-10-2021, às 17h13

Guarda Absinto
NaomiiChaan
Venceu um Black Dog
NaomiiChaan
...
Mensagens: 797

https://64.media.tumblr.com/d3a744181e226fd70ff24b6bffbf9947/3014caa65d55a9ca-37/s500x750/ddb9303c2378e78ee5bc11fa6b3909431895683b.jpg

———————————————————————————————————

✦Pilar da Ganância - 1,78 cm - Raridade: N - EXP: 16 - Grimms: 925✦


✦Local: Sala de estar | Interagindo com: Sozinho > Mallory✦

———————————————————————————————————


                               “Kiesh...Kiesh!” Uma voz o chamava em um exuberante tom feliz. Uma voz que sempre aparecia pelo menos uma vez ao mês em seus sonhos, praticamente nunca faltava. Kiesh inicialmente — há mais ou menos 2000 anos atrás —se sentia muito mais abalado ao acordar, afinal, aquele tom feliz sempre lhe trazia questionamentos tristes, mas agora...era só algo rotineiro. A única coisa que poderia fazer em relação a isso, era apenas entender que tudo não se passava de um sonho e então seguia com seu dia normalmente evitando pensar demais. Mas...tinha algo estranho dessa vez. Geralmente esses sonhos se resumiam em apenas sons e nada mais, nem imagens, nem sensações. Entretanto, passou a sentir um toque quente envolvendo seu pulso, puxando-o mas logo largando, alguns segundos depois, pequenas cutucadas em seu braço se fizeram presentes. O sonho passou a ganhar uma cor azul clara, uma cor limpa e com...cheiro de álcool em gel? Por que sentia cheiro de álcool em gel em sua mente? Bom, ele na verdade não sabia que estava sonhando, então não tinha noção que tudo aquilo se passava em sua mente, naquele momento ele pensava estar vivendo a realidade. ”Kiesh?”. Ouviu uma última vez antes de, ainda dormindo, agarrar a mão que lhe tocava e puxá-la para perto de si, despertando aos poucos e sentindo uma presença deitada ao seu lado.

                               Ao abrir levemente os olhos, os mesmos se arregalaram um pouco ao ver que seu rosto estava grudado com o de outra pessoa. A ponta de seus narizes se tocavam e, apenas curtos centímetros separavam seus lábios vermelhos dos do outro. —...hum? —Murmurou sem quebrar aquela distância e, ainda sonolento, tentou desvendar quem era aquele que havia o abraçado tão de repente. Suas respirações quentes mesclavam-se em uma só enquanto Kiesh ainda observava o homem tão de pertinho. Aquele cabelo castanho que fazia par com suas orbes, aparência levemente abatida, ataduras aleatoriamente espalhadas por seu corpo esguio e aquele cheiro de...álcool. Espera! Cheiro de álcool e ataduras? —...o monitor da máquina? —Pensou alto em um sussurro e piscou os olhos duas vezes, tentando comprovar se sua teoria estava correta. Ao reparar um pouco mais —seria muito mais fácil fazer isso se ele desgrudasse seu rosto do outro, mas aquela troca de calor o confortava—, chegou a conclusão de que estava certo! Era ele mesmo! Um sorriso alegre se formou em seus lábios, seus olhos agora devidamente abertos. —AH! Mellorine!Disse animado e se livrou daquele espaço minúsculo que separava seus lábios. Deu um rápido selinho de cumprimento no outro e afastou um pouco seu rosto, podendo enxergá-lo melhor. —Que surpresa! Não te vejo desde aquele dia! Por onde esteve andando?? —Perguntou interessado sem nem se importar com o que havia feito. Para o moreno, um simples selinho não era nada mais que um cumprimento, era algo normal e sem segundas intenções, não se encaixava como um beijo, afinal, não tinha língua! Para ele era o mesmo que um beijo na bochecha ou um abraço.

                               Após alguns segundos, reparou que a música já tocava. Espiou por cima dos ombros de Mallory —que o “prendia” rente ao encosto do sofá— e reparou que já haviam algumas pessoas no local. —Oh, a festa já começou? Devo ter dormido um pouco mais que o esperado..—Disse para si mesmo, sorrindo ao observar a decoração que havia feito.—E ai Mally, gostou da decoração? Sem querer me gabar, mas já me gabando, fui eu que fiz! Ficou ótima, né? —Perguntou em um tom orgulhoso voltando sua atenção à Peste novamente. Dando um pequeno bocejo deslizou seu corpo para baixo, deixando seus pés levemente para fora do sofá e se aproximando ainda mais do outro. Escorou sua cabeça delicadamente no peito alheio, se aninhando e fechando novamente os olhos. — Você se importa se eu ficar aqui um pouco? Prometo que depois te libero para curtir a festa, você é tão quentinho que me faz querer dormir um pouco mais...—Riu baixinho e levou suas mãos fechadas até mais ou menos a altura do seu rosto/pescoço, encostando-as no peito de Mallory. —Ah e...melhor não sair abraçando aleatoriamente as pessoas enquanto elas dormem Mally...você deu sorte que eu gosto de você, caso contrário eu provavelmente teria te dado um soco...—Disse com um pequeno sorrisinho nos lábios.


https://66.media.tumblr.com/f791e67f0a691bd651432c7062fd0293/69282379315160ca-b8/s1280x1920/1f7a8b7414c495f0325187913cf82e3aba2a68ba.gifv

Offline

#107 11-10-2021, às 03h05

Guarda Absinto
Lady0Midnight
Criadora de poções
Lady0Midnight
...
Mensagens: 2 591

——————————    K  A  I  T  E  N    ——————————
https://cdn.discordapp.com/attachments/804899528725495808/887894787045335060/kaiten.png
DÊMONIO - PILAR DA GULA - 1,90CM - RARIDADE: N - EXP: 8 - GRIMM: 815
————————————————————
Local: Quarto do Rose
Interagindo com:  Rose (@Coconut)
————————————————————


—————————— Quase sentia que seu coração pularia para fora nos poucos segundos que ficou ali esperando a porta se abrir. Sua voz tinha saído tranquila ao chamar pelo Cavaleiro, no entanto apenas ele sabia que estava realmente ansioso por aquele momento, apenas não entendia exatamente o motivo por aquilo. Quando finalmente ouvia o barulho da porta se abrir, suas orelhas levantaram-se em alerta como resposta mas ao ver a figura esbelta e elegante à sua frente, elas logo relaxaram. Rose estava impecável, e tudo que conseguia ver era seu doce sorriso radiante que encantava os olhos de Kaiten, que sorria de volta, e acabou sendo surpreendido por um abraço. —— Claro, como eu negaria um pedido seu? —— disse rindo baixo, envolvendo de forma suave seus braços em volta de Rose para devolver o abraço, e beijando com cautela e leveza os fios dourados do Cavaleiro, para que não os bagunçasse.

——————————Estava quase querendo ficar eternamente no conforto daquele contato, mas ser convidado para entrar e ter o abraço desvencilhado o fizera voltar à realidade. —— Com licença… —— sussurrou antes que entrasse. Só então, enquanto era guiado pela mão por Rose, é que percebeu com mais calma o restante dos detalhes da vestimenta que este usava. Estava tão distraído encantado com o sorriso anteriormente que o que estava diante de seus olhos foi uma surpresa gigantesca. (...) Mas, Rose estava agindo de forma tão gentil até então, que por hora tentou não focar em seus desejos, apenas no que lhe era dito enquanto sentava-se onde estava sendo indicado. —— O-Oh, obrigado… —— respondeu sem jeito ao elogio, claramente ainda perdido sobre onde deixaria seu olhar, era difícil se manter atento após reparar.

——————————Entretanto, seu foco veio ao notar um ar entristecido em Rose. No mesmo instante sentiu seu coração apertar em preocupação, não queria vê-lo daquela forma. Com calma, levou os dedos até o queixo do Cavaleiro, o fazendo levantar um pouco o rosto, a outra mão se guiou até uma das mãos do outro e a apertou minimamente. —— Ei, não fique assim. Eu… confesso que acabei não resistindo em olhar ao menos um pouquinho para você durante a dança. Você estava indo muito bem, com certeza muito melhor do que eu. —— sorriu sincero, já sentindo as bochechas voltando ao seu tom natural, enquanto se aproximava ainda um pouco mais. —— Não… fique preocupado com isso. Na próxima você vai vencer, tenho certeza! Por hora poderia voltar com o seu belo sorriso para mim, não? —— os dedos que pousavam no queixo de Rose logo deslizavam carinhosamente por uma de suas bochechas, ainda mantendo um sorriso gentil. Sorriso que aos poucos fora se desfazendo quando seus olhos caíram sobre os lábios a sua frente, pareciam tão macios, e a tonalidade fazia ser ainda mais tentador. Com aquela proximidade também era ainda mais fácil para que conseguisse sentir o cheiro do perfume de Rose, que o fazia ter a sensação de apenas o deixar ainda mais inebriado naquele contato visual. Quando percebeu que estava encarando demais, desviou o pouco o olhar, voltando a sentir o rosto ferver. —— Desculpe, é que… você está ainda mais encantador agora. —— tentou se explicar, parando com o carinho no rosto de Rose, embora ainda segurasse mão dele.


https://cdn.discordapp.com/attachments/804899417684967496/818391699109576734/undy_ass.jpg

Offline

#108 11-10-2021, às 03h12

Guarda Sombra
TheDreamer
Dançarina de fogo
TheDreamer
...
Mensagens: 6 992

https://i.postimg.cc/x8vYpKRq/RPG-Vinny.png

"I'm the kind of guy that girls don't like, I'm the kind that boys fantasize
I'm the kind that your momma and your daddy were afraid you'd turn out to be like"


•————•

Local: Sala de Estar | Com: Nicholas

| Pijama

•••••••••••••••••••••••

Os olhos de Vincent abriram para a porta do caixão. Mesmo através da grossa madeira ele podia ouvir o barulho de algum @ssh@le falando na dr@g@ de um microfone. O que diabos estava havendo ali? Ele empurrou a tampa para ouvir melhor, fazendo-a tombar pesadamente no chão. A voz não parecia com nenhum dos residentes da Casa das Lamentações, então como… Aishy! A lembrança estalou em sua mente, será que a criatura tinha trazido algum demente pra passar a noite no dormitório de novo?

Num profundo mau humor, ele levantou da cama, pegando seu celular para ver qual era a nova no inferno. A primeira postagem que apareceu em seu Devilgram era do Cavaleiro da Morte. Novatos? Que novatos?, comentou. Havia outro comentário, de alguém que ele nunca tinha visto. O que eu perdi?, adicionou.

Havia uma chamada perdida, mas clicando para ver o que era, percebeu que, na verdade, o número era bem maior, os zeros tinham ficado cortados no display da tela inicial, ao invés de uma, eram cem chamadas perdidas de Diavolo. Seu cenho se franziu, era melhor sair dali e descobrir o que se passava.

Calçou as pantufas de couro e saiu perambulando pelo corredor, reparando que alguns quartos antes vagos agora tinham barulho lá dentro. P@rr@, por quanto tempo tinha dormido? Descendo as escadas se deparou com uma cena que classificaria como digna de um drama que alguma menina tinha arrastado ele pro cinema pra ver. “Na verdade não”, respondeu rudemente o moreno da trança, ele virou as costas para o outro e foi andando em direção a saída.

Vinny não era a pessoa para julgar rudeza, mas julgava, sim, dar as costas para um bonitão daqueles. Antes que o rapaz pudesse fazer qualquer coisa, o Cavaleiro da Fome abraçou-o por trás dizendo, “Se ele não quer quero eu!”. Colocou-se do lado do rapaz, piscando pra ele, “Eu não sei o que que tá ‘contecendo, mas se precisar  te faço companhia, gostoso.”

Havia música logo ali perto e olhando do lado da escada, Vinny viu a sala de estar transformada num show de luzes. “Uou! O que eu perdi?”, repetiu a pergunta que tinha feito no Devilgram.


•••••••••••••••••••••••

Última modificação feita por TheDreamer (11-10-2021, às 03h17)


https://i.postimg.cc/MHsrSd33/OC-Assinatura-Dreamer-e-Aishy.png

Offline

#109 11-10-2021, às 04h35

Guarda Absinto
Lady0Midnight
Criadora de poções
Lady0Midnight
...
Mensagens: 2 591

——————————    N  I  C  H  O  L  A  S    N  A  V  I  N    ——————————
https://cdn.discordapp.com/attachments/804899528725495808/887932564407455816/nicholas.png
HUMANO - 1,81CM - 21 ANOS - RARIDADE: N - EXP: 19 - GRIMM: 920
————————————————————
Local: Sala de Estar
Interagindo com: Anurá (@TheDreamer) > Vinny (@The Dreamer)
————————————————————


—————————— Já havia sentido que Anurá era um pouco mais sério do que o restante dos outros que cruzou por ali naquele primeiro encontro quando foram dançar, mas ainda esperava conseguir ajudar o rapaz a se soltar, ao menos consigo. Queria poder ver um lado mais descontraído do menor, entretanto, a resposta que tivera seguida da atitude de lhe dar as costas fez com que pensasse que aquilo seria bem mais difícil do que pensou inicialmente. Suspirou pesadamente por pouco tempo, passando uma das mãos pelo cabelo enquanto o via se afastar. Estava pronto para dizer algo como ‘’se precisar de alguma coisa sabe onde me encontrar’’, quando sentiu dois braços envolverem-no de surpresa, o que fez com que abrisse os seus um pouco com o susto.

——————————Por alguns instantes apenas conseguiu manter um olhar atônito ao rapaz que havia surgido do além grudando em si, mas logo um sorriso divertido se fazia de canto em seu rosto conforme o ouvia, e via se colocar ao seu lado. —— Obrigado, acho que vou precisar depois de ter levado esse soco no meu coração. —— disse em um tom levemente sofrido, mas sua feição demonstrava facilmente que não estava realmente chateado com aquilo. Como iria conseguir se manter sério também após ser chamado de ‘’gostoso’’ na cara dura?  —— Sua companhia é muito bem vinda. —— piscou de volta para o menor de forma descontraída. Suas sobrancelhas subiram em surpresa outra vez quando o outro mostrou estar por fora do que acontecia na Casa das Lamentações. —— Pelo que entendi, estão fazendo uma festa do pijama 'pra geral. Vai ser bom para todo mundo se conhecer. —— explicou voltando as mãos nos bolsos da calça. —— Eu estava indo para lá antes de ter sido dispensado aqui agora a pouco. —— riu nasalado, até uma expressão de quem havia tido uma ideia surgir em sua face. —— Quer vir comigo? Ah, bem, você disse que me faria companhia então deve estar tudo bem. —— pegou na mão do rapaz enquanto sorria de canto, e saiu andando o guiando até que chegassem ao cômodo onde tudo acontecia, que era ali ao lado de onde eles já estavam mesmo.

——————————Quando finalmente pôde ver com mais clareza a decoração do lugar, soltou um assobio, estava tudo ainda melhor do que esperava quando aquela festa havia sido anunciada. Não imaginava que seria tudo tão bem elaborado daquela forma! —— Oh… —— sua seriedade apenas se quebrou completamente quando a atenção caiu sobre a mesa de comes e bebes. Tudo era tão… demais, que sua mente infantil não conseguiu se manter sã, o fazendo levar uma mão até a boca para conter uma risada que queria sair. —— Isso eu não esperava mesmo.—— comentou baixo. Quando finalmente se conformou, é que parou para prestar atenção de que realmente tudo ali parecia bem gostoso na verdade. —— Ei, moço bonito que não sei o nome ainda. —— chamou pelo rapaz que estava consigo. —— Sabe se isso aqui é bom? —— perguntou realmente curioso, pegando um mochi de pêssego, nunca havia comido algo do tipo então achou que seria bom experimentar aquilo antes de ir diretamente ao que sabia que gostava. Ter dormido tanto o deixou com fome outra vez!


https://cdn.discordapp.com/attachments/804899417684967496/818391699109576734/undy_ass.jpg

Offline

#110 11-10-2021, às 04h47

Guarda Sombra
TheDreamer
Dançarina de fogo
TheDreamer
...
Mensagens: 6 992

https://i.postimg.cc/cLGhxsDH/RPG-Dreamer.png

"I'm looking down every alley
I'm makin' those desperate calls
I'm staying up all night hoping
Hittin' my head against the wall"


[♥][♦][♣][♠]

Local: Sala de Estar| Com: Gibs (@AoiHikaru)

| Pijama

━━━━━━▣ʚĭɞ▣━━━━━━

Suas bochechas coraram ainda mais, seu coração dando um pulo quando o percebeu que Gibs tinha entendido exatamente o que ele queria dizer. Ele evitava o olhar dele, concentrando-se numa almofada próxima, mas quando o rosado falou sobre ir ao seu quarto, Dreamer ergueu a cabeça para olhar nos olhos dele, esperando encontrar ali uma explicação para o que aquilo significava. Mas não adiantava, não era bom em ler as pessoas. “Oh, obrigado”, tinha esquecido completamente do acessório na confusão do momento, “eu vou ir lá pegar depois, então”, disse, levemente incerto. Uma risada lhe escapou lembrando-se de algo que Gibs disse no ônibus, “Mas você ainda tem um quarto? Achei que já teria explodido quando chegasse lá”.

“Que pena, acho que teria sido divertido lutar com você”, sua mente se perdeu em pensamentos por um momento, “Ou não…”, pensou alto, “eu perderia em dois segundos...”.
Ele observou Gibs brincar com os cabelos, se perguntando como ele ficaria com eles soltos, mas sua fala seguinte fez com que Dreamer adquirisse uma expressão sombria. Ele suspirou, era melhor desembuchar o que estava pensando de uma vez, não era? Suas mãos tremiam quando começou a falar, as palavras se atropelando, “Desculpa!... Eu… eu não sei se eu tenho que pedir desculpa por alguma coisa, eu nem sei pelo que eu tô pedindo desculpa.”, seus peito fervia mais a cada palavra, não queria dar uma de Mallory, mas sentia que ia desmaiar. “Desculpa se eu fiz alguma coisa que precise de desculap… e se não desculpa por… pedir desculpa”, deu uma pausa, “AIMEUDEUS! Você é lindo e eu sou idiota.”. Ele se abanava com a mão, que tremia visivelmente, sua respiração ofegante, “Acho que preciso de energético”.

Ele se levantou e pegou quatro latas de energético, não se incomodando em colocar o líquido num copo, abriu uma lata e bebeu tudo em um gole só. “Mallory, acho que tô morrendo, me salva”, gritou mentalmente, como se isso fosse adiantar de alguma coisa. Precisava de algo que o distraísse, mas as comidas de Aishy não ajudavam em nada na situação. Acabou pegando um copo de shot e enchendo de Coca-Cola Spicy, engoliu tudo de uma vez só, sua mente clareando instantaneamente, enquanto o interior de sua boca, nariz e olhos começava a queimar. Bem, pelo menos tinha funcionado! Ele mordeu uma banana congelada coberta de chocolate em uma tentativa de fazer a queimação parar, voltando a olhar para Gibs com uma cara de cachorro que caiu da mudança, envergonhado por sua súbita loucura.


━━━━━━▣▣━━━━━━

Última modificação feita por TheDreamer (11-10-2021, às 04h50)


https://i.postimg.cc/MHsrSd33/OC-Assinatura-Dreamer-e-Aishy.png

Offline

#111 11-10-2021, às 07h50

Guarda Sombra
AoiHikaru
Criadora de poções
AoiHikaru
...
Mensagens: 2 812

G I L B E R T   "G I B S"   F L A M M I A

https://media.discordapp.net/attachments/833136891636875294/887551460081012806/gibs2.png

━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━
19 ANOS | HUMANO | ELE/DELE | XP:16 | RARIDADE:N | GRIMM: 945 | ONDE:SALA DE ESTAR | COM:DREAMER | OUTFIT
━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━



------------------Balançou a cabeça como quem dizia "não por isso" pelo agradecimento. Só não sabia ao certo se Dreamer havia mordido a isca ou apenas não entendido suas más intenções. Ainda assim, não pôde deixar de sorrir travesso com a confirmação de que o loiro daria uma chegada em seu quarto. Mas, logo o risinho se tranaformou em uma gargalhada gostosa, Gibs não conseguiu segurar a risada com o comentário sobre seu quarto, lembrando-se de ter externado sua preocupação quanto à bagagem cuidadosa que levava quando conversava com o loiro no ônibus. —Claro, o cafofo ainda 'tá de pé — disse risonho, fazendo um joinha com o polegar. —Eu disse que sou profissional —  lançou uma piscadela, sorrindo confiante. —E o serviço de frete daqui não é dos piores, até — comentou, meio pensativo. —Parece até que sabiam o  que eu coloquei em cada caixa — estreitou minimamente os olhos, quase perguntando a Dreamer se liam mentes por ali, mas optou por não o fazer. Se liam, tinha um lendo a sua pergunta, não? Era quase um teste.

------------------O rosado achou engraçado tentar imaginar uma luta entre ele e o f*dendo Cavaleiro da Morte. Não era como se achasse que poderia ganhar dele numa treta, mas ouvir o loiro dizer que perderia a trocação colocava em sua face um sorrisinho convencido. —É que eu sou imbatível — disse estufando o peito, mas o tom era tao hilariante que nem Gibs conseguiu se levar a sério por muito tempo, antes de começar a rir. —Eu apostaria em você — admitiu, afundando a cara no copo de bebidas misturadas logo em seguida. Deveria ter pego mais bebida, a sua já estava praticamente no fim.

------------------Estava distraído com seu drink feito na moda ala c*r*lha quando a súbita explosão - figurativamente falando - do loiro lhe pegou de surpresa, fazendo sua face se virar para ele como se um ímã a tivesse puxado. —Ham? — escapou de seus lábios, o rosto repleto de dúvida. Mas pelo que diabos aquele menino estava se desculpando? Na concepção de Gibs, até ali, era o próprio rosado quem devia se desculpar por ter ficado o dia todo dando em cima do outro. As grandes gemas róseas piscavam várias vezes, tentando não só entender o porquê do pedido de desculpas, mas também, pensando no que responder. —Eu não tenho pelo quê te desculpar — falou sinceramente, a surpresa ainda estampada em seu rosto.

------------------E quando achava que não podia ficar ainda mais surpreso, o elogio inesperado veio como um baque. Seus olhos arregalaram e seus lábios entreabriram. No mesmo momento, sentiu as bochechas pinicarem quentes, enquanto ficavam intensamente vermelhas. Gibs não tinha nenhum problema de autoestima, muito pelo contrário, para estar tão surpreso com alguém lhe dizer que era lindo. Era a forma inesperada a causa. Começava a reparar que ficava vermelho ao ser pego de surpresa como tal. Um sorriso se fez em seus lábios, enquanto punha uma mecha de cabelo atrás da orelha, o que nunca funciona para segurar o penacho rebelde. —Eu sou, é? — era algo como uma pergunta retórica, soando faceiro. Mas não estava certo! Não achava que o loiro era um idiota, de jeito nenhum. E quando se virou novamente em sua direção, viu que as mãos dele tremiam enquanto se abanava. Por muito pouco resistiu ao impulso de segurá-las, poderia até ignorar o fato de que não gostava que tocassem as suas. Porém, antes que se decidisse, Dreamer já saia correndo para a mesa de bebidas.

[ . . . ]


https://64.media.tumblr.com/71576a8a88188719bf2d921b4e9176d1/c26dd144d98be64d-97/s1280x1920/b183e89255d04e16fb4e33a8e72d25582a92543c.gifv

Offline

#112 11-10-2021, às 07h55

Guarda Sombra
TheDreamer
Dançarina de fogo
TheDreamer
...
Mensagens: 6 992

https://i.postimg.cc/x8vYpKRq/RPG-Vinny.png

"I'm the kind of guy that girls don't like, I'm the kind that boys fantasize
I'm the kind that your momma and your daddy were afraid you'd turn out to be like"


•————•

Local: Sala de Estar | Com: Nicholas

| Pijama

•••••••••••••••••••••••

Enquanto o rapaz falava, Vinny se tocou que tinha se jogado nele sem pensar quem era, e agora reparava que, assim como o menino no Devilgram, nunca tinha visto ele antes. “Uma festa do pijama para todo mundo se conhecer?”, repetiu em tom de pergunta.  Finalmente, lhe ocorreu que Diavolo tinha mencionado um intercâmbio, só podia ser isso mas… “Que dia é hoje? Essas pessoas… Você é do grupo de intercâmbio?”, coçou a cabeça com um olhar um pouco desesperado, “Eu achei que fosse ser só semana que vem." Seguiu o rapaz misterioso com um sorrisinho safado, sua mão apertando a dele. Oh, bem, não iria reclamar do adiantamento misterioso se todos os novatos fossem atiradinhos assim.

A sala de estar estava repleta de rostos desconhecidos, a decoração estava ótima e a mesa repleta de… coisas que não eram sangue. (...) Ele observava o rapaz com curiosidade enquanto ele olhava as comidas, se perguntando qual dos formatos ele preferiria, até que ele falou chamando a atenção de Vinny, “Ah, meu nome é Vincent, mas pode me chamar de Vinny”, sorriu para ele, “E como devo te chamar, além de gostoso?”. Ele olhou para o alimento que o outro indicava, incerto, “Nunca comi isso”, dando uma batidinha de leve na lateral do próprio pescoço, disse, “Eu prefiro sangue”. Não era bem verdade, não era uma questão de preferência, comida simplesmente lhe passava pelo estômago e pela porta de saída como uma moeda sendo largada num cano, seu corpo não absorvia nenhum nutriente dali. Ele se aproximou do outro, os dedos roçando seu pescoço de leve, depois aproximou seu nariz, sentindo o cheiro peculiar de sangue humano, seu estômago roncou. Aproximando seus lábios da orelha do outro, quase beijando o lóbulo, uma mão atrás de seu pescoço enquanto a outra tocava gentilmente na cintura exposta, sussurrou, “Posso?”.


•••••••••••••••••••••••


https://i.postimg.cc/MHsrSd33/OC-Assinatura-Dreamer-e-Aishy.png

Offline

#113 11-10-2021, às 08h53

Guarda Sombra
CocoNut
Recruta
CocoNut
...
Mensagens: 39

https://i.postimg.cc/dQ5dJc9m/Vil-divis-ria-MENOR.png
https://i.postimg.cc/Rhpndw0b/CARTEIRINHA-TEMPLATE-VIL.png
https://i.postimg.cc/dQ5dJc9m/Vil-divis-ria-MENOR.png
✦ I N T E R A G I N D O ✦ Kaiten (@Lady0Midnight)

✦ L O C A L I Z A Ç Ã O ✦ Quarto
https://i.postimg.cc/dQ5dJc9m/Vil-divis-ria-MENOR.png
————————————————————————————
Cavaleiro da Guerra ✦ 1,83CM - RARIDADE: N ✦ EXP: 0 ✦ GRIMM: 1K
————————————————————————————


Era óbvio que estava chateado com a sua derrota, não era um bom sinal perder a primeira dança do ano letivo, contudo, Rose era velho e maduro demais para deixar aquilo comer seu bom humor e estragar seu dia. Tinha planejado passar uma noite incrível com Kaiten e jamais se perdoaria se deixasse algo bobo como aquilo acabar com seus planos. —— Jamais negaria? —— Riu maliciosamente com a resposta, sua raposinha era tão adorável e bem comportada —— Vai acabar me mimando demais Kaiten~ —— Brincou apertando gentilmente a mão dele enquanto o guiava para sua cama.

O loiro sentia o olhar do demônio em seu corpo, era impossível não notar, principalmente quando se era uma beldade como Rose, de início, acreditou que precisava se esforçar um pouco mais para conseguir a atenção mais adulta de Kaiten, já que o rapaz esbanjava uma inocência e ingenuidade que apesar de adoráveis e charmosas, conseguia ser um pouco frustrante quando se queria algo mais dele, lambeu seus lábios brilhosos, sentindo o doce sabor de seu brilho labial, estava ansioso para fazer Kaiten saboreá-lo também. Discretamente o cavaleiro se sentou na cama, de uma forma que fizesse as suas já mal fechadas vestes se abrissem um pouco mais, expondo sua pele pálida e perfumada para o demônio —— Não precisa agradecer, só estou dizendo a verdade —— Balançou a cabeça de forma positiva, ele havia sido divino em sua apresentação, seria uma loucura Rose não exclamar a excelência do rapaz.

Estava discretamente planejando abraçar os bíceps firmes dele novamente, mas foi pego desprevenido pela agilidade de Kaiten, seu queixo foi levantado gentilmente pela mão do mesmo, o fazendo encarar aquele rosto belíssimo, cheio de preocupação e carinho. Imediatamente, o coração do cavaleiro se acelerou, borboletas se formaram em seu estômago. Rose corava como um adolescente, aquelas palavras gentis e galantes, dignas de um livro romântico milenar —— Kaiten... —— Sussurrou o nome dele como se fosse um mantra, os olhos dele, tão doces, tão penetrantes, se Gula o desejasse ali mesmo, Guerra se entregaria por completo, seu corpo, seu coração, tudo, somente para aquele homem.

Era como se o tempo tivesse parado, assim que o albino desviou o olhar, Rose finalmente pode conseguir ter controle de suas emoções novamente —— Não... Não se desculpe —— Sua mão delicadamente guiou a dele até seu rosto novamente, entrelaçando seus dedos no caminho —— O seu toque ... Me conforta ... Não pare —— Pediu se aproximando, dessa vez, a ponta de seus narizes se acariciavam, sentindo a respiração de Kaiten bater em seus lábios, Rose sussurrou baixinho antes de deixar suas emoções o controlarem ——  Fica comigo —— Pediu antes de tomar a boca dele, num beijo delicado porém cheio de desejo, instintivamente, Rose colocou a mão no peitoral do rapaz, sentindo o coração dele bater rapidamente. Seu batom, manchava os lábios de Kaiten, mas Guerra não deixava isso impedi-lo de experimentar mais do sabor de sua raposinha, assim que suas bocas se separaram, o cavaleiro não se afastou, continuou com a proximidade esperando sua resposta.


https://i.postimg.cc/13yQbvnw/dirrrrk.png
"The prince is awake "

Offline

#114 12-10-2021, às 03h57

Guarda Sombra
AoiHikaru
Criadora de poções
AoiHikaru
...
Mensagens: 2 812

M A L L O R Y   D E S D E M O N A

https://media.discordapp.net/attachments/833136891636875294/889296499593334844/mell3.png

━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━
IDADE DESCONHECIDA | CAVALEIRO DA PESTE | ELE/DELE | XP:0 | RARIDADE:N | GRIMM: 925 | ONDE:SALA DE ESTAR | COM:ISABELA(pelo DDD) e KIESH + MENÇÃO A DREAMER, GIBS, ROSE E VINNY | OUTFIT
━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━


------------------Mallory estava já a tremer de ansiedade sobre o moreno quando seu DDD apitou. Era uma mensagem de Isa, que fazia o Cavaleiro da Peste respirar até mais aliviado com o recado simples. Isa era um anjinho, mesmo sendo humana, estava decidido. Rapidamente, deslizou o dígito sobre a tela, respondendo: ”Já tô aqui! Mas acho que achei um cara morto, o que eu faço??? SOS” guardou novamente o aparelho no bolso da calça folgadona. Mesmo após constatar que o sujeito ainda não estava morto, ainda não sabia o que fazer com ele. E se estivesse em coma? Olhou para o salão, pensando se pedia a ajuda dos irmãos mas Morte já estava muito ocupado com um um humano de cabelo rosa na mesa de comidas, fazendo com que desviasse o olhar à procura de Guerra, que nem ali não estava. Devia pedir a ajuda de Vinny? Mas, antes que pudesse fazer qualquer coisa a respeito, o moribundo já havia lhe puxado e prendido contra o peito firme, porém ainda macio, num abraço sonolento. Droga, ele era forte e confortável demais, seria difícil escapar quando não queria. Suas bochechas ganharam vários tons avermelhados, como se tivesse contraído rubéola, pela proximidade de seus rostos. A memória do dia que encontrou o demônio no corredor se tornava ainda mais vívida, o aperto da parede era praticamente reencenado no sofá. Mas, mas...ainda mais! Estava com corpos colados! Seu coração batia tão rápido, a taquicardia fazia com que Mallory hiperventilasse, as respirações quentes unidas.

------------------Como se ainda houvesse um espaço possível para corar no rosto do monitor, isso aconteceu ao ver os olhos do defunto abrirem, sua face virava uma pimenta vermelha ao que ele arregalava os olhos surpresos para si. Os olhos de Mallory copiaram o movimento, arregalando os dois orbes cor de chocolate. Ao ser lembrado da máquina de refrigerantes, seu coração falhou no compasso, fazendo com que engolisse seco. Ia morrer, era oficial, ainda bem que Dreamer estava distraído demais para ceifar sua alma imortal. —É-é Mallory corrigiu com um tom meio choroso, abaixando o olhar. Ele nem mesmo lembrava do seu nome. Entretanto, era impedido de dizer qualquer coisa, ou de pensar qualquer coisa, quando o selinho do demônio tocou seus lábios. Sentiu-se paralizar, congelado. Ele lhe beijara! Queria gritar, mas nem conseguiu. —M-m-m-m-m-m... — balbuciou, batendo os lábios sem fazer nenhum sentido. —por aí — respondeu depois de muito custo. Kiesh era tão bonitão e galante, devia estar mais do que acostumado com coisas como beijos e abraços, mas Mallory não estava não! Nem se lembrava a quanto milênios alguma pessoa, além dos médicos, havia tocado seu corpo, e o único contato que seus lábios tinham nesse tempo era com comprimidos.

------------------Era dificil balançar a cabeça estando grudado no demônio, mas mesmo assim o fez, praticamente sarrando o queixo no peitoral desnudo no rapaz. —Já… acho que acabou de começar — explicou. Ao menos, aquela era um pergunta mais facil de se responder. Como ele não conseguiu ter ouvido a música e o barulho do filme? —Você tem otite? — perguntou, preocupado, franzindo o cenho. Entretanto, antes que pudesse oferecer um remédio, sua atenção mudou para a decoração da festa, levantando o olhar com um sorriso meigo nos lábios. —Ficou linda mesmo! — elogiou. —A quanto tempo estão planejando a festa? Aquele menino de rosa…é humano, né? — indagou, confuso. Será que o humano era do tipo que invocava demônios? Bem, isso não era nada impossível. —Parabéns — abriu um sorriso. Era merecido, o trabalho estava belíssimo.

------------------Mallory voltou a corar violentamente com o abraço sendo intensificado, Kiesh estava ainda mais junto a si, o peito nu colado em seu corpo. Era até irônico, era Mallory quem devia usar o peito farto de Kiesh como travesseiro, e não vice-versa, o seu era só osso! E ataduras. Estavam ali ainda por Mallory ter achado que havia quebrado uma costela ao escorregar no banheiro uma semana antes. E também porque tinha pneumonia. Entretanto, deixava de nadar no próprio pensamento para arregalar os olhos. Ainda arrumaria uma úlcera na córnea por tantos movimentos oculares assim. —M-mas foi voce quem me agarrou! — protestou, choroso, sentindo as lágrimas brotarem no cantinho dos olhos. Era só o que faltava, tomar um socão ao tentar auxiliar alguém provavelmente moribundo! A pessoa tenta ajudar e é humilhada. Seu queixo franziu, prendendo o choro.

Última modificação feita por AoiHikaru (12-10-2021, às 04h41)


https://64.media.tumblr.com/71576a8a88188719bf2d921b4e9176d1/c26dd144d98be64d-97/s1280x1920/b183e89255d04e16fb4e33a8e72d25582a92543c.gifv

Offline

#115 13-10-2021, às 03h20

Guarda Absinto
Lady0Midnight
Criadora de poções
Lady0Midnight
...
Mensagens: 2 591

——————————    N  I  C  H  O  L  A  S    N  A  V  I  N    ——————————
https://cdn.discordapp.com/attachments/804899528725495808/887932564407455816/nicholas.png
HUMANO - 1,81CM - 21 ANOS - RARIDADE: N - EXP: 19 - GRIMM: 920
————————————————————
Local: Sala de Estar
Interagindo com: Vinny (@The Dreamer)
————————————————————


——————————Enquanto via o rapaz processar as respostas que tivera sobre sua pergunta, notou que ele parecia bem perdido, o que fez Nicholas se perguntar se todos naquele lugar tinham sido devidamente avisados sobre o intercâmbio. Com uma sobrancelha erguida em ar divertido, concordou com a cabeça para a próxima pergunta. —— Sou. Sou um dos humanos que chegaram junto com os Anjos. —— explicou de forma calma, para que o menor não ficasse ainda mais desesperado do que já parecia. —— Você pelo jeito não deve ser nenhuma dessas duas opções. —— disse com leve curiosidade para tentar adivinhar o que era a pessoa à sua frente. Se ele não chegou aquela hora junto com os alunos do intercâmbio, a primeira opção que lhe vinha em mente obviamente era ser outro demônio. Mas, tinha algo diferente dele dos outros que conheceu, apenas não sabia o que.

—————————— Nicholas tinha vontade de comer muitas coisas que haviam ali, apesar de algumas terem um formato que não fosse muito sua praia. Tudo parecia muito apetitoso em especial para alguém como ele que começava a sentir fome. Acabou por escolher o único alimento que nunca tinha provado até então, ironicamente era a coisa que tinha o formato menos duvidoso ali. —— É um prazer, Vinny. Sou Nicholas, me chame como achar melhor. —— desviou o olhar do doce para o outro que havia se apresentado, mandando uma piscada suave para ele, afinal, se Vinny ainda preferisse continuar o chamando de ‘’gostoso’’, não iria ser ruim também. —— Oh, então você é tipo um vampiro? —— questionou um pouco surpreso, notavelmente animado com aquela informação.  Realmente naquele lugar poderia conhecer de tudo que nunca achou que poderia existir, anjos, demônios, e agora aparentemente conversava com um vampiro. Sentiu os pelos de seu corpo se eriçarem por um momento quando os dedos de Vinny tocaram a pele de seu pescoço. Olhou de relance para o mais baixo, mas com uma forte intensidade, permitindo que este tomasse ainda mais proximidade. Sentia seu coração acelerar minimamente com aquela mão em sua nuca, era sempre aquela parte que fazia com que parasse de pensar, era impressionante. A outra em sua cintura, como não esperava ser tocado ali, também ajudou com que os arrepios viessem. —— Seria triste se você ficasse com fome, já que não come o que tem aqui. —— com um leve sorriso malicioso, disse tais palavras com a voz baixa. Aquela na verdade era uma desculpa para si mesmo que não queria admitir que estava completamente curioso para saber como seria sensação do que Vinny queria fazer. —— Então.. à vontade. —— completou, suspirou suavemente, e então inclinou um pouco a cabeça para o lado, deixando ainda mais exposta a pele de seu pescoço para que Vinny fizesse o que quiser. Só depois de ter feito isso é que lhe veio o pensamento de ''será que eu viraria um vampiro também assim?'', mas não levava aquele questionamento tão à sério para se importar realmente com qualquer consequência que poderia ter.


https://cdn.discordapp.com/attachments/804899417684967496/818391699109576734/undy_ass.jpg

Offline

#116 13-10-2021, às 19h51

Guarda Sombra
AoiHikaru
Criadora de poções
AoiHikaru
...
Mensagens: 2 812

V A A R O   U M B R A

https://media.discordapp.net/attachments/833136891636875294/887551410865074216/vaarao.png

━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━
3020 ANOS | DEMÔNIO | PILAR DO ORGULHO | ELE/DELE | XP:19 | RARIDADE:N | GRIMM: 1K | ONDE:SALA DE ESTAR | COM:BARTY | OUTFIT
━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━


------------------Após o término da batalha de dança, Vaaro se retirou sem cerimônias para seu quarto, achando que as pernas iriam dissolver se ficasse mais um segundo em pé. Não era nenhuma novidade para si o caos que era o banheiro da Casa das Lamentações ao fim do dia, e tinha plena certeza de como pioraria agora com muitos novos moradores. Era em momentos assim que simplesmente odiava o pequeno degrau que levava sua cama, e após sentir como se tivesse escalado a breve elevação, o Pilar do Orgulho mergulho de barriga na cama, afundando a face em um almofada. Por ali ficou um bom tempo, apenas repensando no dia, suas bochechas queimando ao lembrar da excursão. Ugh, por que, de todas as pessoas do mundo, havia escolhido sentar justamente ao lado de Aishy?

------------------Após finalmente ter se cansado da sensação de ardor, e tendo passado um intervalo suficiente para o banheiro não estar mais um campo de guerra, Vaaro se levantou da cama e andou até seu armário, separando um roupão preto para se vestir após o banho, e deixando sobre a cama seu pijama, que consistia em um conjunto preto e um robe de seda vermelha com pelúcias nas extremidades. Com uma cestinha de cosmético nas mãos e o roupão sobre o braço, direcionou-se ao banheiro, ainda tinha fila, mas não demorou tanto assim. Talvez o Pilar da Ganância tinha se adiantado, Vaaro não teria que chutar a porta naquele dia. Tomou um banho bem relaxante e merecido na banheira, a qual encheu de todos os sais de banho que tinha direito. Sentia o corpo relaxando e a dor passando. Ao sair da banheira, já não tinha mais incômodo algum, podendo respirar aliviado. Seus passos voltavam a ser altivos como sempre ao retornar para o aposento.

------------------Confortavelmente inserido em seu pijama de baixo, o Orgulho havia fechado as cortinas de sua cama, estava lendo um livro quando um estardalhaço irritante começou no corredor. Que droga era aquela? Deu um salto da cama para ver do que se tratava. Era só o que faltava! O humano que havia sido uma das vítimas de Aishy anunciava uma festa a todo vapor. Vaaro fechou a cara, batendo a porta fechada, não queria de jeito nenhum ir prestigiar a tal palhaçada. Mas, ao invés de voltar para a cama, o demônio se sentou em uma das muitas poltronas que tinha no quarto, cruzando os braços contra o peito, e de cara amarrada ouvia a movimentação para lá e para cá pelos corredores. Por que eles tinham que fazer tanto barulho? Era um sobe e desce de escadas, passos para lá e para cá, seu quarto sendo um dos primeiros do corredor pegava todo o barulho, dava até para ouvir o som da música quando chegava perto da porta. Não teria como dormir nessas condições!

------------------Suspirando, o orgulho se deu por vencido, vestiu o robe carmesim e desceu as escadas. Até que não estava nada mal feita para a gentalha humana que havia organizado, batendo o olho nas comidas, só podia pensar que tinha o dedo de Aishy ali. Falando noa diabo, elu estava logo ali, mas já tinha uma vítima angelical, ele que lutasse. Tudo tinha um formato tão suspeito, no entanto, tinha que admitir que a cara das comidas estava boa. Optou por uma espiga de milho, que comia enquanto observava melhor o local, acompanhada de vinho gaseificado. Seus olhos acabaram pousando sobre um anjinho isolado na “cama” de almofadas à frente do projeto. Entretanto, as imagens faziam o demônio torcer o nariz. Que espécie de filme era aquela? Mas, a criatura luminosa ainda chamava mais sua atenção. Ainda não tinha conversado com nenhum dos que vieram na remessa celestial, talvez fosse a oportunidade, e vendo-o ali sozinho dava um incentivo a mais para chegar. Vaaro pegou dois cupcakes com rabinhos e chifrinhos e preparou dois copos de água tônica com gin, um de solteiro e um com os três outros copos empilhados, já que não fazia ideia da situação civil do anjo. E se aproximou do azulado, curvando o corpo enquanto se abaixava, a mão direcionava a ele o drink de copos empilhados. —Vocês anjos são tão brilhantes que até no escuro, daria para acertar um de vocês — brincou, sorrindo sarcástico. —Um pouco de luz não faz mal, não é? — seu sorriso perdia o teor irônico enquanto entregava o cupcake de demônio ao anjinho. Seria uma cena divertida de se ver. Ao contrário da que passava na “tela”, mais uma vez fazendo o orgulho franzir o cenho enquanto se sentava sobre algumas almofadas, cruzando as pernas. —Que diabrura é essa passando? — perguntou, soando quase chocado de tanta dúvida. Será que o anjo compartilhava de sua opnião desdenhosa quanto à obra? Conhecia alguns demônios que adorariam ver aquela nojeira. —Ugh, humanos são criaturas bem estranhas, olha as coisas que produzem — revirou os olhos com o comentário.


https://64.media.tumblr.com/71576a8a88188719bf2d921b4e9176d1/c26dd144d98be64d-97/s1280x1920/b183e89255d04e16fb4e33a8e72d25582a92543c.gifv

Offline

#117 14-10-2021, às 02h56

Guarda Sombra
TheDreamer
Dançarina de fogo
TheDreamer
...
Mensagens: 6 992

https://i.postimg.cc/x8vYpKRq/RPG-Vinny.png

"I eat boys up
Breakfast and lunch
Then when I'm thirsty, I drink their blood"


•————•

Local: Sala de Estar | Com: Nicholas

| Pijama

•••••••••••••••••••••••

“Quase isso”, respondeu com uma risadinha. “Eu sou o Cavaleiro da Fome, um dos Cavaleiros do Apocalipse e monitor dessa p@rr@”, disse quase com uma reverência. Levou a mão ao queixo pensativo, olhando a sala de estar novamente, ainda se sentindo perdido, sentia-se como alguém que tinha acordado numa dimensão paralela onde tudo era desconhecido. “Se vocês já chegaram a tempo o suficiente para estar dando uma festa, imagino que já tenha visto os outros três “monitores” - exceto que, na verdade, Rose é o único que presta pra função”.
Ele apontou na direção do sofá onde Mallory parecia estar sendo usado como bicho de pelúcia pelo Pilar da Ganância, “Aquele ali sendo esmagado é o Cavaleiro da Peste, Mallory”. Depois olhou para o canto da mesa de comidas não muito longe de onde estavam, onde Dreamer se agarrava com um humano. Sua sobrancelha se ergueu com a cena, só satã sabia como Morte podia ser difícil, “O quase pelado é o Cavaleiro da Morte, Dreamer… e Rose se escafedeu, oh, well, esquece o que eu disse sobre ele ser competente, é o inferno, ninguém é competente aqui.”

Estava com tanta fome, como se não comesse em dias! Sabia que tinha alguma coisa estranha na história, precisava descobrir o que tinha acontecido, precisava olhar a data no DDD, mas agora… só conseguia pensar no sangue do humano à sua frente. Respondeu o sorriso do outro com um igualmente malicioso, puxando-o sem dificuldade para mais perto de seu corpo (...).
Faminto, suas presas perfuraram o pescoço de Nicholas, uma de suas mãos afirmando a bochecha do lado oposto do que ele mordia, tentando não machucar muito o humano. Sentiu sua boca encher de sangue, bebendo desesperadamente, sua fome pelo líquido vermelho passando aos poucos enquanto a fome por outra coisa aumentava. Era a sina do Cavaleiro da Fome, sempre estava com fome por alguma coisa. Tirando as presas do pescoço do outro, ele lambeu as últimas gotas que escorriam do pescoço de Nicholas e se afastou observando-o. “Como você se sente?”, Vinny ainda estava com fome, mas sabia que tirar mais de meio litro do corpo humano era má ideia, precisaria encontrar outro voluntário, “É melhor comer bastante agora, para repor o sangue…”, ele olhou para a vi@gr@ na mesa e a aranha esquisita que Aishy tinha trazido, “E é melhor ficar longe da vi@gr@, minha mordida já vai ser mais que o suficiente pra te deixar alegre”, abriu um sorriso malicioso, "Ah, talvez eu devia ter avisado isso antes".


•••••••••••••••••••••••


https://i.postimg.cc/MHsrSd33/OC-Assinatura-Dreamer-e-Aishy.png

Offline

#118 14-10-2021, às 04h06

Guarda Absinto
Lady0Midnight
Criadora de poções
Lady0Midnight
...
Mensagens: 2 591

——————————    K  A  I  T  E  N    ——————————
https://cdn.discordapp.com/attachments/804899528725495808/887894787045335060/kaiten.png
DÊMONIO - PILAR DA GULA - 1,90CM - RARIDADE: N - EXP: 8 - GRIMM: 815
————————————————————
Local: Quarto do Rose
Interagindo com:  Rose (@Coconut)
————————————————————


—————————— Aqueles segundos que se passaram de Kaiten olhando para os lábios de Rose, foram o suficiente para que sua mente voltasse ao que queria poder ter feito anteriormente no ônibus. Aqueles lábios brilhantes pelo batom, pareciam ainda mais tentadores. Escutar seu nome sendo chamado pela doce voz do loiro, fizera com que seu coração acelerasse os batimentos, uma ansiedade grande tomando conta de seu peito entendendo só ali o tamanho de seu desejo pelo Cavaleiro. Sentindo o rosto corar, acabou por desviar o olhar numa tentativa falha de fazer seus pensamentos voltarem ao lugar. Não sabia se ele sentia-se da mesma forma, e para piorar estava tentando o animar até momentos atrás, não queria parecer se aproveitar de algum momento de fraqueza do rapaz.

——————————Entretanto, fora pego completamente de surpresa com a resposta que teve de Rose, voltando a atenção imediatamente para as orbes arroxeadas à sua frente.  —— Eu…  —— murmurou baixo, sem nem mesmo saber exatamente o que falar, apenas conseguia acariciar outra vez o rosto de Rose quando ele mesmo fizera sua mão voltar para lá. Com seus rostos tão próximos, tudo que conseguiu fazer foi fechar seus olhos, sentindo as pontas de seus narizes fazendo carícias singelas um no outro, sua respiração notavelmente mais pesada. Quando seus lábios tocaram-se aos do outro, apertou levemente sua mão, cedendo sem hesitação para aquele toque tão delicado e ao mesmo tempo caloroso. O toque da mão em seu peito parecia fazer sua pele esquentar ainda mais que o normal, apenas por ser Rose quem o tocava. Queria aproveitar cada segundo daquele momento em que finalmente pôde sentir um pouco mais do loiro, mas talvez por estar muito agitado, parecia que tinha voado. Logo já estavam separados outra vez, mas a proximidade continuava.

(...)


https://cdn.discordapp.com/attachments/804899417684967496/818391699109576734/undy_ass.jpg

Offline

#119 14-10-2021, às 08h48

Guarda Sombra
TheDreamer
Dançarina de fogo
TheDreamer
...
Mensagens: 6 992

https://i.postimg.cc/y8djcJgr/RPG-Barty-1.png

"The party starts NOW
When I waddle in
Turn the music loud for an epic win"


ʕ•̫͡•ʔʕ•̫͡•ʔ

✥ Local: Sala de Estar | Com: Vaaro

| Pijama

─━━━━━━━━━━━━─

Barty não podia dizer estar interessado no filme, de fato achava a coisa toda bem nojenta, estava mais entretido observando os outros presentes no local: um demônio dormindo no sofá segurando um pobre coitado que não parecia lá muito contente com a situação; ume demônio que parecia tentar flertar com Castidade, de todas as pessoas; um… vampiro (?)... mordendo um humano; e por último, a dupla que tinha lhe causado uma pontinha de inveja, lembrando-lhe de seus dias como humano sendo carregado no colo até o quarto depois de beber até não aguentar mais, apesar de que duvidava que a intenção ali fosse tão romântica.

Considerava se, talvez, deveria oferecer ajuda ao rapaz choroso no sofá quando um demônio que reconhecia da competição de dança apareceu em sua frente oferecendo-lhe copos demais. O copo que tinha pego antes jazia vazio lá longe, pra onde tinha rolado e permanecido já que Barty não tivera ânimo de levantar pra pegar. “Obrigado”, disse pegando os copos e retirando o rosa mais externo e deixando o branco exposto. “Brilhante?”, perguntou com curiosidade, bebendo um pouco do copo, certamente não se achava muito brilhante, será que por algum motivo os demônios o viam como um tipo de adesivo brilha no escuro?

A voz do demônio parecia de alguma forma familiar… Ele pegou o cupcake que o outro oferecia enquanto tentava se lembrar de onde poderia ter ouvido. Ele olhou para o cupcake em conflito, ali sem seus amigos ou seu nutricionista particular exclusivo (a.k.a Lophi) tinha medo de voltar com tudo aos velhos hábitos que nunca largara 100%. Ele puxou o chocolate que tinha escondido debaixo de uma almofada, olhando para os dois doces, “Eu espero que o inferno tenha comida de verdade, não vai dar pra viver só de doce”. Tomou mais um gole do gin, precisava de álcool silenciando suas más ideias se pretendia se convencer a comer. Mordeu o cupcake, era bom.

Com o demônio agora sentado ao seu lado, ele o observou melhor, parecia… quase vampírico? Mais ainda do que o rapaz chupando o pescoço alheio. Mas para o bem da sanidade de Barty, o sujeito não fazia lá o seu tipo. Ele agitou o chocolate ainda embalado na direção do demônio, quase cutucando-o com ele. “Achei que demônios prefeririam esse tipo de forma a cupcakes”, riu de uma maneira doce, “Ou você prefere outra coisa?”, fazendo um círculo com o polegar e o indicador,  ele moveu a língua sugestivamente, ainda rindo.

Ele deu de ombros, “É bem estranho, mas relativamente inofensivo", franziu o cenho lembrando-se de filmes e programas de TV que basicamente incentivaram ódio, “Poderia ser pior”, disse num tom sombrio. Mas logo sacudiu a cabeça como que para espantar os pensamentos, “Mas, ei, você é o pilar do que?”, ele examinou novamente o demônio tentando encontrar alguma coisa que indicasse qual pecado ele representava. Ele coçou a cabeça um pouco tímido, “Eu tenho certeza que já ouvi sua voz em algum lugar… Na Terra eles dizem que demônios sussurram nos ouvidos dos humanos levando a gente a cometer pecados”, colocou o dedo no queixo pensativo, a cabeça tombada para o lado, “Então… você é tipo o pilar da Luxúria? Por que não sei de onde mais eu poderia conhecer sua voz...”, mas ao mesmo tempo o rapaz a sua frente não parecia o que ele esperaria de alguém chamado “Pilar da Luxúria”, ele parecia um vampiro de alguma fanfic de realeza gótica.


─━━━━━━━━━━━━─


https://i.postimg.cc/MHsrSd33/OC-Assinatura-Dreamer-e-Aishy.png

Offline

#120 14-10-2021, às 10h14

Guarda Absinto
NaomiiChaan
Venceu um Black Dog
NaomiiChaan
...
Mensagens: 797

https://64.media.tumblr.com/d3a744181e226fd70ff24b6bffbf9947/3014caa65d55a9ca-37/s500x750/ddb9303c2378e78ee5bc11fa6b3909431895683b.jpg

———————————————————————————————————

✦Pilar da Ganância - 1,78 cm - Raridade: N - EXP: 16 - Grimms: 925✦


✦Local: Sala de estar | Interagindo com: Mallory✦

———————————————————————————————————


                               Quando o cavaleiro corrigiu-o, Kiesh tombou a cabeça levemente confuso, por que ele estava repetindo o próprio nome sendo que Ganância já havia dito-o corretamente? . —Sim, foi isso que eu disse.— Disse em um tom descontraído enquanto ainda encarava Mallory. Ele havia ficado muito vermelho e gago de repente, era vergonha? Certo, algumas pessoas, principalmente humanos, costumam se ver tímidos diante de um selinho e, por mais bobo que isso soe para o moreno, não desgostou da imagem que estava tendo. O grande cavaleiro da Peste, temido por muitos, é na verdade um bolinho que tem vergonha de proximidade! Essa contradição causava baixos risinhos no azulado, que agora se sentia motivado a deixar Mallory ainda mais tímido. —”Por aí”? Oh~ entendo, bom, você deveria aparecer mais vezes na minha frente, sabe? Eu adoraria te encontrar…por ai~ —Disse baixo com um sorrisinho levemente duvidoso nos lábios, e ai Mallory? Vai ficar com vergonha disso também? Ganância torcia que sim.

                               Ao ser questionado, Kiesh franziu o cenho. Otite? O que era isso? O moreno nunca foi o melhor aluno em biologia...na verdade em praticamente nada! Não chegou a frequentar a escola quando humano e na RAD tudo que sabe fazer é cabular aulas e ser suspenso para fofocar com o diretor! Tudo que sabe hoje foi por autodidatismo, mas biologia nunca foi algo que de fato o interessava, entretanto, ele não admitiria isso! Onde já se viu? Ele não queria de jeito nenhum que sua imagem de “Imponente Pilar da Ganância”  se vinculasse com “não saber o que é otite”, sua reputação rolaria escada a baixo! —Otite? Ah claro…otite...talvez um pouquinho. —Aposta no “sim” e torce para aquela bendita palavra não significar algo péssimo. Enquanto ainda discutia mentalmente sobre otite, sua atenção se voltou à Mallory ao ouvir o elogio. Um sorrisinho orgulhoso se formou em seus lábios, ele já estava acostumado a elogios à sua aparência, mas sempre ficava ainda mais feliz com elogios à coisas que ele realizava com maestria. —Na verdade, desde às 17:00 e pouco...quando a batalha terminou, cada um foi fazer seu papel! Eu fiquei com a decoração, Aishy com os comes e bebes e o Rosito com o entretenimento! Ah, e sim, ele é humano. —Disse passando a mão em suas longas madeixas.

                               Enquanto se aconchegava no corpo magro de Mallory, ouviu baixas reclamações por parte dele. Um sorrisinho surgiu em seus lábios pensando que ele estava com vergonha e subiu um pouco seu corpo, enterrando o rosto na curva do pescoço alheio e roçando o nariz em seu maxilar, apenas sentindo o agradável aroma de roupa recém lavada que ele exalava. Eu? Ah Lory~ não precisa ter vergonha de admitir que você queria me abraçar…’tá tudo bem, pode dizer a verdade.— Kiesh puramente não se lembrava que o abraço havia partido de si, jurava que ele vinha por parte do monitor. Seu sorrisinho apenas cessou-se ao escutar baixos fungados acima de sua cabeça, levantou-a e se deparou com um Mallory choroso. —Ah? O que foi? — Perguntou confuso, ele ficou com tanta vergonha que começou a chorar? Ganância havia exagerado nas provocações? Ele não imaginava que o outro começaria a chorar tão de repente. Kiesh não sabia exatamente o que fazer, era péssimo lidando com pessoas tristes e chorosas.

                               Ao olhar para baixo, seus olhos se arregalaram levemente, finalmente chegando a uma conclusão do porquê do choro. —Oh...perdão...eu não tinha visto. —Disse baixo se sentindo levemente culpado e afastando-se um pouco. O corpo inteiro de Mallory parecia carregar ataduras e para Kiesh ele apenas usava-as para ficar com uma aparência alternativa, mas desta vez seu braço direito estava enfaixado, com tala e tudo! Parecia ter se machucado recentemente, talvez estivesse doendo e o moreno tratou de piorar a situação ao colocar seu peso sobre ele. Não era do feitio de Ganância sair se preocupando com os outros, mas Mallory era gente boa demais, o azulado gostava dele! Sem contar que vivia com dó ao ver que muitos o evitavam por conta de seu título, isso parecia tão...solitário...trazia um certo sentimento triste de deja vu para si —Ei...não chora! É uma festa, não um velório!  —Disse tentando fazê-lo rir e deu seu melhor sorriso reconfortante, passando gentilmente o dedo polegar sobre a bochecha de Mallory  —Já sei como te animar, espera um minutinho!  —Disse levantando-se e pulando para fora do sofá. Andou até a mesa pequena e encheu um dos copos fluorescentes com catuaba, virando-a com um único gole e sorrindo em satisfação, ele precisava acordar bem antes do que faria agora!

                               Ao virar-se novamente, se viu diante de algumas situações inusitadas que não reparara anteriormente. Uma pequena mesinha decorada por si estava toda destrambelhada, sentiu suas veias pulsando levemente em raiva e suspirou pesadamente. Do que adiantava fazer uma decoração toda bonita se as pessoas vão lá e destroem? Sorte que os responsáveis por isso não estavam mais lá, ou Kiesh provavelmente entraria em uma discussão. Não tão distante de si, também pôde ver o cavaleiro da fome se alimentando de sua dupla de passeio, o que gerou um leve desconforto em Ganância, afinal, aquilo parecia doer. “ —Boa sorte ai bonitão…” —Pensou e caminhou de volta à Mallory, sorrindo e parando em sua frente com as mãos atrás do corpo. —Mallory? —Chamou-o e estreitou os olhos, seus lábios se curvando ainda mais para cima. Em seguida, abaixou um pouco seu corpo, como se imitasse uma pequena reverência que príncipes costumavam fazer em sua época para convidar garotas a se juntarem a eles. O timing havia sido perfeito! Uma música com um ritmo ideal para si havia começado.—Será que poderia conceder a este demônio uma dança?—Disse ainda na pose e estendendo uma de suas mãos para que o outro segurasse.

———————————————————————————————————


Pijama

Última modificação feita por NaomiiChaan (14-10-2021, às 12h03)


https://66.media.tumblr.com/f791e67f0a691bd651432c7062fd0293/69282379315160ca-b8/s1280x1920/1f7a8b7414c495f0325187913cf82e3aba2a68ba.gifv

Offline

#121 15-10-2021, às 22h00

Guarda Absinto
NaomiiChaan
Venceu um Black Dog
NaomiiChaan
...
Mensagens: 797

https://64.media.tumblr.com/3e3ae76ccc531af9d5f53a046ff85980/dfaf0b378080f1e3-27/s540x810/961ad3415cd8b5bfef6c3100b7f45c28621d7914.jpg

———————————————————————————————————

✦Pilar da Resiliência - 1,70 cm - Raridade: N - EXP: 0 - Grimms: 1000✦


✦Local: Dormitórios > Sala de estar | Interagindo com: Sozinho✦

———————————————————————————————————


                               Oh, então o grande dia chegou, não? Mikael lembrava-se perfeitamente de quando sua presença fora convocada urgentemente pelo Senhor durante um fim de tarde, pensava que alguém importante havia morrido ou uma guerra estava prestes a borbulhar, mas não...era apenas um comunicado de que ele iria para o grande intercâmbio que um lorde do inferno estava organizando. O loiro ficou confuso no início, mas não demorou muito para abraçar a ideia, essa seria uma aventura e tanto afinal! Quando ele imaginaria que conheceria o inferno com os próprios olhos? Muitos anjos fofoqueiros do paraíso diziam que ele iria para lá em algum momento se não ”honrasse” seu título como Pilar, mas fazer o que né? A inveja existe em todo canto. No fim das contas os maria fifis estavam certos, ele realmente iria para o submundo, mas levaria todos os pilares junto dele! Não é irônico? Pra Resiliência é! Uma situação ironicamente divertida.

                               Teve de dar algumas desculpas previamente para sua agência, dizendo que estava mentalmente acabado e precisava de um ano de afastamento da mídia, lhe doía o coração fazer isso, mas não havia muito o que pudesse fazer, afinal, era uma obrigação sua como uma virtude estar lá. Quando o momento finalmente chegou, uma montanha de bagagens preenchiam a sala de estar do seu apartamento, apenas esperando por seja lá o que ocorreria para que pudesse chegar ao inferno. Tudo ocorreu tão rápido que nem teve tempo de reagir, de repente já se via em um auditório rodeado de pessoas que aparentemente chegaram da mesma forma que si. Enquanto o Lorde explicava as coisas, o garoto apenas focava-se em prestar atenção aos arredores e, quando um tal passeio foi acionado, o loiro levou a mão ao queixo, pensativo. —Não vou. —Sussurrou baixo para si mesmo e levantou-se junto aos outros, apenas se juntando na multidão e escapulindo para dentro do edifício principal. Ele teria todo o tempo do mundo para conhecer as lojinhas e quaisquer coisas que geralmente mostram em excursões, então priorizava conhecer o território principal primeiro, afinal, não queria ter de conviver com todo aquele povo em um local que sequer conhecia! “Conheça o inimigo como a si mesmo e não precisa temer o resultado de cem batalhas”, ou seja, precisava antes extrair o máximo de informações possíveis do local e “itens” de rotina de quem aqui vive antes de fechar os olhos durante a noite.

                               E foi assim que sua excursão particular começou! Foi divertido e bem cansativo ao mesmo tempo. Perdera as contas de quantas vezes se perdeu naqueles enormes corredores da escola, mas havia encontrado lugares muito interessantes por lá! Salas de aulas dignas de filmes de vampiros, uma belíssima sala de jantar coletiva, um pátio que com certeza voltaria mais tarde para observar com mais atenção, muitos lances de escada que levavam para os quartos e algo que chamou-lhe a atenção. O banheiro. Tinha apenas…um...banheiro. Rodou a Casa das Lamentações —amou o nome inclusive, bem criativo Diavolo!— por inteiro e apenas encontrou um destes. —Hummm...que bom que decidi explorar por aqui antes, já vejo o caos que vai ser mais tarde quando todos decidirem usar o banheiro ao mesmo tempo...—Disse para si mesmo escorado na parede do corredor. —Preciso usá-lo enquanto não tem ninguém para atrapalhar..mas...como eu entro no meu quarto? Não tenho chaves…

                               Pensou, pensou e pensou, até que chegou na solução mais simples. —Se eu quero algo...é só pedir, certo? —Perguntou-se com um sorriso divertido nos lábios. Aquele tal de Diavolo com certeza teria as chaves, ele era o chefão afinal! Com esse pensamento em mente, saiu de onde estava e se dirigiu de volta ao auditório, torcendo para que ele ainda estivesse lá e, felizmente, ele estava! Agora lhe restava pôr o plano em ação. Antes de se aproximar, abaixou suas grandes asas vermelhas em posição de medo e respirou fundo, concentrando-se e logo sentindo pequenas lágrimas de crocodilo se formarem em seus olhos. Deixou-as escorrer um pouco e limpou-as, apenas para que ficasse com o rosto levemente avermelhado e abatido e, por fim, colocou uma linda expressão convincente de mal estar no rosto. Respirou fundo mais uma vez e se aproximou do Lorde em passos lentos e acanhados, sempre mantendo a pose de menino frágil e assustado —mesmo que ele não fosse nenhum dos dois. —Com...com licença...—Disse baixo cutucando o mais alto. —Eu sou o Pilar da Resiliência, Mikael, sei que deveria estar na excursão agora mas acho que o meio de transporte inusitado de vocês me abalou um pouco...será que o senhor poderia me entregar as chaves do meu quarto para que eu possa descansar um pouco? —Pediu gentilmente enquanto não quebrava o contato visual com o homem, ele não parecia ir contra a ideia, mas se Mikael exagerasse seria mandado para a enfermaria e estragaria o plano! —Não é nada sério, eu tenho um quadro de labirintite que acaba atacando forte em situações repentinas assim, só preciso tomar o meu remédio e me deitar, mas...ele está nas malas que estão no quarto, sabe? —Disse tristemente enquanto acariciava suas penas. E é claro que sua atuação perfeita não falharia! Ela já foi digna de muitos prêmios afinal. Diavolo acabou por acreditar e entregar-lhe suas chaves. —Muito obrigada, senhor. —Disse sorrindo pequeno e se virando, caminhando ainda acanhado até que saísse completamente do campo de visão alheio. Ao virar alguns corredores, parou e sorriu grande, levantando o punho fechado em comemoração. —Missão cumprida! ‘Vambora!! — Animou-se e seguiu com seu planejamento. Tomou um banho bem relaxante e voltou aos seus aposentos

                               Quando já em seu quarto, olhou em volta satisfeito, o local era espaçoso e confortável, só precisava de alguns retoques  para que ficasse a cara do loiro. Antes de tudo, se vestiu confortavelmente com seu pijama: uma blusa branca com um pintinho em seu centro e um shorts preto com artes de chamas nas pernas. Quando já vestido, passou a organizar aquele quarto e trocar os móveis de lugar. Encostou sua cama na parede e tirou aqueles lençóis escuros, trocando-os por um conjunto quadriculado em tons de amarelo pastel, branco e as duas fronhas de baixo sendo também quadriculadas, mas em branco e preto. Também montou uma arara metálica que havia embrulhado em meio de sua interminável bagagem, nela colocaria seus casacos e afins, suas roupas do dia-a-dia se encontrariam no pequeno armário que tinha ali mesmo. Arrumou também sua escrivaninha para que tivesse seu cantinho criativo com seus pertences e, por fim, ligou na tomada sua aquisição mais amada: sua lâmpada que simula o pôr do sol. Devildom, como imaginava, era bem escura, então essa lâmpada o traria muito conforto. Ainda faltava ajeitar algumas coisas, mas decidiu dar-se um descanso, afinal, já eram 20:00 e não havia parado quieto desde que chegou. Jogou-se na cama e pegou seu laptop, abrindo um de seus aplicativos de streaming e colocando uma série para rodar.

                               Após algumas horas, sua barriga parecia implorar por um pouco de comida. Estava faminto! Não comera nada desde que chegou aqui. Estava cogitando ir para a cozinha pela qual já havia passado anteriormente quando tomou um susto com a barulheira lá fora, era um garoto anunciando uma tal “festa do pijama” que ocorreria na sala de estar. —Festas geralmente têm comida...—Pensa e sorri, pulando da cama e colocando seu par de meias amarelas com uma pequena banana em cada, desligou o computador e se dirigiu à sala, trancando sua porta ao passar. Ao chegar no andar de baixo, se viu parado na porta, encantado com a decoração brilhante que havia sido feita. —Oh...será que Diavolo tem um dedo nisso? É muito bem feita. —Disse sorrindo e, quando estava prestes a entrar, seu olhar caiu em dois indivíduos que se beijavam fervorosamente apoiados em uma pequena mesinha, arregalou levemente os olhos e observou-os passando ao seu lado, rumo ao andar superior. —É...agora me sinto de fato no inferno.  —Pensou alto ainda surpreso e deu de ombros, finalmente entrando no cômodo e se dirigindo rapidamente à mesa de comidas. Ao chegar, olhou para tudo e não pôde deixar de sentir um arzinho escapar de suas narinas.  —Jura? Até nas comidas? Por essa eu não esperava. —Riu baixo e lambeu os lábios de fome. Seu olhar primeiramente caiu sobre um grande bolo de formato questionável, pegou uma espátula e decidiu que ele era digno de ter o primeiro pedaço, então cortou bem na cabeça e colocou em um pratinho. Em seguida pegou alguns biscoitinhos-traseiros e derramou-os em uma vasilha, por fim, pegou uma lata de sprite  —não estava afim de beber álcool logo de cara — e dirigiu-se até os vários colchonetes. Sentou-se confortavelmente para que pudesse assistir ao filme que passava enquanto comia e, enquanto se ajeitava, abriu suas grandes asas mas logo fechou-as em seu corpo, fazendo um pequeno casulinho confortável de penas em seu entorno.

———————————————————————————————————


Pijama


https://66.media.tumblr.com/f791e67f0a691bd651432c7062fd0293/69282379315160ca-b8/s1280x1920/1f7a8b7414c495f0325187913cf82e3aba2a68ba.gifv

Offline

#122 17-10-2021, às 20h18

Guarda Absinto
Lady0Midnight
Criadora de poções
Lady0Midnight
...
Mensagens: 2 591

——————————    N  I  C  H  O  L  A  S    N  A  V  I  N    ——————————
https://cdn.discordapp.com/attachments/804899528725495808/887932564407455816/nicholas.png
HUMANO - 1,81CM - 21 ANOS - RARIDADE: N - EXP: 19 - GRIMM: 920
————————————————————
Local: Sala de Estar
Interagindo com: Vinny (@The Dreamer)
————————————————————


—————————— Escutar que o rapaz era um dos Cavaleiros do Apocalipse realmente havia pegado Nicholas de surpresa, que o olhou de forma iluminada imediatamente. E ainda era um dos monitores dali! —— Isso é a coisa mais fod@ que eu poderia ouvir hoje. —— comentou com um pequeno sorriso, afinal, esperava encontrar apenas demônios e anjos ali, mas um Cavaleiro do Apocalipse, nem em sonhos! Ia perguntar se haviam outros ali, mas Vinny pareceu ler facilmente sua mente, começando a falar sobre eles. Apenas negou com a cabeça indicando que não havia se deparado com nenhum outro até então. Seus olhos acompanhavam de forma interessada para onde o Cavaleiro apontava, curioso para saber como seriam os outros como ele. O primeiro, para mais uma surpresa sua, estava na companhia de sua dupla de passeio de mais cedo. Foi difícil para Nicholas não deixar soltar ao menos uma baixa risada trêmula com a situação, o garoto já não bastasse a aparência frágil, parecia completamente perdido sendo agarrado por Kiesh que aparentemente tentava dormir. Naquele instante não resistiu em pegar seu D.D.D no bolso da calça para registrar rapidamente o momento cômico, antes de guardá-lo de volta e voltar a prestar atenção no que Vinny dizia.

——————————Seus olhos cresceram ao ver que, bem perto deles o outro suposto Cavaleiro estava quase peladão bagunçando a mesa com um rapaz rosinha. Como não tinha percebido aquilo antes? —— Eles parecem estar se divertindo pelo menos. Mas não os culpo, hoje ainda é o primeiro dia do intercâmbio, merecem esse tempo antes de começarem a se preocupar com as responsabilidades.  —— comentou em tom descontraído. —— Você não se considera competente? Gostei tanto de você, cuidou bem de mim até agora. —— seu sorriso aumentou na direção do menor.

——————————A sugestão de que poderia ser mordido trazia um sentimento de ansiedade em Nicholas, desejando que pudesse saber logo como seria a sensação de ter o sangue tomado como nos filmes de vampiros que via por aí. Inicialmente podia-se dizer que era mais doloroso do que imaginava, era como se duas agulhas mais grossas estivessem entrando em seu pescoço, mas estranhamente aquilo fez seu corpo reagir de uma maneira um pouco específica demais, o que resultou em um baixo gemido de dor. Era difícil arrancar sons como aquele do humano, por isso seu rosto ganhou um mínimo tom avermelhado ao perceber o que fez. Aquilo era estranhamente bom já que reagia daquela forma, mas ainda doloroso. Quando se afastaram suspirou profundamente. —— Digamos que me sinto como nunca me senti antes… e um pouquinho fraco. —— disse sorrindo, olhando para a mesa com comida assim que Vinny comentou sobre se alimentar, realmente pensando em pegar algo.

(...)

Última modificação feita por Lady0Midnight (17-10-2021, às 20h19)


https://cdn.discordapp.com/attachments/804899417684967496/818391699109576734/undy_ass.jpg

Offline

#123 18-10-2021, às 03h16

Guarda Sombra
AoiHikaru
Criadora de poções
AoiHikaru
...
Mensagens: 2 812

M A L L O R Y   D E S D E M O N A

https://media.discordapp.net/attachments/833136891636875294/889296499593334844/mell3.png

━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━
IDADE DESCONHECIDA | CAVALEIRO DA PESTE | ELE/DELE | XP:0 | RARIDADE:N | GRIMM: 925 | ONDE:SALA DE ESTAR | COM:ISABELA(pelo DDD) e KIESH | OUTFIT
━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━


------------------Mallory ouviu o DDD apitando, era provavelmente Isabela respondendo, mas estava de mãos presas para poder pegar o aparelho. “Me perdoa, Isa” pensou com um suspiro enquanto era esmagado pelo Pilar da Ganância. Seus olhos saltaram ao ouvir que ele tinha “um pouquinho” de otite. —Também tive um pouco ontem de tarde... — comentou, olhando Ganância diretamente. Mas, será que Kiesh estava mesmo bem? Quer dizer, infecções são perigosas se não cuidadas. Sentia uma pontinha de preocupação no peito, que transparecia em seu rosto. —Eu tenho remédio para isso no meu quarto  — comentou, soando atencioso  —se precisar, é só ir lá pegar — sorriu timidamente. Mallory tinha em seu quarto um estoque de remédios de fazer inveja em qualquer franquia de drogaria famosa que não o patrocinava para dizer o nome. Entretanto, a preocupação com a otite do demônio dava lugar à surpresa por eles terem organizado uma festa tão arrumadinha em tão pouco tempo. —Desde as dezessete? — suas celhas ergueram-se. —é impressionante mesmo — elogiou com um sorrisinho doce de admiração nos lábios.

------------------Mallory sentia seu coração bater mais forte, preocupado de ter um ataque cardíaco ali mesmo. Não tinha abraçado aquele homem! E o demônio parecia não querer entender isso, além de ter dito que poderia ter acabado levando um soco por tentar ajudar. Não estava entendendo, só queria ajudar, e não acabar agarrado e ameaçado de apanhar. As lágrimas brotavam em seus olhos, fungando com o choro que queria formar, vendo-se impossibilitado de tentar argumentar que não havia abraçado ninguém. Sobre o “que foi”, o Cavaleiro da Peste nem mesmo fora capaz de responder antes de desatar a chorar, as lágrimas correndo soltas de seus olhos, enquanto um baixo murmúrio de respiração chorosa era a única coisa que “dizia”. O pedido de desculpas fez com que voltasse o olhar para o de Kiesh, ainda soluçando, os olhos como rios a correr. Mallory respirou um pouco mais aliviado ao que Ganância se afastou, mas a respiração ainda era bagunçada pelo choro. Esfregou os olhos. —Hm, tá bem — disse, fungando, mas com um sorriso trêmulo nos lábios. Já se sentia um pouquinho melhor pela carícia do outro. Balançou a cabeça afirmativamente, dizendo um “uh-hum” quando Kiesh disse que se levantaria.

------------------Uma vez que o maior não estava mais no sofá, Mallory aproveitou para se sentar direito e confortavelmente, antes que tivesse uma espondiloartrose na coluna, esfregando a manga da kimono para secar as lágrimas remanescentes no rosto. Colocou as pernas sobre o estofado, cruzando-as enquanto se sentava de indiozinho. Observava, com o rosto tombado, o mais alto indo até a mesa de bebidas e beber algo, antes de fazer uma pausa, uma cara de desgosto com algo que via e voltar em sua direção. —Hm? — respondeu ao chamado, fazendo um biquinho de dúvida. Entretanto, o Cavaleiro da Peste não estava mesmo esperando aquela reverência pomposa, sua face se tingiu de vermelho na mesma hora, suas mãos cobriram a boca. Mesmo sendo um Cavaleiro do Apocalipse, não lembrava de já ter sido reverenciado assim, no máximo tinha alguém desesperado se ajoelho ao implorar por sua clemência. Não sabia nem como reagir à reverência, seu coração aquecia no peito e um sorriso meigo surgia em seus lábios. Sua bochechas quentes faziam ter vontade de se enterrar nas almofadas e ao mesmo tempo se jogar nos braços de Kiesh. —Mas é claro!  — abriu um grande sorriso, segurando a mão que o demônio estendia.

------------------Se levantou do sofá para seguir junto de Kiesh para perto da caixa de som, quando se lembrou do DDD que fazia peso em seu bolso. —Ah, é mesmo, eu tenho que responder a Isa, tadinha — comentou com uma carinha de dó —deve ter ficado preocupada após a última mensagem que eu mandei para ela — rolou o olhar, um tanto sem jeito ao pensar no seu breve exagero. Se fosse Mallory no lugar de Isa, estaria desesperado, já chegando com uma ambulância ali. Mallory soltou a mão do maior para poder responder a mensagem da garota. ”Não foi nada não, ele tá vivo, só tava dormindo, cancela o funeral :v: “ e clicou em enviar. —Prontinho, podemos ir — sorriu, pegando de volta a mão de Kiesh e guardando o aparelho. —Ah, mas antes… — seu olhar rolou até uma das mesas —acho que eu preciso de uma bebida — sua mão se firmou à do outro, entrelaçando os dedos enquanto o puxava junto a si para a mesinha. Sim, sim, uma boa bebida era tudo tudo o que precisava. Mallory pegou um copo cor de rosa e nele colocou um frozen de frutas vermelhas. Encheu um copo de dose de vodka e o virou dentro do copo rosa com a bebida de frutas, fazendo assim seu drink. Aproveitou para encher de balinhas para drink antes de tomar um gole bem generoso de sua misturinha. —Oh, isso ficou muito bom! — comentou com as sobrancelhas em arco, ondulando o copo, fazendo a bebida girar  dentro do mesmo. —Quer provar? — sorriu, estendendo o copo para Kiesh. Entrento, era para uma dança que fora convidado, então não ficou parado ali. Sem soltar a mão do demônio, ia seguindo para perto da caixa, ouvindo a música aumentando e o ritmo contagiante animando seu espírito.


https://64.media.tumblr.com/71576a8a88188719bf2d921b4e9176d1/c26dd144d98be64d-97/s1280x1920/b183e89255d04e16fb4e33a8e72d25582a92543c.gifv

Offline

#124 19-10-2021, às 07h17

Guarda Sombra
AoiHikaru
Criadora de poções
AoiHikaru
...
Mensagens: 2 812

V A A R O   U M B R A

https://media.discordapp.net/attachments/833136891636875294/887551410865074216/vaarao.png

━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━
3020 ANOS | DEMÔNIO | PILAR DO ORGULHO | ELE/DELE | XP:19 | RARIDADE:N | GRIMM: 1K | ONDE:SALA DE ESTAR | COM:BARTY | OUTFIT
━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━


------------------Observou o anjo dos cabelos azuis ajeitar os copos como preferia, um tanto surpreso por ele escolher deixar o da cor branca à mostra. —Casado, hm — pensou alto. Nunca havia imaginado anjos se casando, era uma ideia nova em sua mente.  Fazia ate mesmo surgir uma sensação nostálgica de sua vida mortal, um flash perdido em algum lugar, uma memória muito antiga. Sentindo a pontinha de saudades de sua época de casado, de suas vinte e quatro esposas. Mas não estava ali para se entregar ao saudosismo barato. Fazia tantos séculos, nem se lembrava ou se importava. Voltando a prestar atenção na pessoa angelical, Vaaro sacudiu a cabeça afirmativa e sarcasticamente. —Brilhante como uma lanterna no escuro — respondeu com ar de ironia. —Chega a doer os olhos — fingiu um tom de auto piedade, com um discreto sorriso nos lábios.

------------------Enquanto ajeitava as almofadas, ouviu a queixa do anjo quanto à comida, olhando para ele a tempo de ver aquela expressão incerta, antes dele beber o drink preparado por Orgulho. —Na verdade, temos uma boa culinária por aqui — assegurou, uma celha erguida. —Se você puder pagar, é claro — debochou levemente. Mas era fato que daria de tudo por uma fatia de bolo feito por Barbatos, não que isso saísse da categoria doces. Entretanto, o cupcake de chocolate não era nada mal também. —Se quer uma dica, não é no Hell's Kitchen que vai achar culinária decente — torceu o nariz. Vaaro realmente não apreciava a comida daquela cantina nem um pouco.

------------------Ali ao longe reparou em Luxúria se engraçando com um dos anjinhos, fazendo o demônio retornar sem demora o olhar na direção do anjo a quem tinha como companhia antes que começasse a lembrar demais de cenas que não devia e acabar com a cara pateticamente corada. Entretanto, não era como se fosse ser salvo, mal rinha olhado para o anjo azulado e um chocolate em formato suspeito vinha com tudo em sua reação, quase sendo esfregado nas suas fuças. Sua situação não era muito melhor do que a suposta se continuasse a encarar Luxúria, suas bochechas avermelharam não só com o doce, este vinha acompanhado de palavras que faziam suas maçãs pegarem fogo. —Alguns mais que outros — deu de ombros, estalando a língua no céu da boca. Era até irônico como aquela criatura conseguia falar aquelas coisas e ainda ter uma risadinha tão angelical. Anjos eram muito estranhos. —E por que quer saber? — perguntou, quase impaciente, desviando a face ruborizada.  —Ugh, pareceu até Aishy falando — revirou os olhos, engolindo em seco. Sua face queimava de vergonha. Nem conversando com um anjo tinha paz. —Anjos podem sair por aí falando essas coisas? — indagou, erguendo a sobrancelha.

------------------Voltava a prestar atenção no filme, mas não por muito tempo, a pergunta fazia com que olhasse de volta para o anjo e não para a cena grotesca. Atentava-se às palavras dele, mas antes de se apresentar, via uma questão mais urgente para esclarecer. —Demônios inferiores ficam atrás dos humanos, nós pilares não precisamos disso, eles vem quase se arrastando até nós — disse em tom de superioridade, levantando o queixo e estufando o peito. —Como se eu fosse me sujeitar ao papel ridículo de correr atrás de mortais inferiores — revirou os olhos. Mas tinha que admitir que o anjo havia despertado sua curiosidade. —Você já foi um pecador? — perguntou maliciosamente, estreitando os olhos. —Não sei mesmo onde pode ter ouvido minha voz...não costumo sair de Devildom, e muito menos estive em Celestial Realm — tombou a cabeça, seu tom de voz era natural e até interessado. —Sou o Pilar do Orgulho, Vaaro Umbra — a pompa retornava ao se apresentar. —E voce? Posso apostar que não é o pilar da castidade — ironizou, com um sorriso de canto. E bem no tempo exato, Aishy desabava ali adiante, levando junto o anjinho afeminado que agarrava. —A propósito, elu ali é oa Pilar da Luxúria, Aishy — apontou para a direção deles.—Eu aconselho manter distância delu se não quiser acabar como o seu colega ou... — parou antes de completar com "como eu hoje na excursão" o fazendo corar feito uma das pimentas suspeitas que vira na mesa. Virou seu copo de gin tônica de uma só vez, tentando ignorar a vergonha.


https://64.media.tumblr.com/71576a8a88188719bf2d921b4e9176d1/c26dd144d98be64d-97/s1280x1920/b183e89255d04e16fb4e33a8e72d25582a92543c.gifv

Offline

#125 19-10-2021, às 09h09

Guarda Sombra
AoiHikaru
Criadora de poções
AoiHikaru
...
Mensagens: 2 812

O L I V I A  S T R A U S S & O W E N  S T O R M H U N T

https://cdn.discordapp.com/attachments/880247566464335883/891931612709785630/owen_e_oliviacerto.png

━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━
21 ANOS | HUMANOS | ELA/DELA | XP:0 | RARIDADE:N | GRIMM: 1K | ONDE:SALA DE ESTAR | COM:SOZINHA ESPERANDO A ISA + MENÇÃO A BARTY | OUTFIT | CONTROLE:OLIVIA
━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━━



------------------Após o término da batalha de dança, Olivia se despediu de seus colegas e se retirou para o dormitório. O quarto não era nada mal, tinha um bom espaço para todas as muambas mágicas que Olivia e Owen carregavam nas malas. Mal pisaram no aposento e já começaram a descarregar vários baralhos de tarot e oráculos, bolas de cristal, espelhos negros, muitos fracos com “vai-saber-o-que” e mais um monte de parafernalhas sobrenaturais que tinham muito uso para os homunculus. Não era do desagrado de ambos a decoração pré-existente ali, pelo contrário, achavam que fazia bem seu estilo. A falta de luz fazia com que se sentissem em casa, lembrando bastante a mansão mal iluminada na qual viviam sozinhos com alguns poucos empregados. Espalharam alguns castiçais pelo local, e estava perfeito.

------------------Ficaram um bom tempo terminando de ajeitar as coisas, guardar as roupas, e estavam bem cansados da faxina, na verdade. —Ah, eu tô mortinha! — a garota se queixou, suspirando enquanto caía sentada na cama. —Preciso de um banho para ontem! — cobriu os olhos com um dos braços. "Vai querer continuar no controle?" Owen perguntou, dentro da cabeça. —Eu posso? — perguntou ela em resposta, em voz alta mesmo como sempre. Olivia estava cansada de brigar pelo controle naquele dia, já tinha tido o suficiente e passaria o comando numa boa se ele quisesse,entretanto, não era o caso. "Pode ficar, eu vou dormir" ele respondeu, já se ajeitando para descansar. O lado bom de ser apenas uma consciência era esse, não precisava lidar com detalhes corporais como banhos, pijamas e arrumar a cama, era simplesmente dormir. Olivia estava cansada, mas tinha que admitir que o outro ir dormir e ela poder ter o seu corpinho por mais tempo espantava o cansaço, ainda não estava pronta para adormecer. Separou um pijama de constelação bem confortável e fresquinhos que ambos adoravam,e após se livrar da quantidade extra de casacos e acessórios, seguiu para o banheiro com uns cosméticos dentro de uma bolsinha.

------------------Teve que esperar um bom tempo na fila que já a deixava de mal humor até chegar sua vez. Assim que conseguiu finalmente entrar no banho, optou pela banheira, onde poderia ficar submersa. Dessa forma, a metamorfose doía bem menos. Escorregou as costas na louça, cobrindo-se toda dentro d'água, enquanto modificava o corpo, ganhando as suas características físicas que tanto gostava. Ficou mais um bom tempo ali até se sentir confortável, o corpo revigorado e sem dores, até sair do banho. Vestiu seu pijama de cetim e saiu. Quando ia voltando para o quarto, um garoto de cabelo rosa anunciava uma festa do pijama a todo vapor. Queria que Owen estivesse acordado para comentar com ele, pensando "cornos? Somos nós mesmos!" dando uma risadinha discreta sozinha. Acabou voltando para o quarto. Não tinha tanta graça assim ir sozinha. Será que Barty ou Kaiten estavam por lá?

------------------Olivia passou um bom tempo no quarto brincando com o Corvelho, nas seus ouvidos estavam atentos à festa, que parecia estar pegando fogo o suficiente e subindo para os dormitórios. —Oh, gente animada! — comentou risonha, colocando o corvo coelho para dormir. Entretanto, a garota não queria ir dormir. Estava cedo! Decidido, iria para a tal festa. Logo ao sair do quarto, pode ouvir um som bem suspeito reverberando pelos corredores, o que a fez correr bem rapidinho para a sala de estar. Oh, e estava linda a decoração! A música tocando, e ainda parecia haver bastante comida e bebida apesar de seu atraso. Não conseguiu prender a risadinha ao olhar a mesa, mas tudo estava com uma cara ótima! Estava doida para cair de boca em tudo aquilo, da maneira mais inocente a ser conotada nessa sentença. Agora que não estava mais enjoada e após o dia todo sem comer, estava faminta! Lotou um pratinho com várias opções salgadas, um pouco de linguiça, frango assado e vários vegetais. Pegou uma sprite e foi assistir um pouco do filme que passava. Pensou em ir até onde Barty estava, mas ele já tinha companhia, ela se limitou a acenar e dar um sorriso para ele.


https://64.media.tumblr.com/71576a8a88188719bf2d921b4e9176d1/c26dd144d98be64d-97/s1280x1920/b183e89255d04e16fb4e33a8e72d25582a92543c.gifv

Offline

Páginas : 1 ... 3 4 5 6